Todos os post de

WebMaster Comunidade Fidelidade

Não precisa ser tão estressante ser uma boa mãe ou um bom pai

Por | DESTAQUES

Às vezes, precisamos jogar fora os livros sobre regras e seguir nossos instintos

Hoje em dia, parece que tentar ser pai e mãe perfeitos é empurrar as pessoas para seus limites – na medida em que alguns pais estão seriamente desencorajados a ter um segundo filho. Eles lutam com as noites sem dormir aparentemente infinitas, não encontrando um momento de paz; isso é demais, especialmente em cima de todos os compromissos de trabalho.

A situação não melhora se os cônjuges não compartilham os mesmos sentimentos ou discordam dos estilos de paternidade – onde um dos pais pode querer repreender seu filho e o outro pode achar isso difícil, dizendo que “amam muito seus filhos” para repreendê-los.

Há discussões intermináveis em fóruns envolvendo mães e pais desesperados por ajuda e conselhos – pais que estão realmente esgotados e chegando à depressão. Os negócios estão crescendo para psicólogos especializados em crianças e famílias.

Onde você está, Maria Montessori? No século passado, você nos ajudou a descobrir o valor de reconhecer a personalidade e os interesses de bebês e crianças pequenas, mas hoje parece que eles se tornaram tiranos.

Talvez a culpa recaia sobre o filósofo Jean-Jacques Rousseau, que propôs uma visão idealizada das crianças como criaturas puras e totalmente inocentes, cujo desenvolvimento não deve ser prejudicado, manchado ou restringido por limites e instituições não naturais. Ele ensinou que, desde a infância, elas deveriam ser autorizadas a seguir suas inclinações naturais em sua educação, enquanto seus pais deveriam principalmente protegê-las de influências externas ruins.

Curiosamente, Rousseau abandonou os cinco filhos para o Estado. Talvez não fosse tão especialista assim.

Em janeiro passado, o famoso fabricante de chocolate Kinder patrocinou um estudo sobre relações pai-filho e quanto tempo eles gastam juntos. Os resultados confirmaram o que as redes sociais e as conversas com os pais têm mostrado: 93% dos pais questionados acreditam que não há maior sucesso na vida do que ser um bom pai, mas quase metade sente-se estressado e 54% se sentem culpados por não ser suficientemente paciente com seus filhos. Enquanto a primeira estatística é boa, as outras mostram como é difícil ser pai. O que significa, exatamente, ser um bom pai e até onde precisamos ir para ter sucesso?

Confie em seus instintos

Com um número infinito de manuais pedagógicos que enchem as prateleiras, é uma surpresa que os pais comecem a duvidar de sua própria intuição? Desde livros que oferecem conselhos sobre conquistar a confiança do seu filho, até formas eficazes de impor limitações aos filhos, os pais ficam focados no que estão lendo e estão esquecendo de serem espontâneos e de confiar em seus instintos.

Muitas vezes os livros acabam inspirando mais ansiedade do que sucesso. Muitos psicoterapeutas e psicólogos infantis se concentram na paternidade positiva, orientados para eliminar qualquer coisa que assuste ou envergonhe uma criança. Isso parece um ideal digno, mas precisamos ter cuidado.

Lola, mãe de três crianças da escola primária, sabia o suficiente sobre “educação positiva”. Ela realmente tentou fazer tudo corretamente, mas as expectativas irrealistas inspiradas no método a levaram a um ponto de ruptura. Um dia, a pressão de se segurar para não repreender seu filho na mesa foi demais e ela acabou jogando um copo de água no rosto de seu filho e depois começou a chorar. Hoje, ela vê esse evento como salvação: “Eu não era mais eu mesma; eu queria me conformar com um modelo. Hoje eu confio mais em meus instintos, e embora eu possa voltar a gritar às vezes, também gasto mais tempo com momentos divertidos com meus filhos”.

Seja clara em suas regras

Apesar do nosso desejo de fazer as coisas de forma adequada e pegar todos os conselhos de especialistas, nossos melhores esforços ainda podem, por vezes, acabar de forma inesperada e indesejada, especialmente quando o conselho é levado ao extremo ou é mal interpretado.

Quando Maria Montessori projetou seu método, ela não defendeu deixar as crianças experimentarem o que quisessem. Ela desenvolveu um quadro específico para a aprendizagem, em que as crianças são acompanhadas por um adulto que não simplesmente as deixam em seus próprios dispositivos para descobrir coisas por si só. Em vez disso, o método ensina as crianças a realizar ações que tenham sido cuidadosamente pensadas, até o menor detalhe, para o desenvolvimento físico e intelectual da criança. Regras e limites claros dão às crianças uma sensação de segurança, assim como os códigos de trânsito para usuários de automóveis.

É importante lembrar que, embora possamos ter um respeito saudável pelos interesses das crianças e pela autodeterminação, elas precisam de orientação e disciplina. É verdade que o pêndulo às vezes se inclina muito na direção do autoritarismo, mas precisamos evitar também que ele se incline muito na direção oposta. Às vezes, a “vanguarda” da psicologia exclui demais os métodos tradicionais de educação infantil.

Tenha autoconfiança

Qualquer tipo de paternidade requer confiança por parte da mãe e do pai. Lembre-se: você é o adulto. Você é o responsável, não o seu filho. Ouça os especialistas, obtenha conselhos conforme necessário, respeite seu filho, aprenda com seus erros (e com os de seus próprios pais), mas não tenha medo de tomar decisões e ser você mesmo, com seu próprio estilo de paternidade. Impor certas regras – como maneiras à mesa e horas razoáveis ??de dormir – fornece a estrutura necessária para que seus filhos sejam felizes, saudáveis ??e preparados para viver na sociedade.

Você cometerá erros – todos os pais cometem! – mas não é o fim do mundo. Precisamos lembrar que o perfeccionismo é o inimigo do progresso. Seus pais cometeram erros e você viveu para contar a história, certo?

Cuide de você mesmo

O paradoxo de ser pai é que, quando você não tem tempo suficiente para você mesmo, na verdade, é quando você mais precisa disso. Ser um pai/mãe dedicado/a não significa desistir de tudo o que você gosta. Coordene os deveres da paternidade com o seu cônjuge para dar um ao outro tempo para relaxar e fazer coisas que você ama, como ir à academia ou ir ao cinema. Se você não tem vida porque está gastando todo o seu tempo carregando seus filhos de uma atividade à outra, não esqueça que você pode tentar coordenar com outras mães ou pais, ou adolescentes responsáveis, para compartilhar e para dar um ao outro tempo para respirar. Você não pode cuidar de sua família se o seu corpo excessivamente estressado ficar doente.

Além disso, não pense que você sempre tem que fazer tudo para todos. Embora seja bom para a família ter uma refeição juntos todos os dias, isso não significa que a mamãe ou o papai precisam cozinhar todos os dias; sobras e microondas existem por algum motivo. Sua casa também não precisa estar impecável 24 horas por dia 7 dias por semana.

Então, se você sente esgotada, exausta pela fadiga emocional, desgastada pelo choro do seu bebê, ou sobrecarregada pela crescente confusão e ruído constante, lembre-se: você tem permissão para ser imperfeita. Não hesite em estabelecer limites, delegar, pedir ajuda, encontrar tempo para você e ser você mesma.

5 coisas que você deveria fazer entre o Natal e o Ano Novo

Por | PARTILHA DO FUNDADOR

Para começar, não desmonte a árvore! Esta é uma semana para manter o espírito vivo…

O que está em sua agenda entre o Natal e o Ano Novo? Aqui estão 5 coisas que você deve considerar fazer parte de sua semana…

Desenvolva uma tradição do dia seguinte

O dia após o Natal pede um pouco de tempo de inatividade, mas também pode ser um pouco mais especial do que isso. Em países como Inglaterra, Canadá, Austrália e Gana, o dia após o Natal é um feriado chamado Boxing Day. Há uma série de histórias que explicam a tradição – uma que os membros mais ricos da sociedade inglesa davam “Christmas boxes” (caixas de Natal) contendo presentes e dinheiro para empregados e comerciantes como recompensa por seu serviço. Outra história vem da prática pós-natal das igrejas que cobram dinheiro em “boxes” (caixas) para dar aos pobres. Seja como for, o Boxing Day pode ser um dia de comemoração – visitar parentes ou vizinhos, fazer um almoço especial, uma noite de filmes ou jogos – o que você quiser. Faça o dia após o Natal seu próprio dia festivo.

Faça algumas intenções de Ano Novo

Esta é a semana para fazer suas intenções para o novo ano. Se você não gosta de planejar suas intenções porque elas não funcionaram no passado, tente algo novo este ano… tente escolher apenas uma coisa que você deseja realizar ou trabalhar em 2018, ou escolher um tema, citação, ou passagem da Escritura para orientar seus objetivos. Este recente artigo da Aleteia sugere a você a abordar as intenções usando o “princípio da bola de neve”. Faça o que fizer, deixe um novo ano ser uma oportunidade para um novo começo.

Escreva cartões de agradecimento

Esta semana geralmente é um pouco mais lenta do que a maioria, então é um ótimo momento para se sentar e escrever alguns cartões de agradecimento para aqueles adoráveis ??presentes que você recebeu – e para ajudar seus filhos a fazer o mesmo. Não nada melhor que um agradecimento escrito à mão que reconheça um presente e que deseja que o destinatário tenha um feliz ano novo!

Planeje algo especial para o Dia de Ano Novo

A maioria das pessoas planeja algo para a véspera de Ano Novo, e considera o Dia de Ano Novo como um momento de recuperação. Mas o Dia de Ano Novo merece seu próprio lugar. No calendário cristão é um dia especial para celebrar a Santíssima Virgem Maria. Então, é um dia perfeito para comidas especiais, uma visita ou um telefonema para a mãe, ou apenas ficar em casa relaxando e aproveitando a companhia de entes queridos.

Continue comemorando!

Esta não é a semana para desmontar a árvore, remover as decorações e voltar a viver como de costume. Não, o Natal dura mais de um dia! Dependendo do calendário que você segue, o Natal vai pelo menos até a Epifania, que é sexta-feira, 6 de janeiro deste ano. Além disso, você já ouviu falar dos 12 dias de Natal, certo? Mesmo que você tenha que ir de volta ao trabalho depois do Natal, e o resto do mundo está rapidamente voltando ao negócio como de costume, guarde o espírito do Natal, planejando refeições e guloseimas especiais, tocando música de Natal no carro e guardando alguns presentes para abrir durante a semana de Natal. Continue comemorando!

Roteiro – Consagrando o Ano Novo a Cristo – 26 de Dezembro a 01 de Janeiro de 2018

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência.

Líder, incentive e participe do Grupo Parusia de Oração!

(Relembrar e pedir se fizeram o evangelismo da Semana anterior)

Download do Roteiro da Semana

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 26 de dezembro a 01 de Janeiro

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: Livro de Boas Vindas para as Células

Livreto de Músicas: MUSICAS PARA CELULA LIVRETO

Roteiro – Natal, o amor de Deus revelado – 18 à 25 de Dezembro

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência.

Líder, incentive e participe do Grupo Parusia de Oração!

(Relembrar e pedir se fizeram o evangelismo da Semana anterior)

Download do Roteiro da Semana

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 18 a 25 de Dezembro

==========================================================================================

Estudo do Pacto de Assiduidade: ESTUDO BIBLICO PARA LIDERES DE CELULAS – PACTO DE ASSIDUIDADE

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: Livro de Boas Vindas para as Células

Livreto de Músicas: MUSICAS PARA CELULA LIVRETO

Célula Kairós – Terças as 20h00 – Jardim Ipanema

Por | CELULAS ENDERECO

A Célula Kairós se reúne todas as Terças feiras às 20h00.

Lideres: Maria Moares de Líder e Neuma Luis Araujo

Local: Rua Águas Marinhas – Jardim Ipanema – SBC – São Paulo.

PARTICIPE DAS CÉLULAS

Gostaria de Participar? Entre em contato conosco pelo formulário. Coloque qual célula mais próxima que gostaria de visitar e deixe seus contatos que o Líder da Célula retornará a você! Visite Nossas Grandes Células! Todos 1º Sábado do Mês as 19h00 no Salão São João Paulo II – Rua Giuseppe Venturini, 180 – Batistini – SBC – SP

A Missa das Células acontece todos os primeiros domingos do Mês às 18h00 na Paróquia Santo Antônio do Bairro Batistini.

A verdadeira história do Papai Noel! Homilia Pe. Paulo Ricardo

Por | PARTILHA DO FUNDADOR

Conheça a verdadeira biografia de Nicolau de Mira, o santo católico que deu origem à figura lendária do “Papai Noel”.

São Nicolau, cuja memória a Igreja celebra neste dia 6 de dezembro, tornou-se conhecido por seu costume, segundo uma antiga tradição, de entregar presentes secretos aos pobres e necessitados, o que lhe valeu ser a figura hoje tão conhecida do “Papai Noel”, bastante comum nos festejos de Natal.

Em nossos dias, porém, o mítico sobreviveu ao místico: a lenda explorada com fins comerciais acabou ofuscando a verdadeira biografia deste grande homem. Qual é, então, a sua verdadeira história?

Nicolau nasceu na antiga cidade de Pátara, território da atual Turquia, por volta do ano 270, sendo educado por uma família de pais nobres e muito virtuosos. Seu desejo de dedicar-se a Deus brotou na mais tenra idade, fazendo-o viver inteiramente devotado à Palavra de Deus, de tal maneira que, tendo herdado, com a morte dos pais, grande fortuna, fez-se apenas um administrador daqueles bens que se tornaram dos pobres.

Ao mudar-se para a cidade de Mira, onde quis viver mais secretamente, Nicolau, já muito virtuoso e de uma piedade divina, foi aclamado bispo, e logo ficou famoso tanto pelos inúmeros milagres que por ele Deus realizava quanto por sua grande caridade, da qual procediam as esmolas e os presentes “secretos” aos necessitados.

Ninguém confunda sua caridade, porém, com leniência ou complacência.

Nesse sentido, um episódio marcante de sua vida ficou registrado nas atas do Concílio de Niceia, a primeira grande reunião de bispos da Igreja Católica, ocorrida em 325. Na ocasião, os cristãos deparavam com uma grande e perigosa heresia: o arianismo, que negava a divindade de Jesus. O historiador católico Daniel-Rops relata que, quando os bispos ali reunidos ouviram “alguns fragmentos” dos escritos de Ário, “os erros mostraram-se tão patentes que uma onda de indignação sacudiu todos aqueles homens fervorosos” [1].

Um deles foi justamente o “bom velhinho”, São Nicolau: já cansado da insolência de Ário, conta-se que o corajoso bispo confrontou fisicamente o heresiarca, esbofeteando-lhe a boca.

Os prelados ao redor se assustaram e, mesmo discordando de Ário, viram-se obrigados a punir o “zelo excessivo” de Nicolau, trancafiando o bispo na prisão e confiscando o seu pálio e a cópia que ele possuía dos Evangelhos. A resposta do Céu à ira de São Nicolau, no entanto, parece ter sido bem outra. Alguns dias depois do ocorrido, os próprios Jesus e Maria visitaram o bispo em sua cela. “Por que estás aqui?”, teria perguntado Nosso Senhor a Nicolau, ao que ele respondeu: “Porque vos amo, meu Deus e Senhor” [2]. Imediatamente, foram-lhe devolvidos os símbolos de sua dignidade episcopal.

“São Nicolau de Bari”, óleo sobre tela, de Giovanni Gasparro.

É por isso que, em muitos ícones do santo, é possível vê-lo ladeado de Nosso Senhor e de Nossa Senhora, respectivamente com um livro e um pálio nas mãos. Destituído do ofício episcopal por seus irmãos, o bispo de Mira terminou o grande Concílio de Niceia readmitido diretamente pelo próprio Deus.

Hoje, São Nicolau é muito venerado tanto no Oriente, onde nasceu e exerceu seu ministério episcopal, quanto no Ocidente. Foi da cidade italiana de Bari, afinal, onde se encontram suas relíquias, que a devoção ao “bom velhinho” se espalhou por todo o continente europeu.

Santo Tomás de Aquino, por exemplo, foi um grande devoto de São Nicolau. Foi em um 6 de dezembro, a propósito, que o Doutor Angélico, celebrando Missa numa capela dedicada a São Nicolau, recebeu de Deus uma visão que o fez dizer, poucos meses antes de entregar sua alma a Deus: “Tudo que escrevi até hoje parece-me unicamente palha, em comparação com aquilo que vi e me foi revelado”. Sem sombra de dúvida, um presente extraordinário recebido pelas mãos de São Nicolau.

Neste tempo de Advento, preparando a vinda do Senhor, peçamos a São Nicolau que obtenha também a nós este dom de Deus: o desapego deste mundo de palha e a posse inamissível do Cristo.

São Nicolau de Mira e de Bari,
rogai por nós!

Fonte: https://padrepauloricardo.org

Roteiro – Na escola de Maria – (Terceira Parte) 11 a 17 de Dezembro

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência.

Líder, incentive e participe do Grupo Parusia de Oração!

(Relembrar e pedir se fizeram o evangelismo da Semana anterior)

Download do Roteiro da Semana

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 11 a 17 de Dezembro

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: Livro de Boas Vindas para as Células

Livreto de Músicas: MUSICAS PARA CELULA LIVRETO

10 conselhos práticos para rezar o rosário todos os dias

Por | DESTAQUES

1. Ter o rosário no bolso

Todo católico deve ter sempre um rosário no seu bolso. Existe o decenário com apenas dez contas e que pode ser transportado facilmente. Sempre que você procurar um lenço ou a sua chave antes de sair de casa, lembre-se também de levar o rosário de Jesus e Maria.

2. Aproveitar o tempo livre também para rezar

No nosso dia a dia sempre há um “tempo livre” que podemos aproveitar para rezar o rosário: enquanto esperamos a consulta médica, dentro do ônibus, entre outros. E se por alguma razão uma pessoa não deseja demostrar que é católica praticante em uma “sala de espera”, também pode utilizar suas mãos: temos dez dedos, para contar com eles as Ave Marias.

3. Rezar enquanto se realizam atividades e esporte

Muitas atividades não requerem pensar muito, porque são mais práticas. Enquanto você corta a cebola, estende a roupa no varal ou lava o seu automóvel também pode rezar o rosário. Assim como quando as pessoas que se amam pensam no outro durante as diferentes atividades que realizam, o Rosário ajuda a permanecer em sintonia com o coração de Jesus e de Maria. Isto também acontece com muitos esportes: correr, andar de bicicleta ou nadar são atividades nas quais é possível rezar o rosário no ritmo da própria respiração (seja em pensamento ou em voz alta se estiver sozinho em um local aberto).

4. As imagens e a música também podem ajudar

O rosário é uma oração contemplativa. Mais importante do que as palavras que usamos é a predisposição do nosso coração para contemplar cada mistério que meditamos. Para este propósito você pode procurar na Internet 5 imagens que te ajudem a contemplar cada passagem da vida Cristo e de Maria. Por outro lado, a música também pode ser útil se for colocada em um segundo plano para encontrar paz.

5. Canalizar nossas distrações para rezar

É difícil encontrar uma oração na qual não haja distrações. Várias vezes surgem pensamentos na nossa mente: a lista de compras, o aniversário de um amigo, uma pessoa que está doente ou uma preocupação. Se lutamos contra este pensamento durante a oração, normalmente é pior.

É melhor reunir estas “distrações” e rezar uma Ave Maria pelas pessoas, pelos amigos e familiares, por nós mesmos e pelos problemas. Deste modo, a oração se torna sincera e pessoal.

6. Rezar pelo outro enquanto nos deslocamos

No caminho para o trabalho ou a escola, tanto em um automóvel como em um ônibus, um trem ou caminhando, é possível rezar o rosário sem ter que abaixar a cabeça e fechar os olhos.

Rezar enquanto nos deslocamos significa dedicar as Ave Marias às pessoas com quem estamos fazendo contato ou vimos durante o dia; também pelas empresas e instituições que estão pelo meu caminho. Por exemplo, se um médico passar por mim, posso rezar pelas pessoas que serão atendidas por ele.

7. Rezar de joelhos ou peregrinando

O Rosário pode ser rezado sempre e em todo lugar. Às vezes, quando é rezado de joelhos ou peregrinando pode chegar a sentir um “desafio físico”. Entretanto, isto não se trata de “torturar-se” ou aguentar o maior tempo possível, mas de perceber que o nosso corpo e alma são para adorar a Deus. Portanto, o rosário também é uma oração de peregrinação.

8. Oferecer cada mistério por uma intenção

Não é necessário rezar o rosário todo de uma vez só. Normalmente pode ser útil oferecer cada mistério por uma intenção especial: pela minha mãe, por um amigo, pelo Papa, pelos cristãos perseguidos. Quanto mais específica for a intenção é melhor. O louvor e o agradecimento a Deus não devem estar ausentes.

9. Rezá-lo em momentos de deserto espiritual

Nós, os cristãos, não somos “iogues” que devemos cumprir com práticas ascéticas para “esvaziar” nossa mente. Embora a nossa relação com Deus esteja por cima de qualquer atividade, há também momentos de deserto e aflição nos quais não podemos rezar.

Nestes momentos difíceis, temos que fazer silêncio com o rosário e simplesmente recitar as orações. Isto não é um bate-papo pagão, mas aquela pequena faísca de boa vontade que oferecemos a Deus, pode fazer com que o Espírito Santo avive a chama do nosso espírito.

Em tempos difíceis, pode ser suficiente segurar o rosário sem pronunciar nenhuma palavra. Este estado desventurado ante Deus e a sua Mãe se converte em uma boa oração e certamente não permanece sem resposta.

10. Dormir rezando o rosário

O rosário não deve estar apenas no nosso bolso, mas em cada criado-mudo. Enquanto tentamos conciliar o sonho também podemos rezar Ave Marias, é melhor do que contar ovelhas.

Em algumas ocasiões, só as pessoas idosas e doentes se “aferram” ao rosário à noite devido às promessas de segurança, fortaleza e consolo. Entretanto, também nos tempos de alegria devemos fazer esta oração e pedir especialmente por aqueles que sofrem.

SALVE MARIA!

Fonte: http://www.paraclitus.com.br/espiritualidade/oracao-interioridade/10-conselhos-praticos-para-rezar-o-rosario-todos-os-dias