Todos os post de

WebMaster Comunidade Fidelidade

Roteiro – Vivendo os Dons Espirituais – Talentos – 23 a 29 de Maio

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência.

Disto depende a saúde de sua célula. Bom encontro!

Download do Roteiro desta Semana

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 23 a 29 de Maio

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: LIVRETO DE BOAS VINDAS

Download da Tabela Periódica Bíblica = TABELA PERIODICA BIBLICA

Como ler a Bíblia = COMO USAR A BIBLIA

O Pecado da corrupção Dom Pedro Carlos

Por | PALAVRA DA IGREJA

corrupcaomaos_size_598_1Uma das maiores causas da grave situação que vivemos está na relação estabelecida com o dinheiro em nossa sociedade. Aceitamos pacificamente seu domínio sobre tudo. “A crise financeira que atravessamos faz-nos esquecer que, na sua origem, há uma crise antropológica profunda: a negação da primazia do ser humano”, escreve o Papa Francisco (cf. EG n. 55). A síndrome da adoração do bezerro de ouro promove a especulação financeira e a autonomia absoluta do mercado. Em meio a tudo isso a corrupção corre solta como se fosse “regra do jogo”. A lei da selva que impõe o consumo como bem supremo, impõe também a ganância e a corrupção como parte do modo de vida regido pela mesma lei da selva na qual os mais espertos e mais fortes levam vantagem em tudo.

Ao contrário do que poderíamos pensar, a corrupção não é um fenômeno de países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento. Está espalhada pelo mundo todo. A corrupção é considerada pela ONU o crime mais dispendioso de todos, causa de muitos outros. Ela tornou-se um dos traços característicos da sociedade pós-industrial. É um dos emblemas de nosso tempo: é a única “religião” que tem hoje uma vocação universal, sentencia Jean-Marie Guéhemo. A corrupção moral, referente aos costumes, grassa em todos os setores da vida social, mas a corrupção administrativa e financeira é geral. Hoje estamos em uma situação na qual desaparecem os referenciais éticos quando se trata de lidar com o dinheiro.

Ninguém nasce corrupto, corruptor ou ladrão. Antes de chegar a sê-lo, é certo que houve uma lenta preparação interior, formada de insensibilidade pelos direitos dos outros, sedução pelas presumidas vantagens do crime e enfim, as condições favoráveis que induzem à prática do crime já consentido no coração e na mente: a ocasião faz o ladrão! Os furtos diários, principalmente os praticados por pessoas ou gangues são chocantes, sobretudo quando se configuram como latrocínio. Porém, não deveriam ser menos chocantes os crimes de corrupção, em especial os de “colarinho branco”, que finalmente começam a ser investigados e punidos. O fato é que a corrupção também gera morte.

A burocratização da administração e da sociedade toda favorece a corrupção porque muitas pessoas e organismos acabam tomando decisão sobre vários assuntos e em meio a tantas pessoas e organismos que decidem, a corrupção é facilmente camuflada; e no fim, ninguém sabia de nada ou ninguém tem culpa de nada. Uma pergunta se impõe: é possível controlar a corrupção?

Somente uma reeducação para a justiça e o direito, no sentido de sobrepor o bem comum ao bem pessoal, a valorização dos princípios éticos no relacionamento social, poderiam coibir a corrupção. Torna-se necessária uma profilaxia moral, uma limpeza nas consciências e isto é em grande parte papel da educação. Aos que tem religião, se apela para que sejam praticantes, porque a prática da própria fé sempre indica o caminho da caridade, do altruísmo para com o próximo, o que exclui a exploração e a corrupção.

Na Bíblia podemos ler: “Não roubarás” (Dt 5,19), e ainda: “Nem ladrões nem os avarentos nem os injuriosos herdarão o Reino de Deus” (1Cor 6,10). Este é o sétimo mandamento da Lei de Deus dada a nós por Moisés, que prescreve a prática da justiça e da caridade na administração. Este mandamento é aceito pelas três grandes religiões monoteístas que perfazem dois terços da humanidade: judaísmo, cristianismo e islamismo. É um mandamento contra os corruptos e corruptores.

Antigamente se dizia: “Ou o Brasil acaba com a saúva ou ela acaba com o Brasil”, hoje se pode dizer: “Ou o Brasil acaba com a corrupção ou ela acaba com o Brasil”. A corrupção é pecado porque destrói os relacionamentos na sociedade, é uma injustiça e passa a ideia de que não existe Deus além do dinheiro. É preciso combater a corrupção para sobrevivermos.

Dom Pedro Cipollini – Bispo de Santo André

Escrito para o Jornal Diário do Grande ABC, Maio de 2016.

Fonte: Site Diocese: http://www.diocesesa.org.br/o-pecado-da-corrupcao/

Roteiro – Quem dá a direção à tua vida? – 16 a 22 de Maio

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência.

Disto depende a saúde de sua célula. Bom encontro!

Download do Roteiro desta Semana

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 16 a 22 de Maio

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: LIVRETO DE BOAS VINDAS

Download da Tabela Periódica Bíblica = TABELA PERIODICA BIBLICA

Como ler a Bíblia = COMO USAR A BIBLIA

Roteiro – Escolhas e Prioridades – 09 a 15 de Maio

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência.

Disto depende a saúde de sua célula. Bom encontro!

Download do Roteiro desta Semana

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 09 a 15 de Maio

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: LIVRETO DE BOAS VINDAS

Download da Tabela Periódica Bíblica = TABELA PERIODICA BIBLICA

Como ler a Bíblia = COMO USAR A BIBLIA

Tipos de cristãos: múmias, errantes, teimosos, meio-termo

Por | PALAVRA DA IGREJA

Na homilia de hoje, na capela da casa Santa Marta, o Papa Francisco fez uma breve lista dos vários tipos de cristãos que podemos encontrar ao longo da vida de fé: cristãos-múmias, cristãos errantes, cristãos teimosos, cristãos meio-termo – aqueles que se encantam diante de um belo panorama e ficam parados. Gente que por uma ou outra razão se esqueceu que o único caminho justo – como recorda o Evangelho do dia – é Jesus, que confirma a Tomé: “Eu sou o caminho, quem me viu, viu o Pai”.

“Um cristão que não caminha, que não percorre a estrada, é um cristão um pouco ‘paganizado’: fica ali, parado, não vai avante na vida cristã, não faz florescer as bem-aventuranças em sua vida, não faz obras de misericórdia… É estático. Desculpem-me a palavra, mas é como se fosse uma ‘múmia’, uma ‘múmia espiritual’. Parados… Não fazem mal, mas não fazem bem”.

Por outro lado, explicou Francisco, “a tragédia é ser teimosos e dizer ‘este é o caminho’ e não deixar que a voz do Senhor nos diga ‘volte atrás e retome o caminho certo’. E depois, existe a quarta categoria, a dos cristãos que caminham, mas não sabem para onde vão”.

“São errantes na vida cristã, vagantes. A vida deles é vagar, aqui e ali, e perdem assim a beleza de se aproximar de Jesus na vida de Jesus. Perdem o caminho porque vagam e, muitas vezes, esse vagar, vagar errante, os levam a uma vida sem saída: o muito vagar se transforma em labirinto e depois não sabem sair. Perderam o chamado de Jesus. Não têm bússola para sair e vagam; procuram. Há outros que no caminho são seduzidos por uma beleza, por algo e param na metade do caminho, fascinados por aquilo que veem, por aquela ideia, por aquela proposta, por aquela paisagem … E param! A vida cristã não é um fascínio: é uma verdade! É Jesus Cristo!”.

Observando o quadro, refletiu Francisco, podemos nos questionar. Como vai o “caminho cristão que iniciei no Batismo? Está parado? Errei o caminho? Vago continuamente e não sei aonde ir espiritualmente? Paro diante das coisas que gosto: a mundanidade, a vaidade” ou vou “sempre adiante”, tornando “concretas as Bem-aventuranças e as Obras de misericórdia?”. Porque “o caminho de Jesus – concluiu – é tão cheio de consolações, de glória e também de cruzes. Mas sempre com paz na alma”:

“Esta é a nossa pergunta do dia, façamo-la, cinco minutinhos … Como eu sou neste caminho cristão? Parado, errante, vagando, parando diante das coisas de que gosto ou diante de Jesus ‘Eu sou o caminho’? E peçamos ao Espírito Santo que nos ensine a caminhar bem, sempre! E quando nos cansarmos, façamos uma pequena pausa e avante. Peçamos esta graça”.

Fonte: Zenit

Roteiro – Discípulos dispostos a servir a Deus – 02 a 08 de Maio

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência.

Disto depende a saúde de sua célula. Bom encontro!

ATENÇÃO = NESTA CÉLULA faremos O PACTO da CONFIANÇA

Download do Roteiro desta Semana

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 02 a 08 de Maio

==========================================================================================

Material para Membros => DISCURSO DO PAPA FRANCISCO

==========================================================================================

SEGUE ESTUDO PARA LIDERES= > ESTUDO BIBLICO PARA LIDERES DE CELULAS – PACTO DE CONFIANCA

IMPRIMIR A FORMULA PARA TODOS = Pacto de Confiança

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: LIVRETO DE BOAS VINDAS

Download da Tabela Periódica Bíblica = TABELA PERIODICA BIBLICA

Como ler a Bíblia = COMO USAR A BIBLIA

Milagre eucarístico na Polônia

Por | DESTAQUES

Milagre eucarístico na Polônia: hóstia sangrante é tecido cardíaco humano!

Muitas vezes, supostas “hóstias sangrantes” se revelam apenas mofo vermelho do pão. Há momentos extraordinários, porém, nos quais a hóstia que sangra, depois de devidamente analisada, se comprova verdadeiro tecido cardíaco humano!

Este é o caso milagroso anunciado nesta semana por dom Zbigniew Kiernikowski, bispo da diocese polonesa de Legnica:

“Em 25 de dezembro de 2013, durante a distribuição da Sagrada Comunhão, uma hóstia consagrada caiu ao chão e foi logo recolhida e depositada em um recipiente cheio de água (vásculo). Pouco depois, apareceram manchas de cor vermelha. O então bispo de Legnica, dom Stefan Cichy, estabeleceu uma comissão para analisar o fenômeno. Em fevereiro de 2014, um pequeno fragmento vermelho da hóstia foi separado e depositado em um corporal. A comissão ordenou a extração de amostragem a ser submetida a análises rigorosas por institutos reconhecidamente sérios. O anúncio final do Departamento de Medicina Forense (*) declara:

Na imagem histopatológica verificou-se que os fragmentos de tecidos contêm partes fragmentadas de músculo estriado transversal (…) O conjunto (…) se assemelha ao músculo cardíaco ao sofrer alterações que aparecem com frequência durante a agonia. Os estudos genéticos indicam a origem humana do tecido.

Em janeiro deste ano, apresentei a questão à Congregação para a Doutrina da Fé, no Vaticano. Hoje, conforme recomendado pela Santa Sé, ordenei que o vigário paroquial Andrzej Ziombro preparasse um local adequado para a exposição da relíquia, a fim de que os fiéis possam manifestar a sua adoração de modo apropriado”.

(*) Os primeiros exames foram feitos pelo Departamento de Medicina Forense da Universidade de Wroclaw, em janeiro de 2014, e exames adicionais foram realizados também pelo Departamento de Medicina Forense da Universidade Médica Pomerana de Szczecin. Foi este último que emitiu o parecer citado pelo bispo.

Este milagre do Corpo e Sangue de Cristo na Eucaristia se torna assim um dos vários cientificamente comprovados e oficialmente reconhecidos ao longo da história da Igreja.

AOS MEMBROS DAS CÉLULAS PAROQUIAIS DE EVANGELIZAÇÃO

Por | NOTÍCIAS

DISCURSO DO PAPA FRANCISCO
AOS MEMBROS DAS CÉLULAS PAROQUIAIS DE EVANGELIZAÇÃO

Prezados irmãos e irmãs, bom dia!

Saúdo-vos e sinto-me feliz por estar aqui no meio de vós para este dia de oração e de reflexão, mediante o qual desejais celebrar o reconhecimento oficial que a Igreja vos ofereceu com a aprovação definitiva dos vossos Estatutos. Mas por favor, não vos esqueçais de que os Estatutos só vos ajudam a ir em frente pelo caminho reto, mas é o carisma que realiza a obra! Por favor, não aconteça que por excesso de preservação dos Estatutos vós percais o carisma! Saúdo o padre «PiGi» Perini, enquanto lhe agradeço as palavras com as quais introduziu este momento, e sobretudo o zelo sacerdotal com que trabalhou, procurando ser dócil ao Espírito Santo e, como pároco, deu vida a esta realidade das Células paroquiais de evangelização, que se propagou em diversas regiões do mundo.

Vós tendes a vocação de ser uma semente mediante a qual a comunidade paroquial se interroga sobre o ser missionária, e por isso sentis irresistível dentro de vós o chamamento a ir ao encontro de todos para anunciar a beleza do Evangelho. Este desejo missionário exige, antes de tudo, a escuta da voz do Espírito Santo, que continua a falar à sua Igreja, impelindo-a a percorrer veredas às vezes pouco conhecidas, mas determinantes para o caminho da evangelização. Permanecer sempre aberto a esta escuta e prestar atenção a fim de que nunca se esgote devido ao cansaço ou às dificuldades do momento, é a condição para ser fiel à Palavra do Senhor e, ao mesmo tempo, constitui um encorajamento a superar os vários obstáculos que se encontram no caminho da evangelização.

Com o vosso compromisso quotidiano, e em comunhão com as outras realidades eclesiais, vós ajudais a comunidade paroquial a tornar-se uma família na qual se encontra a rica e multiforme realidade da Igreja (cf. Lumen gentium, 8). Encontrar-se nas casas para compartilhar as alegrias e as expectativas que estão presentes no coração de cada pessoa é uma experiência genuína de evangelização que se assemelha muito àquilo que já acontecia nos primeiros tempos da Igreja. Recorda-o são Lucas, nos Atos dos Apóstolos, quando menciona que os fiéis, «unidos de coração frequentavam todos os dias o templo. Partiam o pão nas casas e alimentavam-se com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e conquistando a simpatia de todo o povo» (2, 46-47). Vós, Células, desejais fazer vosso este estilo de vida comunitária, capaz de receber todos sem julgar ninguém (cf. Evangelii gaudium, 165). O nosso Juiz é o Senhor, e se vier aos teus lábios uma palavra de juízo acerca do outro ou sobre o próximo, cala a boca! O Senhor deu-nos o conselho: «Não julgueis para não serdes julgados!». Conviver com as pessoas em simplicidade, acolher todos. Por que motivo é preciso acolher todos? Para lhes oferecer a experiência da presença de Deus e do amor aos irmãos. A evangelização sente com força a exigência do acolhimento, da proximidade, porque é um dos primeiros sinais da comunhão que somos chamados a testemunhar, por termos encontrado Cristo na nossa vida.

Encorajo-vos a fazer da Eucaristia o âmago da vossa missão de evangelização, de tal forma que cada Célula seja uma comunidade eucarística, onde partir o pão equivale a reconhecer a presença real de Jesus Cristo no meio de nós. Aqui vós encontrareis sempre a força para propor a beleza da fé, porque na Eucaristia nós fazemos a experiência do amor que não conhece limites, e damos o sinal concreto de que a Igreja é «a casa paterna, onde há lugar para todos, com a sua vida fadigosa» (Evangelii gaudium, 47). Eis o testemunho: a Igreja é a casa paterna. Nela há lugar para todos, para todos! E no Evangelho Jesus diz: «Chamai bons e maus, todos, sem distinção».

Os vossos Estatutos foram aprovados no Domingo da Divina Misericórdia. Que possais dar sempre testemunho da ternura de Deus Pai e da sua proximidade a todos, principalmente a quantos são mais frágeis e sós. Que vos dirija o seu olhar misericordioso a Santa Mãe de Deus; e vos acompanhe também a minha Bênção. Por favor, recordai-vos de rezar por mim. Obrigado!

Agora, oremos a Nossa Senhora, todos juntos, à Mãe da Igreja, a Nossa Senhora da Ternura, para que nos ajude a ir em frente neste testemunho.

Ave Maria…

http://www.cellules-evangelisation.org/

Roteiro – Um retorno a Santidade II – 25 de Abril à 01 de Maio

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência.

Disto depende a saúde de sua célula. Bom encontro!

ATENÇÃO = NESTA CÉLULA faremos O PACTO DA PRESTAÇÃO DE CONTAS

Download do Roteiro desta Semana

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 25 Abril a 01 de Maio

==========================================================================================

Material para Membros => IGREJA E COMUNIDADE EM CÉLULAS

==========================================================================================

SEGUE ESTUDO PARA LIDERES= > ESTUDO BIBLICO PARA LIDERES DE CELULAS – PACTO DE TRANSPARENCIA

IMPRIMIR A FORMULA PARA TODOS = Pacto de Transparencia

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: LIVRETO DE BOAS VINDAS

Download da Tabela Periódica Bíblica = TABELA PERIODICA BIBLICA

Como ler a Bíblia = COMO USAR A BIBLIA

Lidando com pessoas difíceis

Por | FORMAÇÃO DE LIDERES, FORMAÇÕES

Os relacionamentos são naturalmente pautados por dificuldades relacionadas ao convívio entre diferentes personalidades. Algumas pessoas são mais calmas, outras mais agressivas; umas alegres, outras mais retraídas; enfim, cada ser humano é uma individualidade com valores e crenças próprias elaborados num complexo contexto de vida.

O que caracteriza uma pessoa difícil não são essas diferenças, e sim a maneira como ela lida com isso. Pessoas consideradas difíceis são as que não buscam entendimento, são inflexíveis e, ainda, tentam impor exigências. Relacionar-se com pessoas assim corresponde a grande aprendizado, afinal, há que se desprender maior esforço de compreensão.

Algumas dicas podem facilitar o convívio com esses indivíduos problemáticos:

  • 1- Olhe além das aparências

    É importante buscar a compreensão de que indivíduos mal-humorados e pessimistas, petulantes ou ainda arrogantes, usam dessas imagens como uma máscara ou falsa aparência, que esconde na verdade pessoas inseguras, extremamente infelizes e solitárias que apresentam elevado complexo de inferioridade. Tente compreender o contexto em que elas vivem e os valores que têm; esqueça rótulos do tipo vilão e vítima.

  • 2- Exercite a paciência e a benevolência

    Diante de pessoas cuja autoestima seja tão precária a ponto de não conseguirem encarar a si mesmo, a paciência é um exercício de piedade. A estratégia, então, é manter a tranquilidade e não agir pela emoção a fim de que a pessoa não consiga magoar você. Seja benevolente e gentil; pessoas que não buscam harmonia não sabem lidar com gentilezas e amabilidades, na verdade elas não se sentem capazes de agradar, então essas ações as desarmam totalmente.

  • 3- Questione com respeito

    A pessoa pode estar tão acostumada a pontuar o lado negativo das coisas ou só tratar mal as pessoas que nem percebe. Uma medida interessante é questionar a pessoa sobre quais as razões de sua hostilidade. Mas muito cuidado: confrontar não é recomendado; esse questionamento deve ser feito com muito respeito. Não deixe transparecer uma cobrança, apenas tente se aproximar e apontar os problemas que, talvez, ela não queira enxergar. Agindo afetuosamente ela pode ficar mais acessível.

  • 4- Não reaja às provocações

    Uma boa estratégia para conviver com pessoas que provocam irritabilidade é nunca reagir. Pense: reagir é agir a partir da ação delas, dessa forma você estará aceitando as provocações; ao passo que agindo a ação se inicia por você e não acontece como um revide. Reagindo tomamos a vontade do outro; agindo estabelecemos a nossa própria vontade. Então responder aos impropérios hostis com firmeza, mas sem revides é uma opção inteligente que traz inúmeras vantagens.

  • 5- Autoanálise

    Acredito que só há uma razão para julgarmos os atos alheios; buscar não cometê-los. Assim, ao nos depararmos com pessoas de difícil trato, muito recomendável seria se procedêssemos a uma autoanálise perguntando a nós mesmos: será que também não sou uma pessoa difícil? Muitas vezes o que nos irrita no outro pode ser o que não gostamos em nós mesmos. Tente se conhecer melhor!

    Com o tempo percebemos o quanto trabalhar bons relacionamentos pode gerar satisfação e bons sentimentos em nós mesmos. Então, naturalmente agimos e exemplificamos a disposição para harmonizar relacionamentos.