Todos os post de

WebMaster Comunidade Fidelidade

Chá das Mulheres 2016 – A grande célula feminina!

Por | NOTÍCIAS, ROTEIRO DAS CÉLULAS

Paz de Cristo irmãs! Não deixe de participar da nossa tarde de espiritualidade e formação.

Tema:”Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação”. Fl 4, 13

Dia 01 de Maio as 14h30 na Comunidade Fidelidade. Com a participação de Carol Zabyski.

Cumprindo os propósitos de Deus para sua igreja. O Chá das Mulheres vem com esta nova face da grande célula com muito mais fraternidade e formação cristã para a mulher cristã.

Preencha sua ficha e participe! A taxa é para auxiliar nos gastos do evento, materiais e nosso café.

Convidamos a você também trazer uma partilha fraterna. Deus te abençoe!

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Roteiro – Célula que cresce e se multiplica – 28 de Março a 03 de Abril

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência. Disto depende a saúde de sua célula. Bom encontro!

ATENÇÃO = NESTA CÉLULA faremos O PACTO DA CONQUISTA

Download do Roteiro desta Semana Santa

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 28 Marco a 03 de Abril

==========================================================================================

SEGUE ESTUDO PARA LIDERES= >  ESTUDO BIBLICO PARA LIDERES DE CELULAS – PACTO DE CONQUISTA

IMPRIMIR A FORMULA PARA TODOS = O pacto da conquista

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: LIVRETO DE BOAS VINDAS

Download da Tabela Periódica Bíblica = TABELA PERIODICA BIBLICA

Como ler a Bíblia = COMO USAR A BIBLIA

A Semana Santa mostra que o amor de Deus não tem limites

Por | PALAVRA DA IGREJA

O Papa Francisco começou hoje o tradicional encontro semanal das quartas-feiras com os fieis, entrando na Praça de São Pedro no papamóvel, acenando para as milhares de pessoas reunidas lá. O veículo que o levava deteve-se várias vezes e o Santo Padre abençoou as crianças e bebês que o rodearam.

As medidas de segurança para entrar na praça eram altas como de costume, aparentemente, não mais do que o normal, apesar dos atentados em Bruxelas na terça-feira que atingiu o coração da Europa. No que respeita ao programa da Semana Santa não haverá nenhuma mudança, de acordo com o indicado ontem pela secretaria de imprensa do Vaticano.

A catequese desta quarta-feira fria e com muito vento, apesar de ser o começo da primavera na Europa, começou com a leitura em vários idiomas do evangelho de Lucas. Em seguida o Pontífice explicou que nos três dias da Semana Santa devemos o Tríduo Pascal sentindo a misericórdia de Deus.

Ao resumir a catequese em português disse:

“Durante o Tríduo Pascal, celebramos o mais importante mistério da nossa fé, um mistério que nos fala de misericórdia, de um amor que não conhece obstáculos. Fala-nos de como Jesus nos amou até o fim, de como quis partilhar os sofrimentos de toda a humanidade, permanecendo presente junto das vicissitudes pessoais de cada um de nós. Na Quinta-feira Santa, ao celebrar a instituição da Eucaristia, refletimos sobre amor que se faz serviço; sobre a presença que sacia a fome dos homens e que nos impele a fazer o mesmo com os outros. Na Sexta-feira, com a Paixão de Cristo, deparamo-nos com o momento culminante do amor, um amor que não exclui ninguém. Por fim, no Sábado, contemplamos, no silêncio de Deus, o amor que se solidariza com todos os abandonados e que se faz espera pela vida nova ressuscitada. Assim, o Tríduo Pascal é um convite a fixar o olhar na paixão e morte do Senhor, para poder acolher no coração a grandeza do seu amor, na espera da Ressurreição”.

Já no final da audiência o Papa disse que “com o coração cheio de dor”, garante a sua oração e proximidade “ao querido povo belga”. Em particular aos familiares das vítimas e todos os feridos, bem como todas as pessoas de boa vontade às quais pede “perseverar na oração” e pedir ao Senhor nesta semana santa, que “console todos os corações aflitos e transforme os corações destas pessoas cegas pelo fundamentalismo cruel”.

E pediu para se rezar em silêncio por intercessão da Virgem: “Agora, em silêncio rezemos pelos mortos, os feridos e por todos os familiares, bem como por todo o povo belga”, atingido por este drama.

A audiência concluiu com a benção dos objetos religiosos que os fieis levaram e com o canto do ‘Pater Noster’.

Homilética: Sexta-Feira Santa

Por | FORMAÇÕES

Comentário sobre a liturgia do Pe. Antonio Rivero, L.C. Doutor em Teologia Espiritual, professor e diretor espiritual no seminário diocesano Maria Mater Ecclesiae de São Paulo (Brasil)

SEXTA-FEIRA SANTA

Ciclo C

Textos: Is 52,13-53,12; Heb 4,14-16; 5,7-9; Jo 18,1-19,42

Ideia principal: Deus não nos amou de brincadeira. Olhemos para a cruz!

Síntese da mensagem: a Sexta-feira Santa é o dia do ano onde a misericórdia de Deus chegou até o extremo e à loucura. Jesus hoje nos repete o que disse um dia à beata Angela da Foligno quando estava meditando na paixão do Senhor: “Não te amei de brincadeira!”. Jesus tem razão quando nos repete hoje, desde a cruz, com as palavras da liturgia: “Povo meu, o que mais poderia fazer por ti que ainda não fiz? Responde-me!”. Olhemos para a cruz!

Pontos da ideia principal: as palavras que o Papa emérito Bento XVI dirigiu depois da Via Sacra da Sexta-feira Santa de 2006 me parecerem carregadas do que quero desenvolver hoje aqui.

Em primeiro lugar, olhemos a Cruz de Cristo. “No espelho da cruz vimos todos os sofrimentos da humanidade de hoje. Na cruz de Cristo hoje vimos o sofrimento das crianças abandonadas, dos meninos vítimas de abusos, as ameaças contra a família; a divisão do mundo na soberba dos ricos que não veem Lázaro na sua porta e a miséria de tantos que sofrem fome e sede. Mas também vimos “estacoes” de consolo. Vimos a Mãe, cuja bondade permanece fiel até a morte e além da morte. Vimos a mulher corajosa que se aproxima do Senhor e não tem medo de manifestar solidariedade com este Homem de dores. Vimos Simão, o Cireneu, um africano, que leva a cruz juntamente com Jesus. E mediante estas “estações” de consolo vimos, por último, que, do mesmo modo que não acabam os sofrimentos, tampouco acabam os consolos”. Deus não nos amou de brincadeira.

Em segundo lugar, continuemos olhando para a Cruz de Cristo. “Vimos como São Paulo encontrou no “caminho da cruz” o zelo da sua fé e acendeu a luz do amor. Vimos como Santo Agostinho achou o seu caminho. A mesma coisa São Francisco de Assis, São Vicente de Paulo, São Maximiliano Kolbe, a madre Teresa de Calcutá… Do mesmo modo também nós estamos convidados a encontrar o nosso lugar, a encontrar, como estes grandes e valentes santos, o caminho com Jesus e por Jesus: o caminho da bondade, da verdade; a valentia do amor. Compreendemos que a via sacra não é simplesmente uma coleção das coisas escuras e tristes do mundo. Nem é um moralismo que, no final, resulta insuficiente. Não é um grito de protesta que não muda nada. A Via Sacra é o caminho da misericórdia, e da misericórdia que põe o limite ao mal: isso aprendemos do Papa João Paulo II. É o caminho da misericórdia e, assim o caminho da salvação. Deste modo estamos convidados a tomar o caminho da misericórdia e a colocar, juntamente com Jesus, o limite ao mal”. Deus não nos amou de brincadeira.

Finalmente, alguém poderia dizer: Sim, é verdade que Cristo nos amou loucamente então, quando viveu na terra; mas agora? Agora que já não está entre nós, o que resta daquele amor, a não ser um pálido reflexo, talvez imortalizado numa cruz que está pendurada na parede? Os discípulos de Emaús diziam: “Já faz três dias que aconteceu tudo isto”, e nós nos sentimos tentados a dizer: “Já faz dois mil anos…!”. Porém estavam no erro, porque Jesus tinha ressuscitado e estava caminhando com eles. E também nós erramos quando pensamos como eles, pois o seu amor continua ainda no meio de nós, “porque o amor de Deus tem sido derramado nossos corações com o Espírito Santo que nos foi dado” (Rm 5,5). E esse amor misericordioso continua se derramando desde a sua Cruz em cada confissão onde recebemos o perdão das mãos do ministro de Deus. E esse amor misericordioso continua alimentando a nossa alma em cada comunhão que recebemos com fervor e com a alma limpa em cada Eucaristia. E esse amor misericordioso continua sendo palpável em cada gesto dos nossos pais, dos nossos professores, dos nossos amigos, dos nossos sacerdotes que se entregam com dedicação, sacrifício e generosidade, sem pedir compensações. Não, Deus não nos amou de brincadeira. O seu amor foi, é e será muito sério. E amor com amor se paga. Pelo menos isso fazem as almas nobres.

Para refletir: deixo-me curar e abraçar pela Cruz de Cristo? Experimento todos os dias na oração e na participação dos sacramentos esse amor de Cristo que me amou e me continua amando em sério? Sou portador desse amor misericordioso de Cristo aos meus irmãos e irmãs que vivem do meu lado e que estão levando uma cruz talvez mais pesada do que a minha? Alargo também os meus braços para dar-lhes uma mão, como bom cireneu, ou estender-lhes o meu manto para enxugar as suas lágrimas e o seu sangue, como fez a Verônica com Cristo?

Para rezar: Peçamos ao Senhor que nos ajude a ser “contagiados” pela sua misericórdia. Peçamos à Santa Mãe de Jesus, a Mãe da misericórdia, que também nos sejamos homens e mulheres da misericórdia, para contribuir assim à salvação do mundo, à salvação das criaturas, para ser homens e mulheres de Deus. Amém.

Mudança de sexo para crianças: “perigosa experiência de engenharia social”

Por | FORMAÇÕES

“Não é ciência, mas sim uma superestrutura ideológica voltada a criar uma sociedade unissex desde a infância”

A Grã-Bretanha está na vanguarda da “engenharia social” às custas de crianças de 8 anos de idade, denuncia a Dra. Chiara Atzori, do hospital Sacco, de Milão, autora do livro “Gendercrazia nuova utopia – Uomo e donna al bivio tra relazione o disintegrazione” (“Generocracia, nova utopia: homem e mulher na encuzilhada entre relação e desintegração”, de 2015). Ela se refere ao fato de os serviços de saúde pública britânicos terem empregado em apenas nove meses de 2015 a cifra de 2,6 milhões de libras na administração, a mais de mil crianças, de drogas que bloqueiam a puberdade.

Com base em diagnósticos psicológicos, médicos britânicos alegam detectar em crianças um “transtorno de identidade sexual” e tratá-lo interrompendo o desenvolvimento das características físicas de identidade sexual. “Com um ato de congelamento químico do natural desenvolvimento da puberdade – disse ela a ZENIT –, pretende-se enfrentar a complexa questão da identidade de cada ser vivente, que, como nos lembra o prêmio Nobel de medicina Eric Kandel, é o resultado de intrincadas interações entre o que é biológico e a relação com o ambiente externo”.

De resto, recorda a Dra. Chiara Atzori, “o processo de progressiva consciência de pertencer ao próprio sexo é exposto à vulnerabilidade tanto biológica quando psíquica e cultural, e isto antes mesmo do nascimento”. Essa vulnerabilidade se deve a vários fatores: desde o estresse materno durante a gravidez até as experiências relacionais nos primeiros três anos de vida, em que a criança, “seja menino ou menina”, lida com “uma dinâmica de identificação e desidentificação com uma figura primária feminina (a mãe) e masculina (o pai)”. A Dra. Chiara observa que “a atual fragilidade dos laços familiares deveria ser motivo de preocupação no que diz respeito aos efeitos sobre a identidade em formação das crianças”. À luz desta “complexa rede de fatores”, a médica considera “francamente controversa” a iniciativa britânica.

Aliás, o projeto britânico tem raízes em um fracasso verificado nos Estados Unidos. “Infelizmente, é pouco conhecido pelo público que a famosa ‘Gender Clinic’ americana, pioneira nessa área e ligada à Universidade John Hopkins de Baltimore, foi fechada após uma revisão cuidadosa dos casos de sujeitos adultos com ‘disforia de gênero’ ali tratados, por causa da evidência de um alto percentual de transtornos mentais, suicídios e insatisfação ligada ao inicial desejo de ‘mudar de sexo’”. Perturbadora, a experiência sugere pelo menos um “princípio de precaução” quando a questão é agora aplicada a crianças.

A Dra. Chiara considera que o bom senso é atropelado pelo avanço galopante da ideologia de gênero, que “está levando a uma ‘renegociação’ não científica, mas filosófica e política dos distúrbios de identidade sexual”. Esta posição sustenta que a não conformidade de gênero não é em si uma patologia, mas uma variante normal da subjetividade humana em amadurecimento. “Nesta perspectiva, o uso de hormônios é puramente instrumental”, observa a doutora, explicando, em seguida, que aqui se encaixa “a proposta de ‘congelar’ a natureza (o desenvolvimento da puberdade) em sujeitos pediátricos (crianças), a fim de promover o desejo, como se o desejo habitasse um recipiente abstrato e neutro e não emanasse, de fato, de um sujeito imerso numa realidade relacional familiar e educativa”.

Ela acrescenta: “Considero esta postura antinatural, objetivamente perigosa, quase um experimento de engenharia social de matriz biomédica”. A este respeito, ela destaca que “a clínica Tavistock tem uma notória inclinação, há décadas, a realizar esse tipo de experimentação camuflada de ‘ciência’”.

Os riscos também envolvem o lado estritamente médico. Afirma a Dra. Chiara: “Os efeitos da administração desses fármacos podem ser a alteração da densidade óssea, a sensação de fraqueza, o déficit da força muscular, sensações súbitas de calor, irritabilidade, depressão. Além disso, trata-se de injeções aplicadas por via intramuscular”.

O aumento dos casos diagnosticados, de acordo com a médica, também é “pelo menos suspeito” e “parece sinalizar o desejo de agradar a uma moda, a da autodeterminação da identidade sexual, estendendo-a a sujeitos pediátricos como para validar as pretensões de alguns poderosos lobbies pró-ideologia de gênero”.

Os especialistas em disforia de gênero infantil “nos lembram, na literatura científica, que problemas semelhantes podem resolver-se espontaneamente com o amadurecimento dos caracteres sexuais, suavizando a atenção exasperada às manifestações de ‘não-conformidade de gênero’ dos pequenos pacientes, ou com adequada psicoterapia sistêmica”.

A Dra. Chiara Atzori lança então o alarme: “Precisamos urgentemente de séria autocrítica e responsabilidade do mundo clínico, médico e biológico para encarar com realismo a questão fundante da identidade sexual e de gênero, deixando de lado as pressões políticas e do ativismo militante” – e sem fazer as crianças pagarem o preço “das nossas superestruturas ideológicas de caráter unissex ou pansexual escorado em teses de gênero”.

Roteiro – A salvação veio pela cruz – 21 a 27 de Março

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência. Disto depende a saúde de sua célula. Bom encontro!

ATENÇÃO = NESTA CÉLULA faremos O PACTO DE Sensibilidade

Download do Roteiro desta Semana Santa

ROTEIRO SEMANAL – 21 a 27 de Marco

==========================================================================================

SEGUE ESTUDO PARA LIDERES= >  ESTUDO BIBLICO PARA LIDERES DE CELULAS – PACTO DE SENSIBILIDADE

IMPRIMIR A FORMULA PARA TODOS = Pacto de Sensibilidade

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: LIVRETO DE BOAS VINDAS

Download da Tabela Periódica Bíblica = TABELA PERIODICA BIBLICA

Como ler a Bíblia = COMO USAR A BIBLIA

Roteiro – A Oração – Fonte de Vida Cristã – 13 a 20 de Março

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência. Disto depende a saúde de sua célula. Bom encontro!

ATENÇÃO = NESTA CÉLULA faremos O PACTO DE ORAÇÃO

Download do Roteiro desta Semana

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 14 a 20 de Marco

==========================================================================================

SEGUE ESTUDO PARA LIDERES= > ESTUDO BIBLICO PARA LIDERES DE CELULAS – PACTO DE ORACAO

IMPRIMIR A FORMULA PARA TODOS = Pacto de Oracao

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: LIVRETO DE BOAS VINDAS

Download da Tabela Periódica Bíblica = TABELA PERIODICA BIBLICA

Como ler a Bíblia = COMO USAR A BIBLIA

Ano da acolhida! Viver com intensidade…

Por | PARTILHA DO FUNDADOR

Acolher as pessoas é um dom necessário, ainda mais para os que querem viver em comunidade. Para estes é uma prioridade e uma ação indispensável.
“Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos.” Hebreus 13, 2
Durante minha caminhada na fraternidade, foram inúmeros os testemunhos de pessoas que debandaram para outras religiões por falta de acolhida e também testemunho muitas ocasiões em que eu mesmo não fui bem acolhido.
Todos precisam ser acolhidos, o ser humano é carente e algumas comunidades têm este dom até como seu carisma.
Creio que na Fidelidade a acolhida é um diferencial, estamos vivendo isto no dia a dia da comunidade, por que gostamos de receber as pessoas, de servir, de agradar em um sentido de mostrar a pessoa a sua importância em ter vindo ou de estarem conosco. Muito mais agora pelo princípio de células católicas. Acolher bem no templo e nas casas.
A acolhida é uma parte do carisma pois se faz em nome da comunidade, assim o carisma assume esse serviço dia a dia, nos momentos da comunidade, uma atitude como a da Mãe de Jesus nas bodas de Caná, não permitindo que nada falte para que a oração e a fraternidade transcorram num clima tranquilo e participativo.
Acolher é um desdobramento de nosso carisma, pois na acolhida já acontece uma ação que cura e liberta, liberta das tensões e da tristeza, de ser excluído de alguma forma, liberta da não aceitação na família ou sociedade.
A acolhida é um momento primordial para a decisão da pessoa em continuar ou desistir, voltar na comunidade ou naquele momento de fraternidade.
Quando os irmãos saúdam com simpatia e prazer, dando uma atenção especial às crianças, aos idosos e às pessoas com deficiência, aos enfermos, o carisma se cumpre e deixa os irmãos em condição de bem estar. Uma vez bem acolhida a pessoa se sente amada e assim abre-se o coração para as demais novidades do Espírito Santo.
“Assim a primeira evangelização e oração se dá na acolhida”
Para nós que vivemos em comunidade o ato de acolher se torna uma experiência profunda com o carisma e com a evangelização. Todos os carismas são acolhedores.
O fato de acolher a todos e em todos os momentos faz com que exercitemos a caridade e os mandamentos de amar a Deus e ao próximo como Eu mesmo gostaria de ser acolhido, é se colocar na condição do outro, tornando assim uma experiência de santificação que nos ajuda a vivenciar o que está escrito na carta aos Efésios:
“Vivendo segundo a verdade, no amor, cresceremos sob todos os aspectos em relação a Cristo, que é a cabeça. É dele que o corpo todo recebe coesão e harmonia, mediante toda sorte de articulações e, assim, realiza o seu crescimento, construindo-se no amor, graças à atuação devida a cada membro”  Efésios 4, 15-16

Não há como querer ser cristão de braços cruzados e inativos. Há necessidade de se agir de forma a não desprezar ninguém. Exemplo dessa atitude é o encontro de Jesus com Zaqueu (Lucas 19, 1-10).
A acolhida que Zaqueu proporciona a Jesus não é apenas formal: envolve toda a sua pessoa. Converter-se não significa só chegar a uma confissão oral dos primeiros erros, mas requer uma retratação efetiva dos mesmos. Zaqueu faz a sua confissão a Jesus, que agora se torna o seu “Senhor” no lugar de todos os “senhores” aos quais tinha servido.
Acolher bem o irmão, seja onde e como for, é acolher o próprio Cristo. Jesus apresenta para nós um desafio para amar e acolher. É uma exigência que nos completa.
Se vocês amam somente aqueles que os amam, por que esperam que Deus lhes dê alguma recompensa? Até os cobradores de impostos amam as pessoas que os amam! Mateus 5, 46

Oremos: “Ó Senhor, que eu te reconheça em cada pessoa que encontrar hoje. Que na minha acolhida o meu sorriso exprima um convite, a minha atenção revele o respeito, a escuta se torne um dom, a paciência encoraje o diálogo, a disponibilidade se transforme em serviço, a amizade se torne esperança, o otimismo renove a confiança, a alegria alimente a comunhão e a fé gere a paz! Que eu entenda que a pessoa mais importante é aquela que está diante de mim e que a ação mais necessária é o amor. Amém.”

Roteiro – Promotores da Paz – 07 a 13 de Março

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência. Disto depende a saúde de sua célula. Bom encontro!

ATENÇÃO = NESTA CÉLULA faremos O PACTO de Honestidade

Download do Roteiro desta Semana

ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 07 a 13 de Marco

==========================================================================================

SEGUE ESTUDO PARA LIDERES= >  ESTUDO BIBLICO PARA LIDERES DE CELULAS – PACTO DE HONESTIDADE

IMPRIMIR A FORMULA PARA TODOS = Fórmula – Pacto de Honestidade

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: LIVRETO DE BOAS VINDAS

Download da Tabela Periódica Bíblica = TABELA PERIODICA BIBLICA

Como ler a Bíblia = COMO USAR A BIBLIA

Roteiro – Atitudes de Discípulo – 29/02 a 06 de Março

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência. Disto depende a saúde de sua célula. Bom encontro!

ATENÇÃO = NESTA CÉLULA REPETIREMOS O PACTO DE LEALDADE

Download do Roteiro desta Semana

ROTEIRO SEMANAL – 29 de Fevereiro a 06 Marco

==========================================================================================

SEGUE ESTUDO PARA LIDERES= > ESTUDO BÍBLICO PARA LIDERES DE CÉLULAS – PACTO DE LEALDADE

IMPRIMIR A FORMULA PARA TODOS = Pacto de lealdade – formula

==========================================================================================

Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: LIVRETO DE BOAS VINDAS

Download da Tabela Periódica Bíblica = TABELA PERIODICA BIBLICA

Como ler a Bíblia = COMO USAR A BIBLIA