Católicos em Células! O que são Células?

O QUE SÃO CÉLULAS?

Células são grupos de relacionamento constituídos de 8 até 15 pessoas que se reúnem semanalmente como uma família, e que têm compromisso de participar nas atividades da Igreja local (alguma comunidade maior).

Nelas, vivencia-se os 5 propósitos de Deus para a Igreja – koinonya/comunhão fraterna; liturgia/louvor e adoração; catequese/edificação dos discípulos pela Palavra; martyria/anúncio de Cristo; diakonia/serviço uns aos outros.

A célula é uma comunidade e não uma mera reunião. Todavia, no seu encontro semanal esses 5 propósitos são manifestados, em seus 5 estágios, também chamados de 5?Es: Encontro, Exaltação, Edificação, Evangelismo e Entrega.

Os pequenos grupos ou células sempre fizeram parte do povo de Deus. Veja o exemplo de Moisés (cf. Ex 18, 21) e o testemunho de Jesus, que liderou a primeira célula da Igreja com os doze apóstolos (cf. Mc 3, 14).

1. Onde a célula se reúne?
Priorizamos as reuniões nos lares, mas a célula pode se reunir também em empresas, escolas, salões de condomínios, em qualquer lugar que propicie o bem-estar dos membros.

2. Por que uma célula não pode ter mais que doze ou quinze pessoas?

Porque num grupo maior não há tempo suficiente para que todas as pessoas compartilhem e recebam ministração. Além disto, sendo um dos valores da visão de células o acompanhamento pessoal dos membros, este se torna impossível com um número alto. Por fim, também as casas normalmente não comportam grandes grupos.

3. O que a célula não é:

a) Grupo de devoção
Existem muitos grupos devocionais que se reúnem nos lares. São baseados em práticas religiosas como o terço e as novenas. Certamente têm sua utilidade, mas diferem essencialmente quanto aos propósitos das células.

b) Grupo de oração
Normalmente esse tipo de grupo é composto de pessoas que têm a seguinte atitude: O que o grupo pode fazer por mim? (Emprego, cura, conhecimento…). Um dos estágios da reunião da célula é a oração, mas não é esta a sua maior proposta.

c) Grupo de discussão bíblica
Estes grupos, também conhecidos como círculos, não estimulam a comunhão fraterna tanto quanto uma célula. Além de atender às reais necessidades das pessoas, a célula é uma experiência aberta a acolher novas pessoas, e jamais pode se fechar em si mesma.

d) Grupo de formação
Estes grupos oferecem um crescimento espiritual num ambiente fechado e exclusivista. Na célula acontece o discipulado dos membros, mas ela não pára nisto.

e) Uma pastoral ou ministério
Na Igreja cada pastoral (ministério) tem uma tarefa específica a realizar (por exemplo: canto, serviço aos pobres, acolhida, pregação, ensino etc.). A célula, por ser uma miniatura da Igreja, não se limita a uma ou algumas tarefas da Igreja, mas a cumprir todos os propósitos de Deus, não como um grupo de trabalho, mas como uma comunidade, onde o “ser” sempre vem antes do “fazer”.

Portanto, célula não é um grupo de cristãos fechado (um clube), criado só para algumas pessoas da Igreja (uma panelinha); ela é uma pequena comunidade cristã que tem a multiplicação do corpo de Cristo como objetivo. E embora tenha reuniões, não se limita a elas ed-oesterreichische.at. Célula não é um dia por semana, mas uma comunidade viva, em ação, onde os membros são comprometidos uns com os outros, dentro e fora das reuniões. Também não são grupos paralelos à estrutura do corpo eclesial (a comunidade maior), mas são justamente a base vivificante deste corpo.

4. Como é uma célula?
Na biologia, a célula não é o corpo todo, mas traz dentro de si todas as informações necessárias para gerar um corpo inteiro. Nesse sentido, célula é a miniatura da Igreja se reunindo nos lares, é uma pequena comunidade e que atua como centro de treinamento ministerial, pois além de seus membros vivenciarem o “amai-vos” (cf. Jo 13, 34), são capacitados para o “ide” (cf. Mt 28, 19).

A célula imprime um estilo de vida, de modo que seus membros não conseguem separar fé e vida. Por isso, testemunham Cristo no meio em que vivem (oikos), penetrando nos variados segmentos da sociedade, como sal e luz (cf. Mt 5, 13-14).

A convivência dos irmãos é o que garante vida à célula. Nela são gerados fortes vínculos de comunhão, de amizade e de aceitação. Algumas células são homogêneas (exemplo: somente casais, só jovens, só mulheres…), outras heterogêneas (integrando pessoas de diferentes sexos e idades).

ESTRATÉGIA

A Agência Católicos em Células oferece, além de material didático, cursos que colaboram no processo de transição para o sistema de células .

Todos os cursos são ministrados em finais de semana, sobretudo para sacerdotes e líderes leigos, de paróquias e demais movimentos eclesiais, equipando comunidades para a prática eficiente da nova evangelização.


1. JORNADA

Este encontro desperta a comunidade para a urgência da nova evangelização, aprofundando sua visão missionária a partir do estudo das suas três grandes exigências e sua relação direta com o sistema de células.  CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

2. ANO PARA A TRANSIÇÃO

Após a Jornada, a comunidade que aceita o desafio de se abrir ao novo, inaugura o “ano para a transição”, que passa por 4 passos, também chamados de módulos, os quais se aplicam em encontros de sábado e domingo (em no mínimo 18 horas), a cada três meses.  CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

3. SUPORTE PASTORAL

Feita a transição para o sistema de células, oferecemos à comunidade um suporte pastoral, que inclui um programa de gerenciamento de uma comunidade em células, treinamento e reciclagem dos membros na visão celular e um acompanhamento ao trabalho do líder principal.  CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

MISSÃO

A Agência Católicos em Células existe para ajudar a estabelecer nas comunidades católicas o padrão bíblico da Igreja do Novo Testamento, onde cada membro seja um discípulo e missionário e cada casa uma célula multiplicadora do corpo de Cristo.

PROPÓSITO

1. Promover uma séria reflexão acerca do desejo de Deus para a Igreja.2. Confrontar paradigmas tradicionais de evangelização com as exigências da nova evangelização.3. Mobilizar e capacitar os católicos para o cumprimento da grande missão de Mateus 28, 19.4. Assessorar comunidades na transição para o sistema de células, disponibilizando materiais e cursos específicos de treinamento e reciclagem de liderança.5. Servir as comunidades em células em suas necessidades pastorais e ser um centro de referência para a unidade entre as diversas expressões de católicos em células.

SISTEMA INTERNACIONAL

Comunidade Eccomi, manda-me – da cidade de Ragusa, Itália.
Atualmente tem mais de 200 células: http://www.eccomimandame.org/

Pe. PiGi Perini

Site da Paróquia Santeustorgio, de Milão. Seu pároco, Don PiGi Perini, é responsável pelo sistema de células paroquiais de evangelização, que há mais de duas décadas tem propagado essa visão em todos os continentes.

http://www.santeustorgio.it/

Reconhecimento Pontifício do Sistema de Células de Evangelização

Células na Itália

Site das células na Itália, com mapa das paróquias em células, decreto de reconhecimento pontifício do sistema de células, informações e material de formação para líderes.http://www.cellule-evangelizzazione.org/

Fonte: http://www.comunidadefanuel.com/catolicos/o-que-sao-celulas/