Todos os post de

WebMaster Comunidade Fidelidade

Roteiro – Natal – O Amor de Deus revelado – 21/12 a 27/12

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

=> Download da versão para Impressão ou dispositivos – ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 2112 a 2712.docx

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: http://comunidadefidelidade.com/newsite/?p=28261

Tema: Natal – O Amor de Deus revelado

Encontro

  • Fraternidade: Oração pelo alimento e partilha do Lanche.

Exaltação

  • Salmo: 95, 1-7 (NTLH)
  • Oração: Agradeça a Deus por Ele ter enviado Jesus para nos salvar. Agradeça pela família que recebe a Célula e por todos os visitantes.
  • Vamos nos dividir em trios e compartilhar os acontecimentos da semana. Orem uns pelos outros.
  • Músicas: Espirito Santo – Vem controlar todo meu ser.

EDIFICAÇÃO

  • Escritura: Romanos 8, 32 / Romanos 15, 13
  • Frases para decorar: “…Que o Deus da esperança os encha de toda alegria e paz…”. (Rm 15, 13)

 PARTILHA DO LIDER

Natal é uma expressão do amor de Deus, pois d´Ele recebemos o maior presente que poderíamos ganhar: a vida de Seu único Filho. O amor revelado por Deus trouxe salvação. Um bebê tão pequeno em uma manjedoura representava algo grandioso.

O Natal é um tempo no qual podemos parar e refletir na importância que foi o nascimento de Jesus. Estávamos sendo considerados por Deus, o amor de Deus estava entrando em cena e produzindo uma oportunidade incomparável para a humanidade.  Ainda hoje o é.

Ele é o único Salvador, o Messias. Ele veio nos trazer esperança permanente, e hoje vamos considerar o presente que Ele nos dá, e que é o que o mundo mais necessita e procura: a verdadeira paz!

 APLICAÇÃO PESSOAL

  1. No texto de Romanos 8.32 temos a revelação do amor supremo de Deus. Ele não poupou seu único filho. O que este ato de amor produziu em sua vida? O que é o Natal para você?
  1. O segundo texto, Romanos 15.13, fala sobre termos confiança em Deus, e que essa confiança nos enche de alegria e paz. Compartilhe como você tem desenvolvido sua confiança em Deus.
  1. Ainda em Romanos 15.13 Deus é chamado de “O Deus da esperança”. O Natal tem tudo a ver com esperança.

Como podemos compartilhar sobre o Natal com pessoas que não seguem a Jesus?

CONCLUSÃO EM PARTILHA

No Natal, os anjos vieram aos pastores e disseram que o menino que havia nascido, Salvador do mundo, seria chamado de Emanuel, que quer dizer “Deus Conosco”.

Mais do que um anúncio angelical, Seu nome é uma promessa de Deus. Jesus estará sempre conosco, com todos nós.

EVANGELISMO

Convidar nossos alvos a VISITAR a célula. Converse com seu líder e faça o evangelismo do convite.

Nesta semana viveremos o Natal com Esperança e Caridade. Lembrar do verdadeiro sentido do Natal e viver este tempo propicio de perdão e acolhida. Reunir a Família e amigos para orar e partilhar.

Presentes são ótimos, traz alegria, a ceia é ótima e bonita, mais tudo se torna vazio se não tivermos a compreensão do Natal do SALVADOR.

Lembre-se que estamos no Ano da Misericórdia pela Igreja e no Ano da Acolhida na Fidelidade. Um ano para abraçar, perdoar e acolher mais as pessoas.

ENTREGA

  • Vamos orar por todas as células da Comunidade Fidelidade e todos os líderes e auxiliares.
  • Neste Natal vamos entregar ao Salvador que nasce toda nossa vida e missão. Orar pelas nossas Famílias.
  • Vamos nos desejar um Feliz e Santo Natal.

Maranatha – Venha o Teu reino Senhor!

AVISOS

Lembrar a célula da importância de participar das Missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês.

Convidar para ajudar na limpeza do salão SJPII conforme escala recebida.

Lembre-se de que a célula acontece todos os dias, 24 horas por dia. A reunião da célula que acontece semanalmente é o encontro de relacionamento.

Grupo Parusia retorna dia 16/01/2016.

Nestes sábados teremos o PARUSIA DE FÉRIAS ao vivo pela Web Rádio Fidelidade em comunidadefidelidade.com

Todas as células acontecerão sem interrupções no final do ano. Em caso de férias e/ou ausências, converse com o líder para deixa-lo ciente. Mas se possível, participe da reunião de célula sem faltas.

Oração: Senhor, diante de teu presépio venho pedir por minha família. Abençoa as pessoas que amo onde quer que estejam. Que dentro de nosso lar habite a confiança de tua mãe, Maria, o zelo de teu pai, José, e a inocência de teu rosto de criança. Afugenta de nossa casa as dores, lágrimas e angústias causadas por tantos Herodes que lutam por matar nossos sonhos de paz. Concede-nos a saúde do corpo e da alma, para que possamos cantar teus louvores a cada dia deste novo ano. Que nossas portas estejam sempre abertas para ti, nas visitas que nos fazes em tantos rostos sofridos. Dá-nos a alegria de tua presença em nosso lar: o maior de todos os presentes possíveis. Abençoa minha família neste Natal, Senhor. Amém.

Pas­sa­porte da Mi­se­ri­cór­dia já está dis­po­ní­vel para os fi­eis

Por | NOTÍCIAS

A exem­plo do que ocorre com os pe­re­gri­nos de San­ti­ago de Com­pos­tela, na Es­pa­nha, a Di­o­cese de Santo An­dré está dis­tri­buindo o Pas­sa­porte da Mi­se­ri­cór­dia aos pe­re­gri­nos que aden­tra­rem as cinco Por­tas San­tas da di­o­cese du­rante o Ano Santo. Ao fa­ze­rem a pe­re­gri­na­ção de­vem pe­gar um ca­rimbo na se­cre­ta­ria pa­ro­quial. Ao tér­mino da vi­sita às cinco Por­tas San­tas re­ce­berá um di­ploma por ter con­cluído o gesto de fé.

As cinco Por­tas San­tas es­tão na Ca­te­dral Nossa Se­nhora do Carmo (Praça do Carmo, Santo An­dré); Ba­sí­lica Me­nor Pa­ró­quia Nossa Se­nhora da Boa Vi­a­gem (Praça da Ma­triz, São Ber­nardo; San­tuá­rio Nossa Se­nhora Apa­re­cida (Bairro Pau­li­ceia, São Ber­nardo); San­tuá­rio São Ma­xi­mi­li­ano Ma­ria Kolbe (Es­trada do Morro Grande, 870 no Bairro dos Finco, Ri­a­cho Grande, SBC); e San­tuá­rio Se­nhCaptura-de-Tela-2015-12-14-às-12.02.58Captura-de-Tela-2015-12-14-às-12.02.55or do Bon­fim (Rua do Ora­tó­rio, 1.458, no Par­que das Na­ções, Santo An­dré).

Quando uma porta é mais que uma porta: descubra a Porta Santa

Por | FORMAÇÕES

O que é uma Porta Santa?

Uma Porta Santa é uma porta especial em uma catedral ou em uma basílica, que é aberta apenas nos anos jubilares.

Quando se abre uma Porta Santa?

Em geral, isso deveria acontecer a cada 25 anos (intervalo entre os anos santos ordinários). Mas pode ser aberta durante anos “extraordinários”, como fez João Paulo II em 1983. O Papa Francisco decidiu inaugurar o Ano Santo da Misericórdia, abrindo a Porta em 8 de dezembro de 2015; ela ficará aberta até 20 de novembro de 2016. O dia 8 de dezembro foi escolhido por ser a solenidade da Imaculada Conceição e marcar os 50 anos da clausura do Concílio Vaticano II.

Onde estão essas portas?

Fora a Porta Santa da Basílica de São Pedro, cada uma das demais basílicas maiores romanas tem uma Porta Santa, que será aberta nas próximas semanas. Mas o Papa Francisco oferece algo novo: cada bispo tem permissão de designar uma porta da sua diocese como Porta Santa. Portanto, todos os católicos têm acesso a uma Porta Santa em sua diocese ou nos principais santuários do seu país.

Como se fecha uma Porta Santa?

Toda a entrada é coberta por uma parede de tijolos e de cima se infiltra uma fina camada de argamassa. Uma grande cruz é inserida na argamassa. Uma caixinha metálica é fechada e embutida no muro de tijolos.

O que há dentro desta caixinha?

Dentro da caixa há vários objetos associados ao Ano Santo, como a bula formal que proclama o Ano Jubilar. Na preparação para este jubileu, por exemplo, o muro da porta de São Pedro foi derrubado e a caixinha do ano 200 foi retirada. Entre outras coisas, ela continha 41 medalhas do pontificado de São João Paulo II e também a chave para abrir a Porta, que foi dada ao Papa Francisco.

E como o Papa abre a Porta Santa?

Até pouco tempo atrás, o Papa batia na parede de tijolos três vezes com um martelo, e depois o muro era destruído e a porta, aberta. Mas depois que alguns tijolos atingiram o Papa Paulo VI, decidiu-se, com João Paulo II, retirar o muro antes e deixar que o Papa simplesmente abrisse a porta.

Como é a Porta Santa do Vaticano?

A Porta é uma obra de bronze maciço, projetada em 1949 por Ludovico Consorti e construída pela fundição artística de Ferdinando Marinelli. Foi aberta pela primeira vez no jubileu de 1950. Na porta há 16 painéis que ilustram a história da salvação, da queda do homem à ressurreição do corpo. A de São Pedro é uma das cinco portas monumentais projetadas por Consorti, que le fizeram ganhar o apelido de “Vico dell’uscio”.

O que acontece se eu passar por uma Porta Santa?

Você recebe uma indulgência plenária! Isso significa a remissão da pena temporal pelos pecados perdoados em confissão – sempre e quando o ato for acompanhado pela comunhão e pela confissão, e a pessoa fizer um ato de fé, rezar pelas intenções do Papa e realizar um ato de misericórdia.

Mas qual é a importância de tudo isso?

O Papa Francisco disse que “haverá nesta ocasião uma Porta da Misericórdia, e quem passar por ela poderá experimentar o amor de Deus que consola, que perdoa e dá esperança”.

A Porta Santa é simbólica: ela representa o passo do pecado à redenção, da morte à vida, do não crer à fé. Jesus se descreve como “a Porta”. Precisamos entrar por ele para chegar ao Pai. A porta é a via da salvação.

Há também um simbolismo mariano, pois a Virgem Maria é a porta através da qual a salvação entrou no mundo. Abrir as portas na solenidade da Imaculada Conceição tem, portanto, um duplo significado.

Aqueles que se atrevem a levar um tiro por Cristo fiquem onde estão. O resto pode sair já.

Por | PARTILHA DO FUNDADOR

Durante a guerra cristera do México, um militar lança o desafio-ameaça a 600 católicos reunidos para uma missa clandestina. Quantos sobraram?

Os cristeros foram um grupo de heróis católicos que resistiram bravamente ao governo ateu e anticlerical do México nas primeiras décadas do século passado. Eles lutavam em defesa da fé e da Igreja e, quando presos e sentenciados à morte, morriam bradando:

VIVA CRISTO REI!

VIA A VIRGEM DE GUADALUPE!

As missas, naquele contexto de perseguição brutal, eram celebradas clandestinamente. Quando algum padre chegava ao povoado vestido “à paisana”, a informação corria de casa em casa com toda a discrição.

Certa vez, um povoado rural aguardava o sacerdote que viria no fim de semana. Os catequistas, também clandestinos, já tinham preparado grupos para receber o batismo e outros sacramentos. A celebração aconteceria num velho armazém capaz de abrigar algumas centenas de fiéis. No domingo de manhã, o depósito estava abarrotado com 600 pessoas.

De repente, o inesperado: entram no local dois homens uniformizados e armados.

Um deles levanta a voz e declara:

“Aqueles que se atrevem a levar um tiro por Cristo fiquem onde estão. O resto pode sair já! As portas vão ficar abertas só durante 5 minutos”.

Imediatamente, vários integrantes do coral se levantaram e saíram. Alguns diáconos também foram embora, seguidos pela maior parte dos fiéis. Em menos dos 5 minutos, apenas 20 pessoas dentre os 600 paroquianos tinham permanecido no recinto.

O militar que tinha falado olhou então para o sacerdote e disse:

“Muito bem, padre. Eu também sou cristão e já me desfiz dos hipócritas. Pode continuar a celebração”

Roteiro Jovem – Discriminação ou Respeito!? – 13 de Dezembro

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Roteiro para Célula Jovem

=> ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA JOVEM – 13 de Dezembro 2015

=> Material de Apoio para distribuir – Material de Apoio para Reflexão – Discriminação

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em – http://comunidadefidelidade.com/newsite/?p=28261

Tema: Discriminação ou Respeito!?

Encontro

  • Fraternidade: Oração pelo alimento e partilha do Lanche.

Exaltação

  • Salmo: 130, 1-6 (NTLH) / 129, 1-6 em outras traduções.
  • Oração: Partilhar das intenções pessoais e orar pelos irmãos. Em duplas, vamos impor as mãos e apresentar a Deus nossas necessidades. Os ouvidos do Senhor estão atentos à sua oração!
  • Músicas: Espirito Santo – Vem controlar todo meu ser.

 EDIFICAÇÃO

  • Escritura: Atos 10, 34-35 / Lucas 6, 37
  • Frases para decorar: “…Deus não trata pessoas com parcialidade…”. (At 10, 34)

 PARTILHA DO LIDER

A tendência natural de todos nós é julgar as pessoas pelas aparências ou por “rótulos” pré-concebidos.

Às vezes, pelo simples fato de o outro ser diferente ou por termos alguma forma de preconceito, nós nos aproximamos das pessoas de modo pouco simpático (com antipatia) ou até de forma grosseira.

Quantas vezes excluímos ou nos afastamos de amigos na escola ou no dia a dia porque são “diferentes”.

Claro que não podemos andar e viver como e com pecadores o tempo todo… Mas não podemos negar ajuda a eles, não significando concordar as vezes com sua vida.

Deus tem sido misericordioso para conosco, pois, independente de nossas falhas, Ele sempre está pronto a nos dar uma nova oportunidade, pois nos ama acima de tudo. Se nós recebemos esta oportunidade, outros também tem o direito. Não significa aceitar os erros e pecados, mas a pessoa em primeiro lugar, depois as correções acontecerão.

 

APLICAÇÃO PESSOAL

  1. Existem muitos tipos de preconceitos, os raciais são normalmente os mais frequentes. Cite e explique algum outro tipo de preconceito que você já sofreu ou já praticou.
  2. Como deve ser nosso comportamento perante aquelas pessoas que julgamos ser diferentes de nós?
  3. Você acha que “aceitar a todos” é sempre concordar com as opiniões dos outros em “detrimento” da sua? Justifique sua resposta.

Em duplas, compartilhe suas dificuldades em amar ao próximo como você ama a si mesmo. (5 Minutos)

CONCLUSÃO EM PARTILHA

A melhor forma de ação é aquela que vem precedida de uma reflexão. Usar palavras erradas e agir de maneira impensada pode resultar em arrependimento e crises.

Lembre-se de sempre pensar antes de responder ou falar e de sempre pedir a Deus sabedoria para suas ações.

Acolher é o primeiro gesto de amor, depois iremos ajudando a pessoa nas mudanças necessárias.

EVANGELISMO

Convidar nossos alvos a VISITAR a célula. Converse com seu líder e faça o evangelismo do convite.

Nesta semana olharemos as pessoas com menos julgamento e mais acolhida, lembrando que TODOS têm o direito a uma nova chance para mudar e conhecerem a Jesus.

Estamos no Ano da Misericórdia pela Igreja e no Ano da Acolhida na Fidelidade. Um ano para abraçar, perdoar e acolher mais as pessoas.

Diante das diversas atividades da sua semana, identifique aquelas com as quais você mais se relaciona com outras pessoas e planeje como você irá se comportar.

Pense nas palavras que você poderá utilizar para demonstrar mais amor e compreensão.

ENTREGA

  • Vamos orar por todas as células da Comunidade Fidelidade e todos os líderes e auxiliares.
  • No dia a dia, como reajo quando encontro ou me relaciono com pessoas com ideias diferentes das minhas? Tenho demonstrado amor por todas as pessoas, entendendo que Deus também ama a todos sem distinção?

AVISOS

Lembrar a célula da importância de participar das Missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês.

Convidar para ajudar na limpeza do salão SJPII conforme escala recebida.

Lembre-se de que a célula acontece todos os dias, 24 horas por dia. A reunião da célula que acontece semanalmente é o encontro de relacionamento.

Grupo Parusia encerra dia 19/12 e retorna dia 16/01/2016.

Nestes sábados teremos o PARUSIA DE FÉRIAS ao vivo pela Web Rádio Fidelidade em comunidadefidelidade.com

Todas as células acontecerão sem interrupções no final do ano. Em caso de férias e/ou ausências, converse com o líder para deixa-lo ciente. Mas se possível, participe da reunião de célula sem faltas.

Oração para todos: Senhor, meu Deus, ajuda-me a ter um coração mais sensível ao meu próximo. Que eu possa amá-lo com o amor vindo do Senhor e que minhas atitudes sejam sempre acolhedoras e minhas palavras sejam sábias, segundo a orientação do Teu Santo Espírito. Amém.

Atenção! IMPRIMIR E DISTRIBUIR MATERIAL DE APOIO…

Roteiro – Discriminação ou Respeito!? – 14/12 à 20/12

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

=> Download da versão para Impressão ou dispositivos – ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 14-12 a 20

=> Material de Apoio para distribuir – Material de Apoio para Reflexão – Discriminação

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: http://comunidadefidelidade.com/newsite/?p=28261

Tema: Discriminação ou Respeito!?

Encontro

  • Fraternidade: Oração pelo alimento e partilha do Lanche.

Exaltação

  • Salmo: 130, 1-6 (NTLH) / 129, 1-6 em outras traduções.
  • Oração: Partilhar das intenções pessoais e orar pelos irmãos. Em duplas ou trios, vamos impor as mãos e apresentar a Deus nossas necessidades. Os ouvidos do Senhor estão atentos à sua oração!
  • Músicas: Espirito Santo – Vem controlar todo meu ser.

EDIFICAÇÃO

  • Escritura: Atos 10, 34-35 / Lucas 6, 37
  • Frases para decorar: “…Deus não trata pessoas com parcialidade…”. (At 10, 34)

 PARTILHA DO LÍDER

A tendência natural de todos nós é julgar as pessoas pelas aparências ou por “rótulos” pré-concebidos.

Às vezes, pelo simples fato de o outro ser diferente ou por termos alguma forma de preconceito, nós nos aproximamos das pessoas de modo pouco simpático (com antipatia) ou até de forma grosseira.

Pedro teve uma grande experiência com Deus e isso fez que ele olhasse de maneira diferente para as pessoas.

Vamos refletir um pouco melhor sobre isso.

Deus tem sido misericordioso para conosco, pois, independente de nossas falhas, Ele sempre está pronto a nos dar uma nova oportunidade, pois nos ama acima de tudo. Se nós recebemos esta oportunidade, outros também tem o direito. Não significa aceitar os erros e pecados, mas a pessoa em primeiro lugar, depois as correções acontecerão.

APLICAÇÃO PESSOAL

  1. Existem muitos tipos de preconceitos, os raciais são normalmente os mais frequentes. Cite e explique algum outro tipo de preconceito que você já sofreu ou já praticou.
  2. Como deve ser nosso comportamento perante aquelas pessoas que julgamos ser diferentes de nós?
  3. Você acha que “aceitar a todos” é sempre concordar com as opiniões dos outros em “detrimento” da sua? Justifique sua resposta.
  4. Em Lucas 6.37 Jesus diz “Não Julguem, e vocês não serão julgados. Não condenem, e não serão condenados. Perdoem, e serão perdoados. ” O que você entende que Jesus está nos ensinando com essas palavras?

Em duplas, compartilhe suas dificuldades em amar ao próximo como você ama a si mesmo. (5 Minutos)

CONCLUSÃO EM PARTILHA

A melhor forma de ação é aquela que vem precedida de uma reflexão. Usar palavras erradas e agir de maneira impensada pode resultar em arrependimento e crises.

Lembre-se de sempre pensar antes de responder ou falar e de sempre pedir a Deus sabedoria para suas ações.

Acolher é o primeiro gesto de amor, depois iremos ajudando a pessoa nas mudanças necessárias.

EVANGELISMO

Convidar nossos alvos a VISITAR a célula. Converse com seu líder e faça o evangelismo do convite.

Nesta semana olharemos as pessoas com menos julgamento e mais acolhida, lembrando que TODOS têm o direito a uma nova chance para mudar e conhecerem a Jesus.

Estamos no Ano da Misericórdia pela Igreja e no Ano da Acolhida na Fidelidade. Um ano para abraçar, perdoar e acolher mais as pessoas.

Diante das diversas atividades da sua semana, identifique aquelas com as quais você mais se relaciona com outras pessoas e planeje como você irá se comportar.

Pense nas palavras que você poderá utilizar para demonstrar mais amor e compreensão.

ENTREGA

  • Vamos orar por todas as células da Comunidade Fidelidade e todos os líderes e auxiliares.
  • No dia a dia, como reajo quando encontro ou me relaciono com pessoas com ideias diferentes das minhas? Tenho demonstrado amor por todas as pessoas, entendendo que Deus também ama a todos sem distinção?

AVISOS

Lembrar a célula da importância de participar das Missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês.

Convidar para ajudar na limpeza do salão SJPII conforme escala recebida.

Lembre-se de que a célula acontece todos os dias, 24 horas por dia. A reunião da célula que acontece semanalmente é o encontro de relacionamento.

Grupo Parusia encerra dia 19/12 e retorna dia 16/01/2016.

Nestes sábados teremos o PARUSIA DE FÉRIAS ao vivo pela Web Rádio Fidelidade em comunidadefidelidade.com

Todas as células acontecerão sem interrupções no final do ano. Em caso de férias e/ou ausências, converse com o líder para deixa-lo ciente. Mas se possível, participe da reunião de célula sem faltas.

 

Oração para todos: Senhor, meu Deus, ajuda-me a ter um coração mais sensível ao meu próximo. Que eu possa amá-lo com o amor vindo do Senhor e que minhas atitudes sejam sempre acolhedoras e minhas palavras sejam sábias, segundo a orientação do Teu Santo Espírito. Amém.

Atenção! IMPRIMIR E DISTRIBUIR MATERIAL DE APOIO…

Roteiro Jovem – Ansiedade – As preocupações da Vida – 06 de Dezembro

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

ROTEIRO DA REUNIÃO DE CÉLULA SEMANAL JOVEM

Tema: Ansiedade – As preocupações da vida.

Encontro

  • Fraternidade: Oração pelo alimento e partilha do Lanche.

Exaltação

  • Salmo: 46 (NTLH) / 47 em outras traduções.
  • Oração: Partilhar das intenções pessoais e orar pelos irmãos. Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Vamos apresentar nossos desafios perante o Senhor! Suas ansiedades…
  • Músicas: Acalma o meu coração / Cuidas de Mim.

EDIFICAÇÃO

  • Escritura: Filipenses 4, 6; Mateus 6, 33-34; Efésios 3, 20-21. (Importante lerem as 3 passagens)
  • Frases para decorar: “Não se preocupem com nada e peçam a Deus o que precisam”. (Fl 4, 6)

 PARTILHA DO LÍDER

Vivemos numa sociedade urgente, rápida e ansiosa. Nunca os jovens tiveram uma mente tão agitada e estressada. Paciência e tolerância a contrariedades estão se tornando artigos de luxo.

A palavra de Deus nos orienta a não andarmos ansiosos. Que grande desafio, pois todos nós somos ansiosos, alguns um pouco mais, outros um pouco menos, mas todos o somos.

A ansiedade é um sentimento colocado por Deus em nós, tem um propósito quando equilibrada. Na verdade, serve até como um mecanismo de defesa. A pessoa ansiosa demais vive num estado de alerta constante por algo que possa lhe acontecer e isso desencadeia outros problemas. Aflição, agonia, impaciência, inquietação… Estes são todos sintomas da ansiedade descontrolada.

Contudo, ao longo da vida, notamos que muitas dessas preocupações se resolvem e desaparecem de uma maneira simples e natural. Por este motivo, a Bíblia nos encoraja a sempre confiarmos plenamente em Deus, no Seu amor, cuidado e sustento para conosco.

Devemos então caminhar confiantes, depositando aos pés da cruz nossas maiores dificuldades e sonhos, pois o salmista nos garante que Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.

APLICAÇÃO PESSOAL

  1. Você se considera um jovem ansioso? Comente.
  2. Ao observar os motivos que lhe trazem ansiedade no dia a dia? Quais momentos te deixam ansioso?
  3. Que atitudes devemos ter para demonstrar coragem e confiança no Senhor em situações de dificuldade e ansiedade? Como não se desesperar?

CONCLUSÃO

Nosso Deus é organizado. Somos convidados a sermos também. Quando mantemos nossa vida em equilíbrio e organizados dentro do possível, as coisas se tornam menos complicadas. Quando colocamos nossa confiança no Senhor, a esperança e fé diminuem nossa ansiedade.

Não significa ficar parado ou não tomar providencias necessárias na vida, mas sim não nos desesperarmos perante as situações de espera e que exigem a fé acima de nossas habilidades.

Uma sugestão é listar as prioridades a resolver e confia-las a Deus. Uma coisa de cada vez. O Senhor mostrará os caminhos. (Sugestão leitura: Pagina 80 – Livro Faz-me Fiel)

EVANGELISMO

Convidar nossos alvos a VISITAR a célula.

Nesta semana confiaremos nossos plano e ansiedades nas mãos de Deus, faremos a nossa parte e a parte de Deus nós esperaremos confiantes. Peçamos ao Senhor em nossas orações para termos um corpo, alma e espirito maduro e confiante.

ENTREGA

  • Rezemos pela Comunidade Fidelidade e sua obra.
  • Vamos orar por todas as células da Comunidade Fidelidade e todos os líderes e auxiliares.

AVISOS

Lembrar a célula da importância de participar das missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês.

Próxima Grande Célula será dia 06 de fevereiro de 2016.

Convidar para ajudar na limpeza do salão SJPII conforme escala recebida.

Lembre-se de que a célula acontece todos os dias, 24 horas por dia. A reunião da célula que acontece semanalmente é o encontro de relacionamento.

Oração para todos: Senhor, só tu conheces o meu coração, por isso, com fé e humildade, peço-te a graça de aprender a lan­çar sobre ti as minhas ansiedades e preocupações.

Quero me abandonar em teus braços, confiar e aguardar serenamente a tua ação em minha vida! Guarda meus pensamentos, sentimentos e meus sentidos para que eu não tenha tanta preocupação.

Ajuda-me a manter minha mente centrada no que é bom para mim e para o teu Reino. Confio em ti e em tua Palavra. Entrego-te todas as minhas ansiedades e preocupações. Cura-me de toda preocupação excessiva!

Roteiro – Ansiedade – As Preocupações da Vida – 07/12 a 13/12

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

=> Download da versão para Impressão ou dispositivos – ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 0712 a 1312

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: http://comunidadefidelidade.com/newsite/?p=28261

Tema: Ansiedade – As preocupações da vida.

Encontro

  • Fraternidade: Oração pelo alimento e partilha do Lanche.

Exaltação

  • Salmo: 46 (NTLH) / 47 em outras traduções.
  • Oração: Partilhar das intenções pessoais e orar pelos irmãos. Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Vamos apresentar nossos desafios perante o Senhor! Suas ansiedades…
  • Músicas: Acalma o meu coração / Cuidas de Mim.

EDIFICAÇÃO

  • Escritura: Filipenses 4, 6; Mateus 6, 33-34; Efésios 3, 20-21. (Importante lerem as 3 passagens)
  • Frases para decorar: “Não se preocupem com nada e peçam a Deus o que precisam”. (Fl 4, 6)

PARTILHA DO LÍDER

Vivemos numa sociedade urgente, rápida e ansiosa. Nunca as pessoas tiveram uma mente tão agitada e estressada. Paciência e tolerância a contrariedades estão se tornando artigos de luxo.

A palavra de Deus nos orienta a não andarmos ansiosos. Que grande desafio, pois todos nós somos ansiosos, alguns um pouco mais, outros um pouco menos, mas todos o somos.

A ansiedade é um sentimento colocado por Deus em nós, tem um propósito quando equilibrada. Na verdade, serve até como um mecanismo de defesa. A pessoa ansiosa demais vive num estado de alerta constante por algo que possa lhe acontecer e isso desencadeia outros problemas. Aflição, agonia, impaciência, inquietação… Estes são todos sintomas da ansiedade descontrolada.

Contudo, ao longo da vida, notamos que muitas dessas preocupações se resolvem e desaparecem de uma maneira simples e natural. Por este motivo, a Bíblia nos encoraja a sempre confiarmos plenamente em Deus, no Seu amor, cuidado e sustento para conosco.

Devemos então caminhar confiantes, depositando aos pés da cruz nossas maiores dificuldades e sonhos, pois o salmista nos garante que Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.

APLICAÇÃO PESSOAL

  1. Você se considera uma pessoa ansiosa? Comente.
  2. Ao observar os motivos que lhe trouxeram ansiedade no passado, como você os avalia hoje?
  3. Que atitudes devemos ter para demonstrar coragem e confiança no Senhor em situações de dificuldade e ansiedade? Como não se desesperar?

CONCLUSÃO

Nosso Deus é organizado. Somos convidados a sermos também. Quando mantemos nossa vida em equilíbrio e organizados dentro do possível, as coisas se tornam menos complicadas. Quando colocamos nossa confiança no Senhor, a esperança e fé diminuem nossa ansiedade.

Não significa ficar parado ou não tomar providencias necessárias na vida, mas sim não nos desesperarmos perante as situações de espera e que exigem a fé acima de nossas habilidades.

Uma sugestão é listar as prioridades a resolver e confia-las a Deus. Uma coisa de cada vez. O Senhor mostrará os caminhos. (Sugestão leitura: Pagina 80 – Livro Faz-me Fiel)

EVANGELISMO

Convidar nossos alvos a VISITAR a célula.

Nesta semana confiaremos nossos plano e ansiedades nas mãos de Deus, faremos a nossa parte e a parte de Deus nós esperaremos confiantes. Peçamos ao Senhor em nossas orações para termos um corpo, alma e espirito maduro e confiante.

ENTREGA

  • Rezemos pela Comunidade Fidelidade e sua obra.
  • Vamos orar por todas as células da Comunidade Fidelidade e todos os líderes e auxiliares.

AVISOS

Lembrar a célula da importância de participar das missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês.

Próxima Grande Célula será dia 06 de fevereiro de 2016.

Convidar para ajudar na limpeza do salão SJPII conforme escala recebida.

Lembre-se de que a célula acontece todos os dias, 24 horas por dia. A reunião da célula que acontece semanalmente é o encontro de relacionamento.

Oração para todos: Senhor, só tu conheces o meu coração, por isso, com fé e humildade, peço-te a graça de aprender a lan­çar sobre ti as minhas ansiedades e preocupações.

Quero me abandonar em teus braços, confiar e aguardar serenamente a tua ação em minha vida! Guarda meus pensamentos, sentimentos e meus sentidos para que eu não tenha tanta preocupação.

Ajuda-me a manter minha mente centrada no que é bom para mim e para o teu Reino. Confio em ti e em tua Palavra. Entrego-te todas as minhas ansiedades e preocupações. Cura-me de toda preocupação excessiva!

Qual a diferença entre corpo, alma e espírito?

Por | FORMAÇÕES

Você, católico, saberia explicar isso se alguém lhe perguntasse?

No Novo Testamento a distinção entre corpo, alma e espírito aparece somente uma única vez. São Paulo assim diz na I Carta aos Tessalonicenses: “Que o próprio Deus da paz vos santifique inteiramente, e que todo o vosso ser – o espírito, alma e o corpo – seja guardado irrepreensível para a vinda do Senhor Jesus Cristo! (5,23). O Catecismo, por sua vez, explica essa passagem:

Por vezes ocorre que a alma aparece distinta do espírito. Assim, São Paulo ora para que nosso “ser inteiro, o espírito, a alma e o corpo”, seja guardado irrepreensível na Vinda do Senhor. A Igreja ensina que esta distinção não introduz uma dualidade na alma. “Espírito” significa que o homem está ordenado desde a sua criação para o seu fim sobrenatural, e que sua alma é capaz de ser elevada gratuitamente à comunhão com Deus. (367)

Atualmente existe uma tendência dos teólogos em dizer que o ser humano não possui alma, pois isto seria uma visão dualista, platônica e que não corresponderia ao pensamento bíblico, judeu. Nada mais equivocado.

No Antigo Testamento, durante muito tempo não se falou em “ressurreição dos corpos”. pelo contrário, cria-se que a pessoa vivia no “sheol”, eram “refrains”, cuja existência era sombria, até mesmo umbrátil.

Aos poucos, Deus foi revelando que aquelas “sombras” na verdade continuavam tendo personalidade e que os bons eram abençoados e os maus punidos. A ideia de que ao término de sua vida a pessoa era recompensada – embora ainda não se falasse em ressurreição – estava bem clara no Antigo Testamento como um segundo passo, já na época dos Profetas.

O terceiro passo começar a surgir. Após a morte, no fim dos tempos, o corpo e alma irão se unir e haverá a ressurreição dos mortos. Logo após vem o Novo Testamento.

Nosso Senhor Jesus Cristo diz ao Bom Ladrão na Cruz: “Em verdade te digo: hoje estarás comigo no Paraíso”(Lc 23,3). Ora, o “hoje” a que Ele se refere só pode dizer respeito à alma do Bom Ladrão, pois o corpo, evidentemente, seria sepultado, assim como o corpo de Jesus também o foi.

No Novo Testamento quando uma pessoa morre existe uma punição eterna ou uma recompensa eterna e no final dos tempos haverá também a ressurreição dos mortos. É uma distinção clara entre o corpo e a alma.

O Catecismo ensina que o corpo e a alma são uma só natureza humana, não são duas naturezas que se unem, mas uma só realidade e, com a ruptura dessa realidade única chamada morte, algo terrível acontece, algo que não estava nos planos de Deus. Mesmo assim o homem é corpo e alma, material e espiritual respectivamente.

Por que, então, São Paulo fala de “corpo, alma e espírito”? Recordando que a Igreja ensina com toda clareza que não são duas almas, mas corpo e alma. Existe, contudo, na única alma humana, o lugar onde Deus habita. Trata-se do “espírito”, ou seja, uma realidade sobrenatural que existe nos homens.

Assim, aqueles que são filhos de Deus batizados – corpo e alma – pelo fato de serem templo de Deus, possuem um “lugar” onde Deus habita. É possível dizer também que o lugar onde Deus habita enquanto Espírito Santo é que o se chama de “espírito”.

A alma como um todo é responsável por diversas coisas: inteligência, vontade, fantasias, etc., mas nem tudo isso é o lugar onde Deus habita. Este é lugar mais profundo do homem, onde ele é ele mesmo de tal forma que não é mais ele e sim Deus. “Interior intimo meo”, como definiu Santo Agostinho.

O ser humano não foi abandonado a si mesmo, natureza pura. Dentro de sua natureza existe uma outra natureza, o sobrenatural, a presença de Deus. A natureza agraciada por Deus (nos pagãos é a graça de Cristo). Mas os batizados possuem uma consistênvia ainda maior, pois podem e devem reconhecer que são filhos de Deus, templos do Espírito Santo.

Confira o Vídeo