Todos os post de

WebMaster Comunidade Fidelidade

Roteiro Jovem – Discriminação ou Respeito!? – 13 de Dezembro

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Roteiro para Célula Jovem

=> ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA JOVEM – 13 de Dezembro 2015

=> Material de Apoio para distribuir – Material de Apoio para Reflexão – Discriminação

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em – http://comunidadefidelidade.com/newsite/?p=28261

Tema: Discriminação ou Respeito!?

Encontro

  • Fraternidade: Oração pelo alimento e partilha do Lanche.

Exaltação

  • Salmo: 130, 1-6 (NTLH) / 129, 1-6 em outras traduções.
  • Oração: Partilhar das intenções pessoais e orar pelos irmãos. Em duplas, vamos impor as mãos e apresentar a Deus nossas necessidades. Os ouvidos do Senhor estão atentos à sua oração!
  • Músicas: Espirito Santo – Vem controlar todo meu ser.

 EDIFICAÇÃO

  • Escritura: Atos 10, 34-35 / Lucas 6, 37
  • Frases para decorar: “…Deus não trata pessoas com parcialidade…”. (At 10, 34)

 PARTILHA DO LIDER

A tendência natural de todos nós é julgar as pessoas pelas aparências ou por “rótulos” pré-concebidos.

Às vezes, pelo simples fato de o outro ser diferente ou por termos alguma forma de preconceito, nós nos aproximamos das pessoas de modo pouco simpático (com antipatia) ou até de forma grosseira.

Quantas vezes excluímos ou nos afastamos de amigos na escola ou no dia a dia porque são “diferentes”.

Claro que não podemos andar e viver como e com pecadores o tempo todo… Mas não podemos negar ajuda a eles, não significando concordar as vezes com sua vida.

Deus tem sido misericordioso para conosco, pois, independente de nossas falhas, Ele sempre está pronto a nos dar uma nova oportunidade, pois nos ama acima de tudo. Se nós recebemos esta oportunidade, outros também tem o direito. Não significa aceitar os erros e pecados, mas a pessoa em primeiro lugar, depois as correções acontecerão.

 

APLICAÇÃO PESSOAL

  1. Existem muitos tipos de preconceitos, os raciais são normalmente os mais frequentes. Cite e explique algum outro tipo de preconceito que você já sofreu ou já praticou.
  2. Como deve ser nosso comportamento perante aquelas pessoas que julgamos ser diferentes de nós?
  3. Você acha que “aceitar a todos” é sempre concordar com as opiniões dos outros em “detrimento” da sua? Justifique sua resposta.

Em duplas, compartilhe suas dificuldades em amar ao próximo como você ama a si mesmo. (5 Minutos)

CONCLUSÃO EM PARTILHA

A melhor forma de ação é aquela que vem precedida de uma reflexão. Usar palavras erradas e agir de maneira impensada pode resultar em arrependimento e crises.

Lembre-se de sempre pensar antes de responder ou falar e de sempre pedir a Deus sabedoria para suas ações.

Acolher é o primeiro gesto de amor, depois iremos ajudando a pessoa nas mudanças necessárias.

EVANGELISMO

Convidar nossos alvos a VISITAR a célula. Converse com seu líder e faça o evangelismo do convite.

Nesta semana olharemos as pessoas com menos julgamento e mais acolhida, lembrando que TODOS têm o direito a uma nova chance para mudar e conhecerem a Jesus.

Estamos no Ano da Misericórdia pela Igreja e no Ano da Acolhida na Fidelidade. Um ano para abraçar, perdoar e acolher mais as pessoas.

Diante das diversas atividades da sua semana, identifique aquelas com as quais você mais se relaciona com outras pessoas e planeje como você irá se comportar.

Pense nas palavras que você poderá utilizar para demonstrar mais amor e compreensão.

ENTREGA

  • Vamos orar por todas as células da Comunidade Fidelidade e todos os líderes e auxiliares.
  • No dia a dia, como reajo quando encontro ou me relaciono com pessoas com ideias diferentes das minhas? Tenho demonstrado amor por todas as pessoas, entendendo que Deus também ama a todos sem distinção?

AVISOS

Lembrar a célula da importância de participar das Missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês.

Convidar para ajudar na limpeza do salão SJPII conforme escala recebida.

Lembre-se de que a célula acontece todos os dias, 24 horas por dia. A reunião da célula que acontece semanalmente é o encontro de relacionamento.

Grupo Parusia encerra dia 19/12 e retorna dia 16/01/2016.

Nestes sábados teremos o PARUSIA DE FÉRIAS ao vivo pela Web Rádio Fidelidade em comunidadefidelidade.com

Todas as células acontecerão sem interrupções no final do ano. Em caso de férias e/ou ausências, converse com o líder para deixa-lo ciente. Mas se possível, participe da reunião de célula sem faltas.

Oração para todos: Senhor, meu Deus, ajuda-me a ter um coração mais sensível ao meu próximo. Que eu possa amá-lo com o amor vindo do Senhor e que minhas atitudes sejam sempre acolhedoras e minhas palavras sejam sábias, segundo a orientação do Teu Santo Espírito. Amém.

Atenção! IMPRIMIR E DISTRIBUIR MATERIAL DE APOIO…

Roteiro – Discriminação ou Respeito!? – 14/12 à 20/12

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

=> Download da versão para Impressão ou dispositivos – ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 14-12 a 20

=> Material de Apoio para distribuir – Material de Apoio para Reflexão – Discriminação

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: http://comunidadefidelidade.com/newsite/?p=28261

Tema: Discriminação ou Respeito!?

Encontro

  • Fraternidade: Oração pelo alimento e partilha do Lanche.

Exaltação

  • Salmo: 130, 1-6 (NTLH) / 129, 1-6 em outras traduções.
  • Oração: Partilhar das intenções pessoais e orar pelos irmãos. Em duplas ou trios, vamos impor as mãos e apresentar a Deus nossas necessidades. Os ouvidos do Senhor estão atentos à sua oração!
  • Músicas: Espirito Santo – Vem controlar todo meu ser.

EDIFICAÇÃO

  • Escritura: Atos 10, 34-35 / Lucas 6, 37
  • Frases para decorar: “…Deus não trata pessoas com parcialidade…”. (At 10, 34)

 PARTILHA DO LÍDER

A tendência natural de todos nós é julgar as pessoas pelas aparências ou por “rótulos” pré-concebidos.

Às vezes, pelo simples fato de o outro ser diferente ou por termos alguma forma de preconceito, nós nos aproximamos das pessoas de modo pouco simpático (com antipatia) ou até de forma grosseira.

Pedro teve uma grande experiência com Deus e isso fez que ele olhasse de maneira diferente para as pessoas.

Vamos refletir um pouco melhor sobre isso.

Deus tem sido misericordioso para conosco, pois, independente de nossas falhas, Ele sempre está pronto a nos dar uma nova oportunidade, pois nos ama acima de tudo. Se nós recebemos esta oportunidade, outros também tem o direito. Não significa aceitar os erros e pecados, mas a pessoa em primeiro lugar, depois as correções acontecerão.

APLICAÇÃO PESSOAL

  1. Existem muitos tipos de preconceitos, os raciais são normalmente os mais frequentes. Cite e explique algum outro tipo de preconceito que você já sofreu ou já praticou.
  2. Como deve ser nosso comportamento perante aquelas pessoas que julgamos ser diferentes de nós?
  3. Você acha que “aceitar a todos” é sempre concordar com as opiniões dos outros em “detrimento” da sua? Justifique sua resposta.
  4. Em Lucas 6.37 Jesus diz “Não Julguem, e vocês não serão julgados. Não condenem, e não serão condenados. Perdoem, e serão perdoados. ” O que você entende que Jesus está nos ensinando com essas palavras?

Em duplas, compartilhe suas dificuldades em amar ao próximo como você ama a si mesmo. (5 Minutos)

CONCLUSÃO EM PARTILHA

A melhor forma de ação é aquela que vem precedida de uma reflexão. Usar palavras erradas e agir de maneira impensada pode resultar em arrependimento e crises.

Lembre-se de sempre pensar antes de responder ou falar e de sempre pedir a Deus sabedoria para suas ações.

Acolher é o primeiro gesto de amor, depois iremos ajudando a pessoa nas mudanças necessárias.

EVANGELISMO

Convidar nossos alvos a VISITAR a célula. Converse com seu líder e faça o evangelismo do convite.

Nesta semana olharemos as pessoas com menos julgamento e mais acolhida, lembrando que TODOS têm o direito a uma nova chance para mudar e conhecerem a Jesus.

Estamos no Ano da Misericórdia pela Igreja e no Ano da Acolhida na Fidelidade. Um ano para abraçar, perdoar e acolher mais as pessoas.

Diante das diversas atividades da sua semana, identifique aquelas com as quais você mais se relaciona com outras pessoas e planeje como você irá se comportar.

Pense nas palavras que você poderá utilizar para demonstrar mais amor e compreensão.

ENTREGA

  • Vamos orar por todas as células da Comunidade Fidelidade e todos os líderes e auxiliares.
  • No dia a dia, como reajo quando encontro ou me relaciono com pessoas com ideias diferentes das minhas? Tenho demonstrado amor por todas as pessoas, entendendo que Deus também ama a todos sem distinção?

AVISOS

Lembrar a célula da importância de participar das Missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês.

Convidar para ajudar na limpeza do salão SJPII conforme escala recebida.

Lembre-se de que a célula acontece todos os dias, 24 horas por dia. A reunião da célula que acontece semanalmente é o encontro de relacionamento.

Grupo Parusia encerra dia 19/12 e retorna dia 16/01/2016.

Nestes sábados teremos o PARUSIA DE FÉRIAS ao vivo pela Web Rádio Fidelidade em comunidadefidelidade.com

Todas as células acontecerão sem interrupções no final do ano. Em caso de férias e/ou ausências, converse com o líder para deixa-lo ciente. Mas se possível, participe da reunião de célula sem faltas.

 

Oração para todos: Senhor, meu Deus, ajuda-me a ter um coração mais sensível ao meu próximo. Que eu possa amá-lo com o amor vindo do Senhor e que minhas atitudes sejam sempre acolhedoras e minhas palavras sejam sábias, segundo a orientação do Teu Santo Espírito. Amém.

Atenção! IMPRIMIR E DISTRIBUIR MATERIAL DE APOIO…

Roteiro Jovem – Ansiedade – As preocupações da Vida – 06 de Dezembro

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

ROTEIRO DA REUNIÃO DE CÉLULA SEMANAL JOVEM

Tema: Ansiedade – As preocupações da vida.

Encontro

  • Fraternidade: Oração pelo alimento e partilha do Lanche.

Exaltação

  • Salmo: 46 (NTLH) / 47 em outras traduções.
  • Oração: Partilhar das intenções pessoais e orar pelos irmãos. Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Vamos apresentar nossos desafios perante o Senhor! Suas ansiedades…
  • Músicas: Acalma o meu coração / Cuidas de Mim.

EDIFICAÇÃO

  • Escritura: Filipenses 4, 6; Mateus 6, 33-34; Efésios 3, 20-21. (Importante lerem as 3 passagens)
  • Frases para decorar: “Não se preocupem com nada e peçam a Deus o que precisam”. (Fl 4, 6)

 PARTILHA DO LÍDER

Vivemos numa sociedade urgente, rápida e ansiosa. Nunca os jovens tiveram uma mente tão agitada e estressada. Paciência e tolerância a contrariedades estão se tornando artigos de luxo.

A palavra de Deus nos orienta a não andarmos ansiosos. Que grande desafio, pois todos nós somos ansiosos, alguns um pouco mais, outros um pouco menos, mas todos o somos.

A ansiedade é um sentimento colocado por Deus em nós, tem um propósito quando equilibrada. Na verdade, serve até como um mecanismo de defesa. A pessoa ansiosa demais vive num estado de alerta constante por algo que possa lhe acontecer e isso desencadeia outros problemas. Aflição, agonia, impaciência, inquietação… Estes são todos sintomas da ansiedade descontrolada.

Contudo, ao longo da vida, notamos que muitas dessas preocupações se resolvem e desaparecem de uma maneira simples e natural. Por este motivo, a Bíblia nos encoraja a sempre confiarmos plenamente em Deus, no Seu amor, cuidado e sustento para conosco.

Devemos então caminhar confiantes, depositando aos pés da cruz nossas maiores dificuldades e sonhos, pois o salmista nos garante que Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.

APLICAÇÃO PESSOAL

  1. Você se considera um jovem ansioso? Comente.
  2. Ao observar os motivos que lhe trazem ansiedade no dia a dia? Quais momentos te deixam ansioso?
  3. Que atitudes devemos ter para demonstrar coragem e confiança no Senhor em situações de dificuldade e ansiedade? Como não se desesperar?

CONCLUSÃO

Nosso Deus é organizado. Somos convidados a sermos também. Quando mantemos nossa vida em equilíbrio e organizados dentro do possível, as coisas se tornam menos complicadas. Quando colocamos nossa confiança no Senhor, a esperança e fé diminuem nossa ansiedade.

Não significa ficar parado ou não tomar providencias necessárias na vida, mas sim não nos desesperarmos perante as situações de espera e que exigem a fé acima de nossas habilidades.

Uma sugestão é listar as prioridades a resolver e confia-las a Deus. Uma coisa de cada vez. O Senhor mostrará os caminhos. (Sugestão leitura: Pagina 80 – Livro Faz-me Fiel)

EVANGELISMO

Convidar nossos alvos a VISITAR a célula.

Nesta semana confiaremos nossos plano e ansiedades nas mãos de Deus, faremos a nossa parte e a parte de Deus nós esperaremos confiantes. Peçamos ao Senhor em nossas orações para termos um corpo, alma e espirito maduro e confiante.

ENTREGA

  • Rezemos pela Comunidade Fidelidade e sua obra.
  • Vamos orar por todas as células da Comunidade Fidelidade e todos os líderes e auxiliares.

AVISOS

Lembrar a célula da importância de participar das missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês.

Próxima Grande Célula será dia 06 de fevereiro de 2016.

Convidar para ajudar na limpeza do salão SJPII conforme escala recebida.

Lembre-se de que a célula acontece todos os dias, 24 horas por dia. A reunião da célula que acontece semanalmente é o encontro de relacionamento.

Oração para todos: Senhor, só tu conheces o meu coração, por isso, com fé e humildade, peço-te a graça de aprender a lan­çar sobre ti as minhas ansiedades e preocupações.

Quero me abandonar em teus braços, confiar e aguardar serenamente a tua ação em minha vida! Guarda meus pensamentos, sentimentos e meus sentidos para que eu não tenha tanta preocupação.

Ajuda-me a manter minha mente centrada no que é bom para mim e para o teu Reino. Confio em ti e em tua Palavra. Entrego-te todas as minhas ansiedades e preocupações. Cura-me de toda preocupação excessiva!

Roteiro – Ansiedade – As Preocupações da Vida – 07/12 a 13/12

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

=> Download da versão para Impressão ou dispositivos – ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 0712 a 1312

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: http://comunidadefidelidade.com/newsite/?p=28261

Tema: Ansiedade – As preocupações da vida.

Encontro

  • Fraternidade: Oração pelo alimento e partilha do Lanche.

Exaltação

  • Salmo: 46 (NTLH) / 47 em outras traduções.
  • Oração: Partilhar das intenções pessoais e orar pelos irmãos. Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Vamos apresentar nossos desafios perante o Senhor! Suas ansiedades…
  • Músicas: Acalma o meu coração / Cuidas de Mim.

EDIFICAÇÃO

  • Escritura: Filipenses 4, 6; Mateus 6, 33-34; Efésios 3, 20-21. (Importante lerem as 3 passagens)
  • Frases para decorar: “Não se preocupem com nada e peçam a Deus o que precisam”. (Fl 4, 6)

PARTILHA DO LÍDER

Vivemos numa sociedade urgente, rápida e ansiosa. Nunca as pessoas tiveram uma mente tão agitada e estressada. Paciência e tolerância a contrariedades estão se tornando artigos de luxo.

A palavra de Deus nos orienta a não andarmos ansiosos. Que grande desafio, pois todos nós somos ansiosos, alguns um pouco mais, outros um pouco menos, mas todos o somos.

A ansiedade é um sentimento colocado por Deus em nós, tem um propósito quando equilibrada. Na verdade, serve até como um mecanismo de defesa. A pessoa ansiosa demais vive num estado de alerta constante por algo que possa lhe acontecer e isso desencadeia outros problemas. Aflição, agonia, impaciência, inquietação… Estes são todos sintomas da ansiedade descontrolada.

Contudo, ao longo da vida, notamos que muitas dessas preocupações se resolvem e desaparecem de uma maneira simples e natural. Por este motivo, a Bíblia nos encoraja a sempre confiarmos plenamente em Deus, no Seu amor, cuidado e sustento para conosco.

Devemos então caminhar confiantes, depositando aos pés da cruz nossas maiores dificuldades e sonhos, pois o salmista nos garante que Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.

APLICAÇÃO PESSOAL

  1. Você se considera uma pessoa ansiosa? Comente.
  2. Ao observar os motivos que lhe trouxeram ansiedade no passado, como você os avalia hoje?
  3. Que atitudes devemos ter para demonstrar coragem e confiança no Senhor em situações de dificuldade e ansiedade? Como não se desesperar?

CONCLUSÃO

Nosso Deus é organizado. Somos convidados a sermos também. Quando mantemos nossa vida em equilíbrio e organizados dentro do possível, as coisas se tornam menos complicadas. Quando colocamos nossa confiança no Senhor, a esperança e fé diminuem nossa ansiedade.

Não significa ficar parado ou não tomar providencias necessárias na vida, mas sim não nos desesperarmos perante as situações de espera e que exigem a fé acima de nossas habilidades.

Uma sugestão é listar as prioridades a resolver e confia-las a Deus. Uma coisa de cada vez. O Senhor mostrará os caminhos. (Sugestão leitura: Pagina 80 – Livro Faz-me Fiel)

EVANGELISMO

Convidar nossos alvos a VISITAR a célula.

Nesta semana confiaremos nossos plano e ansiedades nas mãos de Deus, faremos a nossa parte e a parte de Deus nós esperaremos confiantes. Peçamos ao Senhor em nossas orações para termos um corpo, alma e espirito maduro e confiante.

ENTREGA

  • Rezemos pela Comunidade Fidelidade e sua obra.
  • Vamos orar por todas as células da Comunidade Fidelidade e todos os líderes e auxiliares.

AVISOS

Lembrar a célula da importância de participar das missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês.

Próxima Grande Célula será dia 06 de fevereiro de 2016.

Convidar para ajudar na limpeza do salão SJPII conforme escala recebida.

Lembre-se de que a célula acontece todos os dias, 24 horas por dia. A reunião da célula que acontece semanalmente é o encontro de relacionamento.

Oração para todos: Senhor, só tu conheces o meu coração, por isso, com fé e humildade, peço-te a graça de aprender a lan­çar sobre ti as minhas ansiedades e preocupações.

Quero me abandonar em teus braços, confiar e aguardar serenamente a tua ação em minha vida! Guarda meus pensamentos, sentimentos e meus sentidos para que eu não tenha tanta preocupação.

Ajuda-me a manter minha mente centrada no que é bom para mim e para o teu Reino. Confio em ti e em tua Palavra. Entrego-te todas as minhas ansiedades e preocupações. Cura-me de toda preocupação excessiva!

Qual a diferença entre corpo, alma e espírito?

Por | FORMAÇÕES

Você, católico, saberia explicar isso se alguém lhe perguntasse?

No Novo Testamento a distinção entre corpo, alma e espírito aparece somente uma única vez. São Paulo assim diz na I Carta aos Tessalonicenses: “Que o próprio Deus da paz vos santifique inteiramente, e que todo o vosso ser – o espírito, alma e o corpo – seja guardado irrepreensível para a vinda do Senhor Jesus Cristo! (5,23). O Catecismo, por sua vez, explica essa passagem:

Por vezes ocorre que a alma aparece distinta do espírito. Assim, São Paulo ora para que nosso “ser inteiro, o espírito, a alma e o corpo”, seja guardado irrepreensível na Vinda do Senhor. A Igreja ensina que esta distinção não introduz uma dualidade na alma. “Espírito” significa que o homem está ordenado desde a sua criação para o seu fim sobrenatural, e que sua alma é capaz de ser elevada gratuitamente à comunhão com Deus. (367)

Atualmente existe uma tendência dos teólogos em dizer que o ser humano não possui alma, pois isto seria uma visão dualista, platônica e que não corresponderia ao pensamento bíblico, judeu. Nada mais equivocado.

No Antigo Testamento, durante muito tempo não se falou em “ressurreição dos corpos”. pelo contrário, cria-se que a pessoa vivia no “sheol”, eram “refrains”, cuja existência era sombria, até mesmo umbrátil.

Aos poucos, Deus foi revelando que aquelas “sombras” na verdade continuavam tendo personalidade e que os bons eram abençoados e os maus punidos. A ideia de que ao término de sua vida a pessoa era recompensada – embora ainda não se falasse em ressurreição – estava bem clara no Antigo Testamento como um segundo passo, já na época dos Profetas.

O terceiro passo começar a surgir. Após a morte, no fim dos tempos, o corpo e alma irão se unir e haverá a ressurreição dos mortos. Logo após vem o Novo Testamento.

Nosso Senhor Jesus Cristo diz ao Bom Ladrão na Cruz: “Em verdade te digo: hoje estarás comigo no Paraíso”(Lc 23,3). Ora, o “hoje” a que Ele se refere só pode dizer respeito à alma do Bom Ladrão, pois o corpo, evidentemente, seria sepultado, assim como o corpo de Jesus também o foi.

No Novo Testamento quando uma pessoa morre existe uma punição eterna ou uma recompensa eterna e no final dos tempos haverá também a ressurreição dos mortos. É uma distinção clara entre o corpo e a alma.

O Catecismo ensina que o corpo e a alma são uma só natureza humana, não são duas naturezas que se unem, mas uma só realidade e, com a ruptura dessa realidade única chamada morte, algo terrível acontece, algo que não estava nos planos de Deus. Mesmo assim o homem é corpo e alma, material e espiritual respectivamente.

Por que, então, São Paulo fala de “corpo, alma e espírito”? Recordando que a Igreja ensina com toda clareza que não são duas almas, mas corpo e alma. Existe, contudo, na única alma humana, o lugar onde Deus habita. Trata-se do “espírito”, ou seja, uma realidade sobrenatural que existe nos homens.

Assim, aqueles que são filhos de Deus batizados – corpo e alma – pelo fato de serem templo de Deus, possuem um “lugar” onde Deus habita. É possível dizer também que o lugar onde Deus habita enquanto Espírito Santo é que o se chama de “espírito”.

A alma como um todo é responsável por diversas coisas: inteligência, vontade, fantasias, etc., mas nem tudo isso é o lugar onde Deus habita. Este é lugar mais profundo do homem, onde ele é ele mesmo de tal forma que não é mais ele e sim Deus. “Interior intimo meo”, como definiu Santo Agostinho.

O ser humano não foi abandonado a si mesmo, natureza pura. Dentro de sua natureza existe uma outra natureza, o sobrenatural, a presença de Deus. A natureza agraciada por Deus (nos pagãos é a graça de Cristo). Mas os batizados possuem uma consistênvia ainda maior, pois podem e devem reconhecer que são filhos de Deus, templos do Espírito Santo.

Confira o Vídeo

O que o inimigo mais quer é destruir os casamentos

Por | PARTILHA DO FUNDADOR

Quero reprisar aqui as falas de Monsenhor Jonas. Muito importante!

Se formos do Senhor, o mal tentará nos destruir, mas não podemos ceder às tentações. “Não é contra homens de carne e sangue que estamos lutamos, mas contra o príncipe deste mundo, por isso revesti-vos com a armadura de Cristo” (Efésios 6).

uma-exortacao-para-quem-e-casado-600x300

Nenhum de nós pode paparicar o demônio, nós cristãos não podemos dar ao inimigo a “comida” de que ele gosta. Se você assiste à filmes pornográficos para melhorar seu desempenho sexual, por exemplo, eu lhe digo, meu filho, que seu desempenho não vai melhorar com esses filmes, mas sim com amor e carinho.

Não é possível viver dessa forma, porque os filmes pornográficos matam o casamento. Se você vive como cristão, o maligno não terá vez na sua vida conjugal.

Com minha bênção,

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Quando viu o coração do seu filho bater no ventre, desistiu do aborto e agora conta sua história

Por | NOTÍCIAS

“Quando fiquei grávida, não tinha ninguém”, recorda Claire Crawford, uma jovem mãe que mora em Misisipi (Estados Unidos) e que, apesar de todas as contrariedades, rejeitou o aborto quando tinha 18 anos de idade. Seu testemunho foi divulgado no blog da plataforma pró-vida americana ‘Estudantes pela Vida’ (Students for Life).

“Venho de uma família numerosa”, relata a jovem. “Meus pais cometeram erros, como todos, mas sempre me deram tudo o que necessitava. Inclusive, meu pai juntava um dinheiro para pagar a minha universidade, desde quando era um bebê. Cresci em uma boa vizinhança. Dirigia um automóvel bonito e frequentei uma boa escola”.

Apesar de tudo isto, lamenta, “quando fiquei grávida, não tinha ninguém. Fiz algumas escolhas antes de engravidar e estas me levaram a tal situação. Nem podia acreditar que de verdade estava grávida”.

Claire assinala: “O pai de meu filho e eu tivemos uma relação difícil e se tornou cada vez mais difícil. Mas ele era tudo o que tinha. Infelizmente nos separamos quando eu tinha aproximadamente 7 meses de gestação”.

Mas sua complicada situação não foi uma desculpa para acabar com a vida de seu bebê.

“Inclusive sem trabalho, automóvel e dinheiro, sabia que queria ter o meu bebê e ia trabalhar o quanto fosse possível para que isso pudesse acontecer. ‘Onde há força de vontade, há uma solução’ era minha frase favorita para dizer àqueles que me questionavam”, recorda.

Em sua gravidez, escreve Claire, “chorei amargamente durante muitos dias”, e inclusive houve ocasiões “nas quais pensava que deveria ter ou sofrer um aborto. Implorava a Deus que me ajudasse”.

Anja, uma estudante pró-vida com quem tinha uma grande amizade, levou Claire a um Center for Pregnancy Choices (CPC, centro pró-vida), onde fez uma ecografia gratuita. Nessa ocasião estava com 11 semanas e 6 dias de gestação.

 “Vi o meu pequeno bebê. Escutei o seu coração bater. Fiquei alegre e nervosa, tentando controlar as minhas lágrimas, enquanto via meu pequeno bebê pular e dançar. Nesse momento foi quando decidi que ia fazer isto, custe o que custar”.

Mas as dificuldades não acabaram e em diversas ocasiões puseram à prova sua confiança em si mesma.

“Abandonei a universidade e perdi meus dois trabalhos quando tinha cinco meses de gravidez, ainda sem saber o que ia fazer ou como ia sustentar o meu bebê com apenas um dinheiro que economizava. Rezei a Deus a fim de que me iluminasse para fazer o que seria melhor para meu filho”.

Em seguida, Claire confessou: “Estou envergonhada de admiti-lo agora, mas vou ser franca. Havia momentos nos quais desejava ter abortado o meu bebê”. Entretanto, recorda, sua amiga Anja estava aí para ajudá-la no que precisasse.

Com 16 semanas de gestação, Claire contou para sua mãe que estava esperando um bebê. A notícia revitalizou a relação e ela pôde voltar para sua casa para comemorar seus 18 anos, quando estava com 8 meses de gravidez

“Minha mamãe comprou para Taylan suas primeiras mantas, babadores, pijamas, etc. Depois de algum tempo, ela finalmente aceitou minha gravidez e estava muito emocionada, pois seria avó pela primeira vez”.

O pequeno Taylan nasceu no dia 30 de julho deste ano. Apesar de “ainda existir vários desafios e momentos difíceis”, Claire assegura: “Minha vida sem ele não seria nada”.

Segundo Claire, compartilhar sua história poderia ajudar alguém a “ter a esperança que necessitam para seguir em frente”.

“Durante a minha gestação, passei por um dos momentos mais difíceis de minha vida, mas teve o melhor resultado. Faço aproximadamente 98 por cento do que devo fazer como mãe, com pouca ajuda. Nunca amei tanto alguém na minha vida”, conclui Claire.

WASHINGTON DC, 06 Nov. 15 / 04:26 pm (ACI/EWTN Noticias)

Vídeo sobre o Pai Nosso é proibido na Inglaterra

Por | NOTÍCIAS

Um anúncio com a oração Pai Nosso (Lord’s Prayer), produzido pela igreja anglicana, foi proibido pela maioria dos cinemas do Reino Unido com alegação de que “poderia ofender” pessoas com um pensamento distinto.

O vídeo, que dura aproximadamente um minuto, seria apresentado minutos antes da estreia do novo filme Star Wars: Episódio VII – O despertar da força. Faz parte da campanha “Just Pray” (“Somente reza”), que tem como lema “a oração é para todos”.

Apesar de ter sido aprovado pela Autoridade de Publicidade do Cinema e a Junta Britânica para Classificação de Cinema, a agência Digital Cinema Medeia (DCM) – a qual organiza a publicidade de 80 por cento de salas de cinema do país – se recusou a difundir o vídeo da igreja anglicana porque “corre o risco ofender o público”.

A medida causou profunda indignação na opinião pública britânica, até que o famoso cientista ateu Richard Dawkins assinalou ao jornal ‘The Guardian’: “Me oponho fortemente a suprimir os anúncios com o argumento de que poderiam ‘ofender’ as pessoas”.

“Se alguém se ‘ofender’ por algo tão banal como uma oração, merece ser ofendido”, assegurou.

A imprensa britânica reportou ainda que o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, acha que a proibição do vídeo Pai Nosso é “ridícula”.

Através de sua conta no Twitter, o prefeito de Londres, Brian Johnson, qualificou a proibição da oração do Pai Nosso como “revoltante”.

Johnson assinalou que “esta é uma oração que existe há mais de dois mil anos e informa (sic) toda nossa cultura. Esperaria que todos os cinemas voltassem atrás na sua decisão”.

A igreja anglicana se manifestou “desconcertada” devido a proibição dos cinemas e advertiu em um comunicado que “a decisão ‘simplesmente boba’ (dos cinemas) poderia ter um ‘efeito revoltante’ na liberdade de expressão”.

No “fracasso” da cruz Cristo revela qual é a força de seu reino

Por | PALAVRA DA IGREJA

Na Solenidade de Cristo Rei do Universo, celebrada ontem pela Igreja, o Papa Francisco refletiu sobre a necessidade que o cristão tem de entender que a força do reino do Senhor é o amor e que Ele se revela como soberano no “fracasso” da cruz no calvário, como o fez o bom ladrão.

Diante de milhares de fiéis presentes, o Santo Padre explicou: “Dizer que ‘Jesus deu a vida pelo mundo’ é verdadeiro, mas é mais belo dizer: ‘Jesus deu a sua vida por mim’. E hoje aqui na praça, cada um de nós diga em seu coração: ‘Deu a vida por mim’, para salvar cada um de nós dos nossos pecados”.

“Quem entendeu isto? Entendeu bem um dos dois malfeitores que foram crucificados com Ele, conhecido como o ‘bom ladrão’, que suplica: ‘Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino’. Ele era um malfeitor, era um corrupto que foi condenado à morte por causa da brutalidade que cometeu na vida. Mas ele viu na atitude de Jesus, na humildade de Jesus o amor. Esta é a força do reino de Cristo: o amor”.

Depois de afirmar que Cristo se revelou como rei na cruz, o Papa indicou que quem olha para ela “não pode não ver a surpreendente gratuidade do amor, mas algum de vocês poderia dizer: ‘mas, Padre, isto foi um fracasso!’ É justamente no fracasso do pecado – o pecado é um fracasso –, no fracasso da ambição humana, que podemos ver o triunfo da cruz, aí está a gratuidade do amor”.

“No fracasso da cruz se vê o amor, este amor que é gratuito, que Jesus nos dá. Falar de potência e de força para o cristão, significa fazer referência ao poder da Cruz e à força do amor de Jesus: um amor que permanece firme e íntegro, mesmo diante da recusa, que surge como o cumprimento de uma vida gasta na oferta total de si em favor da humanidade”, prosseguiu o Pontífice.

“No calvário, os circunstantes e os líderes ridicularizam Jesus pregado na cruz e lançam o desafio: ‘Salva-te a ti mesmo, e desce da cruz’. Mas, paradoxalmente a verdade de Jesus é aquela que em tom de zombaria seus adversários lançam sobre Ele: ‘não pode salvar-se a si mesmo!’”.

Em seguida, o Papa precisou: “Se Jesus tivesse descido da cruz, teria cedido à tentação do príncipe deste mundo, ao invés, Ele não salva a si mesmo justamente para poder salvar os outros, porque deu a sua vida por nós, por cada um de nós”.

Quando Jesus se apresenta ante o Pilatos como rei de um reino que “não é deste mundo”, isto “não significa que Cristo seja rei de outro mundo, mas rei de outra maneira, mas é rei neste mundo”.

“Trata-se de uma contraposição entre duas lógicas: a lógica mundana apoiada na ambição e na competição combate com as armas do medo, da chantagem e da manipulação das consciências. A lógica do Evangelho, a de Jesus, ao contrário, expressa na humildade e na gratuidade, afirma-se silenciosamente, mas eficazmente com a força da verdade”, enfatizou o Santo Padre.

“Olhemos para a cruz do bom ladrão e digamos todos juntos aquilo que disse o bom ladrão: ‘Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino’. Pedir a Jesus, quando nos encontramos frágeis, pecadores, derrotados, para nos guardar e dizer: ‘O Senhor está aí. Não se esqueça de mim’”.

Ao finalizar sua reflexão, o Papa Francisco disse: “Diante de tantas dilacerações no mundo e das demasiadas feridas na carne dos homens, peçamos a Nossa Senhora que nos ampare no nosso esforço a fim de imitar Jesus, nosso rei, tornando presente o seu reino com gestos de ternura, de compreensão e de misericórdia”.

Roteiro Jovem – Uma Juventude bem vivida – 29 de Novembro

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

Roteiro para Célula Jovem –>   ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA JOVEM – 29 NOVEMBRO

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em – http://comunidadefidelidade.com/newsite/?p=28261

ROTEIRO DA REUNIÃO DE CÉLULA SEMANAL JOVEM

Tema da Reunião: Uma juventude bem vivida

Encontro

  • Fraternidade: Oração e Partilha do Lanche.

Exaltação

  • Salmo: Salmo 66, 1-4 (NTLH)
  • Oração: Ore por todas as pessoas que moram na casa que hoje recebe a Célula. Ore para que Deus se agrade de tudo que vamos fazer neste encontro.
  • Músicas: A escolha

EDIFICAÇÃO

  • Escritura: Eclesiastes 11, 9 / 12, 1

 PARTILHA DO LIDER

A juventude é uma parte importante e linda de nossas vidas. Todos nós nos consideramos jovens por muito tempo, não é mesmo? É justamente nesta fase que construímos nosso sonhos e metas, planejamos a nossa vida e tentamos definir um “futuro”.

Imagine toda essa responsabilidade sem ter Deus no comando… Vamos hoje avaliar como temos vivido a nossa juventude.

APLICAÇÃO PESSOAL

  1. Compartilhe quais são seus planos como jovem e como você tem vivido para alcança-los.
  2. Como você vê a juventude no mundo hoje? Quais são as prioridades dos jovens atuais?
  3. Como você entendeu o versículo 9 do texto?
  4. Onde Deus se encaixa em sua juventude? Nas suas escolhas?

CONCLUSÃO

Jesus, desde sua juventude nos ensinou como deveríamos viver. Quando ainda jovem, Ele conhecia e praticava a palavra de Deus. Seu exemplo de fé e coragem deve nos inspirar a viver como jovens fiéis e de coragem religiosa. Viver plenamente e nossa juventude amando a Deus acima de todas as coisas, reconhecendo-O como Senhor e Salvador.

EVANGELISMO

  • Colheita: Esta semana viveremos mais como jovens Cristãos, dando exemplo de amor e solidariedade, testemunhando nossa fé por ações de bondade e compaixão. Muito mais que falar, devemos agir como o Cristo
  • Quem convidaremos esta semana para célula jovem? Diga nomes…

 ENTREGA

  • Rezemos pela Comunidade Fidelidade e sua obra. Compartilhem e orem uns pelos outros, pois: “Se pedirmos alguma coisa segundo a Sua vontade, Ele nos ouve” (1João 5, 14b).
  • Rezarem pelos líderes de sua célula, por novos líderes (auxiliares) discípulos e pela Multiplicação de sua célula. Intenções dos irmãos.

Oração do Jovem: Ó Cristo Jesus, Tu foste jovem como eu. Soubeste como ninguém viver os anos mais belos da Tua vida. Deste-me exemplo de uma juventude sem sombras nem pesadelos. Conheces o meu coração e as minhas aspirações. Conheces também as minhas ansiedades e sabes como é difícil ser jovem hoje. Ensina-me a ser jovem.

Dá-me um coração bom e puro, manso e humilde como o Teu. Purifica os meus pensamentos e desejos, os meus olhares, palavras e ações. Põe no meu coração os Teus sentimentos de amor, de entusiasmo e de disponibilidade para realizar a vontade do Pai. Torna-me capaz de anunciar a Verdade, a Paz, o Amor e de fazer de Ti o Coração do Mundo. Quero, com a Tua ajuda, testemunhar o Evangelho, para que o mundo se torne mais belo e os homens vivam como irmãos. Amém!

ENTREGA

  • Rezemos pela Comunidade Fidelidade e sua obra.
  • Vamos orar por todas as novas células da Comunidade Fidelidade e todos os líderes e auxiliares.
  • Rezemos pelos pedidos e intenções de nossos irmãos de célula.

AVISOS

Lembrar a célula da importância de participar das missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês.

Próxima Grande Célula será dia 05 de dezembro. Nossa última Grande Célula de 2015!

Vamos levar uma Partilha e muito ânimo!

Convidar para ajudar na limpeza do salão SJPII conforme escala recebida.

ATENÇÃO JOVENS MULHERES! Dia 06 de Dezembro – Grande Célula das Mulheres as 16h00 no Salão SJPII.

Lembre-se de que a célula acontece todos os dias, 24 horas por dia. A reunião da célula que acontece semanalmente é o encontro de relacionamento.

Roteiro – Perdoar. A começar por mim e em mim. 30/11 à 06/12

Por | ROTEIRO DAS CÉLULAS

=> Download da versão para Impressão ou dispositivos – ROTEIRO DA REUNIaO DE CeLULA SEMANAL – 3011 a 0612.docx

Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: http://comunidadefidelidade.com/newsite/?p=28261

ROTEIRO DA REUNIÃO DE CÉLULA SEMANAL – 30/11 a 06/12

Tema da Reunião: Perdoar. A começar em mim e por mim…

Encontro

  • Fraternidade: Oração pelo alimento e partilha do Lanche.

Exaltação

  • Salmo: 51, 1-13 (NTLH) / 50, 1-13 em outras traduções.
  • Oração: Partilhar das intenções pessoais e orar pelos irmãos. Quando oramos com o coração sincero, Deus sempre nos ouve. Precisamos também ouvir o que Deus tem a nos dizer. Compartilhe seus pedidos de oração, apresentem a Deus e busquem ouvir Sua resposta!
  • Músicas: Conheço um coração / Tudo é do pai.

EDIFICAÇÃO

  • Escritura: Mateus 18.21-22
  • Frases para decorar: “Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes? ” Jesus respondeu: “Eu lhe digo: Não até sete, mas até setenta vezes sete.”.

PARTILHA DO LIDER

Uma das coisas mais complicadas nos relacionamentos humanos é a questão do perdão. Todos nós somos tentados a achar que sempre temos razão e que o erro é do outro.

Endurecemos o coração e ficamos sempre esperando que a iniciativa de reconciliação e pedido de desculpas, ou perdão, venha primeiro da outra pessoa.

Jesus, na conhecida oração do “Pai Nosso”, nos leva a dizer “perdoa as nossas ofensas (pecados), assim como… pois também perdoamos a todos os que nos tem ofendido. ” Será que na prática agimos assim mesmo?

É mais fácil lembrar de algo que você fez ou falou que possa ter machucado alguém OU mais fácil lembrar de alguém que nos ofendeu?

Isso mostra a dificuldade do perdão, porque nós nos defendemos a todo custo…  Vamos compartilhar um pouco como tem sido nossa prática de pedir perdão e perdoar.

APLICAÇÃO PESSOAL

  1. Como você reage quando alguém faz algo que, aos seus olhos, lhe prejudicou?
  2. O nos leva à sempre esperar que a outra pessoa tome iniciativa de pedir desculpas ou perdão primeiro?
  3. A expressão de Jesus para Pedro, “setenta vezes sete”, nos faz entender que sempre devemos perdoar as pessoas. Como você acha que isso é possível?
  4. Você já teve alguma experiência onde o perdão foi fundamental para promover reconciliação e paz? Compartilhe.

CONCLUSÃO

Nossos pecados nos afastam de Deus, mas Ele providenciou uma forma de reconciliação. Deus tomou a iniciativa de enviar seu Filho para nos proporcionar perdão. Somos perdoados também pelo reconhecimento e confissão de nossos pecados. Quanto tempo não se confessa?

Você já se sentiu perdoado por Deus por algo que você fez de errado? Quando confessamos nossos pecados a Deus e pedimos perdão, Deus nos perdoa e esquece. “Dos seus pecados e iniquidades não me lembrarei mais. ” (Hebreus 10.17)

EVANGELISMO

Colheita: Convidar nossos alvos a visitar a célula.

Não sejamos orgulhosos a ponto de não perceber os próprios erros e querer que somente o outro venha se desculpar e pedir perdão.

O perdão é libertador, principalmente para quem é humilde e toma a iniciativa de pedir perdão. Promova sempre a reconciliação e a paz, só depende de você!

Se necessário escolha um local apropriado para conversar e pedir perdão a quem Deus te revelou.

Oração para todos: Senhor, perdoa-me, pois tenho estado com o coração endurecido. Ajuda-me a reconhecer minha necessidade de Ti, para que eu possa perdoar aos que estão ao meu lado. Assim seja, Amém!

ENTREGA

  • Rezemos pela Comunidade Fidelidade e sua obra.
  • Vamos orar por todas as novas células da Comunidade Fidelidade e todos os líderes e auxiliares.
  • Rezemos pelos pedidos e intenções de nossos irmãos de célula.

AVISOS

Lembrar a célula da importância de participar das missas dominicais e do Grupo Parusia, principalmente da Grande Célula todos os primeiros sábados do mês.

Próxima Grande Célula será dia 05 de dezembro. Nossa última Grande Célula de 2015!

Vamos levar uma Partilha e muito ânimo!

Convidar para ajudar na limpeza do salão SJPII conforme escala recebida.

ATENÇÃO MULHERES! Dia 06 de Dezembro – Grande Célula das Mulheres as 16h00 no Salão SJPII.

Lembre-se de que a célula acontece todos os dias, 24 horas por dia. A reunião da célula que acontece semanalmente é o encontro de relacionamento.

Mais Informações – www.comunidadefidelidade.com