O dom da escuta!

Nó na garganta, vontade de desabafar, de expressar todo o turbilhão de emoções que estão interiorizadas. Para que esse nó seja desatado, há a necessidade de uma pessoa disposta a escutar, não necessariamente alguém que dê conselhos, mesmo com a melhor das intenções, mas apenas um “ouvido amigo”, uma testemunha de uma dor, de uma…

A influência da tecnologia na religião – Em defesa da Palavra impressa.

Evidentemente vivemos num mundo em que o avanço da tecnologia é cada vez mais veloz. Trabalho da área de tecnologia a mais de dez anos e convivo com isso diariamente, posso afirmar que o crescimento de informações e as inovações tecnológicas são assustadoras.

A atualização profissional e tecnológica é obrigatória e constante. Mais em análise um pouco mais profunda percebo que estas facilidades tecnológicas estão acabando com a criatividade humana, bem como seus relacionamentos.

Por que sofremos? Síntese de Partilha.

Esta semana em oração o Senhor me deu uma Palavra de consolo: “A nossa ciência é parcial, a nossa profecia é imperfeita. Quando chegar o que é perfeito, o imperfeito desaparecerá. Quando eu era criança, falava como criança, pensava como criança, raciocinava como criança. Desde que me tornei homem, eliminei as coisas de criança. Hoje vemos como por um espelho, confusamente; mas então veremos face a face. Hoje conheço em parte; mas então conhecerei totalmente, como eu sou conhecido.Por ora subsistem a fé, a esperança e a caridade – as três. Porém, a maior delas é a caridade.” Cor 13, 9.

Pela primeira vez em quase 2.000 anos, praticamente não existem mais cristãos na cidade antiga de Mossul, Iraque.

Pela primeira vez em quase 2.000 anos, praticamente não existem mais cristãos na cidade antiga de Mossul, no norte do Iraque, um dos primeiros locais de implantação do cristianismo. Esse é só mais um passo em uma tragédia que nada nos últimos 30 anos parece conseguir deter: a extinção dos cristãos nessa parte do Oriente Médio…

O que são células?

Células são grupos de relacionamento constituídos de 8 até 15 pessoas que se reúnem semanalmente como uma família, e que têm compromisso de participar nas atividades da Igreja local (alguma comunidade maior). Nelas, vivencia-se os 5 propósitos de Deus para a Igreja – koinonya/comunhão fraterna; liturgia/louvor e adoração; catequese/edificação dos discípulos pela Palavra; martyria/anúncio de Cristo; diakonia/serviço uns aos outros.…

A amoreira caiu! Uma reflexão em parábola.

Uma reflexão sobre a nossa amoreira.

Ela sempre esteve lá, desde o início, aguentou muita coisa, passou pelas construções. Foram 11 anos juntos com a comunidade. Ela nos viu chegar e construir em sua volta, mais ela já tinha muitos mais anos de vida.
Dava até bons frutos, alimentava, era útil, sombreava nossos encontros e fraternidades. Era as vezes seca, por algumas vezes foi podada, aceitou a poda e se tornou muito mais bela e frutuosa. Mais para nossa surpresa ela ficou podre por dentro, oca, foi consumida por parasitas e não aguentou mais uma, caiu!
Mas na sua queda nos deixou algo a refletir: “Portanto, quem pensa estar de pé veja que não caia.” I Cor 10, 12.

Vida fraterna em Comunidade.

Formação para a vida fraterna no dia de hoje.

… Depois da dimensão espiritual, o segundo elemento fundamental e inegociável para a formação é a vida fraterna em comunidade. A exigência é passar da vida em comum à comunhão de vida, a maneira de vivenciá-la muda de acordo com o carisma, podem ser secundários os modelos sociológicos de comunidade religiosa, as formas de organização e os ritmos comunitários, contudo o essencial permanece: uma vida fraterna em comunidade que mostra ao mundo em que consiste o amor cristão: uma vida fraterna em comunidade que chega a ser uma verdadeira família unida em Cristo, onde cada um manifesta ao outro o que está precisando e onde todos podem alcançar o pleno amadurecimento humano, cristão e religioso.