Daily Archives

Roteiro – Uma verdadeira conversão – 19 a 25 de Setembro

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência.

Líder, incentive e participe do Grupo Parusia de Oração!

Download do Roteiro da Semana

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 19 a 25 Setembro

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: LIVRETO DE BOAS VINDAS

Download da Tabela Periódica Bíblica = TABELA PERIODICA BIBLICA

Como ler a Bíblia = COMO USAR A BIBLIA

Quem Somos

Por | A FIDELIDADE

Sobre a Comunidade Católica Fidelidade

A Comunidade Fidelidade é uma associação pública de fiéis, de reconhecimento Diocesano, nascida na esteira dos novos movimentos pós-Concílio Vaticano II, constituída de fiéis católicos unidos em fraternidade, cujo objetivo é levar seus membros a uma vida santificante e equilibrada, buscando viver o batismo de maneira radical.

A Comunidade Fidelidade tem por Fundador Prof. Daniel Tadeu de Oliveira, casado, 3 filhos, natural de São Bernardo do Campo, SP.

Nossa palavra de fundação e inspiração está no Evangelho de Mateus 5, 17 – 48 e o propagamos com o seu último versículo: “Portanto, sede perfeitos, assim como vosso Pai Celeste é perfeito”.

Nesta inspiração e no amadurecimento, fomos formando e confirmando nosso Carisma de “Viver na Santidade e levar as pessoas a trilhar este caminho de busca pela Santidade” em suas vidas quotidianas pela moral cristã, justiça, equilíbrio espiritual e psicológico, reconciliando o indivíduo com sua própria história.

Em 2001 o Senhor nos deu o nome “Fidelidade” uma ordem para sermos fiéis e obedientes ao Senhor e a sua Igreja, fortalecendo e confirmando assim nosso Carisma e Missão. Palavra do Nome: “Assim fala o Senhor: eis que volto a Sião, venho residir em Jerusalém. Jerusalém chamar-se-á a cidade-fidelidade, e a montanha de Sião, a montanha-santidade. ” Zc 8, 2.

Temos como Santos Baluartes São Bento e Santo Antônio. São Bento pelo seu empenho pela Santidade e Vivência Cristã e Santo Antônio por ser um Grande Evangelizado e pregador e pela nossa fundação ter sido nesta Paróquia, onde acreditamos que Santo Antônio teve sua intercessão.

Com o Reconhecimento Diocesano de nossos estatutos em 05 de Setembro de 2016, temos engajamento canônico no que a Igreja hoje conhece como “Comunidades Novas” na atual realidade de Comunidade de vida e aliança e somos acompanhados na Diocese pelo Padre assessor designado pelo nosso Bispo, onde procuramos testemunhar assim a comunhão fraterna, o serviço e a obediência à Igreja Católica e sua doutrina e a Diocese dentro de nosso chamado e vocação nesta realidade.

Nossa Espiritualidade: Somos conduzidos a uma espiritualidade de oração e serviço, “ora et labora” (Abade São Bento), buscando a Santa Missa e a Eucaristia. Buscamos viver diariamente a comunhão e a contemplação com a Palavra de Deus através da Lectio Divina. Procuramos viver todos os momentos de oração com uma espiritualidade carismática e de profunda entrega.

Nossa Missão de envio: Acreditamos na segunda vinda de Jesus Cristo como professa a Fé da Igreja Católica e temos como objetivo evangelizar e preparar o povo de Deus para sua volta, levando a palavra de Jesus e a fé católica. Para tanto realizamos encontros e visitas de oração, atendimento espiritual e também evangelização por meio de células católicas.

Nossa Fraternidade e Formação: Servimos como Comunidade de Vida e Aliança, sendo assim todos os membros efetivos trabalham fora e tem suas famílias ligadas a comunidade, partilhamos do mesmo carisma e missão em nossos encontros e serviços, com a disponibilidade de vocacionados a um carisma particular. Procuramos testemunhar o que acreditamos em nossas vidas a partir do carisma e usamos de nosso tempo disponível para os trabalhos de evangelização e nas obras da comunidade.

Dos Trabalhos e atividades da Comunidade – Hoje nossos trabalhos de formação e evangelização estão presentes em vários apostolados: Colunas em Jornais locais, Rádio Web, Internet e mídias sociais, música e animação litúrgica, células de evangelização, missão Fidelidade para oração do terço e oração com as famílias, grupo de oração, grupo de cura e libertação,  Grandes Células de Oração, seminários, vigílias e cercos de oração, Etc.

Produção de mídias digitais de evangelização e formação, intercessões, seminários e formação de servos, pregações, escola bíblica e teológica, escola permanente para novas comunidades, atendimento de aconselhamento e orientação espiritual e psicológica, cursos de várias modalidades, etc.

Servimos nas Paróquias no ministério do Culto e da Palavra, ministério da benção, Formação para pastorais e movimentos quando solicitadas pelos Sacerdotes.

Realizamos nossa ação e evangelismo por meio de células católicas de evangelização com reuniões semanais que acontecem nas casas para prover um relacionamento efetivo com as casas já visitadas em atendimento. Mantemos a Sede, denominada Casa São Bento em SBC e uma casa em Alumínio – SP para retiros de atendimento e retiro Espiritual.

Da Organização dos Membros – Hierarquia – A comunidade é formada pelo Fundador, CoFundadores, Membros com Vinculo de Consagração, Membros com Vínculo de Comunhão, Compromissados e Caminhantes.

Da Admissão e Formação de novos membros – Anualmente a Comunidade realiza um encontro para as pessoas que queiram conhecer nossos trabalhos e o carisma, neste encontro é apresentado à realidade e rotina da comunidade e o que professamos e pregamos.

Dos Caminhantes – Uma vez a pessoa sentindo o chamado a essa vocação de comunidade, o interessado inicia uma formação especifica de até 1 Ano, os quais denominamos caminhantes.

Neste período a pessoa também é orientada regularizar sua vida espiritual se necessário. Um formador designado pelo fundador recorda com os caminhantes a catequese, dogmas, tradição, a palavra, formação humana e espiritual, histórico da comunidade e nossas realidades de fraternidade e obediência. No final da formação os que sentirem a vocação a continuar passam por uma entrevista de discernimento com fundador e formadores e começam uma nova jornada de no mínimo 1 (um) Ano, o qual chamamos de compromissados.

Dos Compromissados – Neste período de compromissados, os candidatos a membros acompanham e ajudam nos trabalhos efetivos da Comunidade e são assistidos por formadores pessoais por um período de até 2 Anos.

Dos Membros Efetivos – Após o período de compromissado, os formadores passam um relatório deste período de acompanhamento ao fundador e coordenador de formação que, em nova entrevista com os candidatos, decidem em oração a admissão efetiva dos mesmos. Neste período é feito seu compromisso com a comunidade em uma celebração juntamente com Sacerdote, onde professam seu “compromisso” em seu vínculo especifico com a comunidade e o carisma, chamado “Vinculo de Comunhão”.

Do Conselho – O Conselho da comunidade é formado pelo Fundador, CoFundadores e por Membros erigidos em assembleia, são as pessoas que auxiliam nas decisões e se fazem presentes na eventual ausência do Fundador.

Da Formação dos Membros – Mantemos uma rotina de encontros de oração e formação permanente. A começar pelos coordenadores de formação que trazem formações continuas para os membros e também formadores externos indicados pelos sacerdotes e comunidades irmãs. Procuramos uma formação teológica, humana e espiritual. Alguns membros procuram formações de graduação que colaboram com a realidade da comunidade e da pessoa humana.  Temos na comunidade pessoas formadas e também que estudam em diversas áreas, por exemplo: Pedagogia, enfermagem, psicologia, teologia, filosofia, músicos, professores, analistas, recursos humanos, entre outros.

Das Crianças – Mantemos um trabalho de evangelização infantil com formações (cristãs) e humanas com o grupo dos Pequenos Fiéis, filhos e filhas dos casais membros da Comunidade. Formações preparadas e acompanhadas pela pedagoga ajudamos assim em sua pré-catequese. Aos Sábados esse Grupo é aberto para receber as crianças das pessoas que participam do Grupo Parusia e Grande Célula.

Dos Colaboradores e Benfeitores – As Comunidades matem-se de doações em campanhas realizadas internas e externamente. Promovemos algumas festas e a venda de alguns artigos religiosos e literatura de produção interna.

Da Localização da Comunidade – Nossa casa de encontros e fraternidade está situada na Rua Giuseppe Venturini, 180 no Bairro Batistini em São Bernardo do Campo no Estado de São Paulo. Por Intercessores e Baluartes nomeamos esta casa de Casa São Bento e o Salão situado abaixo da casa de Salão São João Paulo II.

Em questão paroquial a comunidade está situada bem entre as Paróquias Sagrada Família, Jd. Do Lago e da Paróquia Santo Antônio do Bairro Batistini as quais colaboramos como servos, sendo: Ministros do Culto e da Palavra, Ministros da Benção, animação de liturgia e música, formações, Etc.

Paróquias e Diocese – Mantemos a comunhão com a Diocese participando das reuniões da Fraternidade das Novas Comunidades na Diocese, acompanhadas pelo Sacerdote assessor designado pelo Bispo. Também pelo serviço nas Paróquias citadas em parágrafos anteriores e servimos a Diocese em eventos e em colaborações diversas.

Endereço e Contatos:

Casa São Bento e Salão São João Paulo II

Rua Giuseppe Venturini, 180 – Batistini, São Bernardo do Campo – SP

Quando o homem velho fala. Efésios 4, 17 Partilha do Fundador Daniel Oliveira

Por | PARTILHA DO FUNDADOR

Seu homem velho ainda aparece?

Para viver uma vida digna “da vocação a que fomos chamados” (Ef 4, 1) não é apenas uma vida de unidade e crescimento, mas de renuncias que decidimos aceitar para ter uma nova vida. Essa nova vida é uma série de negativas e positivas. A primeira negativa é despojar-se do velho homem (v. 22).

A vida cristã começa com um claro rompimento com o passado (pecado), e São Paulo apelou aos Efésios para que não mais andassem “como também andam os gentios” (v. 17). Para os romanos, São Paulo usou uma linguagem mais séria e os chamou a crucificarem o velho homem “para que o corpo do pecado [fosse] destruído” (Rom. 6: 6).

Pense agora em algumas das características do velho homem em Efésios 4, 17-24. Compare com Romanos 3, 10-18. Que tipo de quadro ele apresenta da humanidade em geral? Mudou alguma coisa até nosso tempo desde que Paulo escreveu?

Note que, em sua descrição aos Efésios, São Paulo usa palavras como escuridão, ignorância e cegueira, coisas que os levaram à decadência moral. Por causa do pecado, a mente deles não podia compreender as verdades espirituais. Como resultado, a vida deles era desperdiçada na inútil busca de Deus em si mesmos, nos ídolos desprezíveis ou na vã filosofia.

Eles se perdiam em ensinos fantasiosos e viviam na escuridão espiritual (Ef. 4, 18; veja também Rom. 1, 19-21). Sua sensibilidade moral estava tão comprometida que não podiam fazer distinção entre o bem e o mal. Os prazeres do corpo, comportamento particularmente imoral e contrário aos padrões, haviam se tornado seu passatempo favorito. Viviam em “depravação”, “impureza” e “avidez” (Ef. 4, 19; veja também Rom. 1, 26-32).

Essa era a vida deles – a vida do velho homem – antes de irem a Cristo. Então, São Paulo apela aos que creem: não voltem jamais para o velho homem.

Como isso é difícil para nós, me incluo. Por vezes o velho homem que falar! E falar alto. Nos tornamos insensíveis ao Espírito e deixamos que o homem velho tome conta de nossas ações, falas, pensamentos. Quando isto acontece um caos espiritual se instala e sempre sai alguém ferido. Cria-se a divisão, magoa e em algumas situações o pecado em nós.

Quando decidimos seguir a Cristo, devemos abandonar o antigo estilo de vida dos gentios. Mas abandonar não é suficiente. O cristianismo não é uma religião de negação mais de escolhas e certas escolhas necessitam. Espera-se que o cristão se erga a um patamar mais elevado de vida moral e espiritual. Então, São Paulo aconselha: “E vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem” (Ef. 4, 23-24).

Se a vida do velho homem era caracterizada por uma mente fútil, a vida do novo homem se distingue pela mente renovada. Devemos assim pensar antes de falar, não agir sem a ação do Espírito Santo. “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rom. 12, 2).

Depois de descrever a vida fútil, obscura e pecaminosa dos gentios (Ef. 4, 17-20), São Paulo afirma que eles haviam sido ensinados a deixar essa vida quando foram a Cristo. Usando três verbos – aprender, ouvir e instruir, São Paulo lembra aos Cristãos que eles já conheciam bem o efeito da salvação e do novo nascimento em seu estilo de vida. Essa verdade não chegara até eles de qualquer fonte humana, mas do próprio Jesus (Efés. 4:21). O uso que São Paulo faz do nome de Jesus não é acidental. Ele quer que os Cristãos saibam que o Jesus histórico – encarnado, crucificado, ressuscitado e ascendido ao Céus – Ele mesmo é a verdade, Ele mesmo é o revelador da verdade (João 14, 6).

“Aqueles que recebem o Salvador se tornam filhos de Deus. … Sua mente é transformada. … Em vez do amor supremo ao eu, eles passam a apreciar o amor supremo a Deus e a Cristo.”

Daniel Oliveira

Fundador da Comunidade Católica Fidelidade

Por | FUNDADOR

Daniel Tadeu de Oliveira nasceu em 28 de outubro de 1974 em São Bernardo do Campo, SP. É casado desde 1995 com Angélica Alves de Oliveira e têm três filhos; Giulia, Giovanna e Daniel Ângelo.

Formado em mecânica, música, ciências da computação com ênfase em matemática, Filosofia, Teologia e pós graduado em Ensino Religioso. Hoje se dedica como pregador, escritor e como um missionário consagrado da Comunidade Fidelidade.

No ano 2000 iniciou a Comunidade Católica Fidelidade, uma “nova fundação” ou Nova Comunidade, com o carisma de levar as pessoas a santidade de vida pelo equilíbrio espiritual e emocional. Reconciliando o ser humano com sua própria história.

Em 05 de Setembro de 2016 a Comunidade Católica Fidelidade recebeu o reconhecimento Diocesano de seus estatutos como Associação Publica de Fiéis na Diocese de Santo André pelo Bispo Dom Pedro Carlos Cipollini.

Dedica sua vida consagrada ao evangelismo e a vida fraterna. É ministro da bênção, do culto e da palavra e está constantemente em missão nos mais diversos locais onde se faz necessário levar a palavra de Deus e o carisma da Fidelidade.

Dia a dia impulsiona os membros e filhos da Comunidade Fidelidade a viverem a fraternidade e o equilíbrio em todos os ambientes onde estão inseridos e também nas casas pelo princípio de células católicas, Células paroquiais de evangelização.

Livros Publicados:

Apostila de Formação
Comunidade Fidelidade
Editora Clube dos Autores – 2013

Orações Diárias
Orações de Fidelidade
Editora Clube dos Autores – 2015

Faz-me Fiel
Testemunhos e partilhas da Vida Comunitária
Editora Book Express – 2015

CONTATOS:

E-mail: daniel@comunidadefidelidade.com / profdanielfidelidade@gmail.com
Fone: 55 11 98489-4844 – WhattsApp / 11 9.4594-3555
Skype: profdanieloliveira
Twiter: @_profdaniel
Facebook: facebook.com/profdanieloliveira
Portal: www.comunidadefidelidade.com