Category

CANAIS FIDELIDADE

Lançamento! Livro “Ser Mãe” de Monica Tinti

Por | - ULTIMAS, DESTAQUES

No dia 03 de Agosto às 19h00 na Grande Célula Especial.

Uma noite de bençãos com mais um lançamento na Fidelidade. Um livro para evangelização e cura das mães e famílias. “Ser Mãe”, A perfeição do amor materno.

Não fique de fora e venha participar. Uma noite com coquetel e dedicatórias. Você e sua família são nossos convidados de honra!

Toda a venda do livro será revertida na Capela Nossa Senhora das Graças.

Tríduo de São Bento

Por | - ULTIMAS, DESTAQUES

Tríduo e Missa de São Bento no Salão SJPII

  • 09 de Julho – Orações às 19h30 – 1º dia do Tríduo.
  • 10 de Julho – Orações às 19h30 – 2º dia do Tríduo.
  • 11 de Julho – Missa de São Bento e oração do 3º dia do Tríduo com a Benção do Sal, bolo e das Medalhas. Padre Frei Diego, CMES.
  • Você pode trazer seu Kilo de Sal para ser abençoado.
  • Teremos Medalhas e bolo de São Bento no dia.
  • Será distribuído sal de São Bento em pequenas porções gratuitamente.
  • Todos os dias – Aberto a todos! Participe!

Roteiro – Faça ao outro o que quer que o outro faça a você – 03 a 09 de Junho

Por | - ULTIMAS, CANAIS FIDELIDADE, ROTEIRO DAS CÉLULAS

Download do Roteiro da Semana

As célula que quiserem participar da Novena de Santo Antônio podem combinar de se encontrarem na Igreja. Mas deve ser combinado e aprovado por todos da célula.
ROTEIRO DA REUNIAO DE CELULA SEMANAL – 03 a 09 de Junho Leiam o roteiro com atenção. Ore e estude a proposta e a palavra de Deus com antecedência. ================================================================ Líder, incentive e participe da Grande Célula e do Grupo Parusia de Oração! Download da declaração de Ideais para Imprimir: DECLARAÇÃO DE IDEAIS Confira também o livreto de boas vindas à Célula em: Livro de Boas Vindas para as Células Livreto de Músicas: MUSICAS PARA CELULA LIVRETO

Almoço Beneficente

Por | GALERIA DE FOTOS, NOTÍCIAS

Em prol da construção da Capela N.S das Graças

Confira como foi o Almoço Beneficente que aconteceu em Maio dia 26 , na nossa sede em São Bernardo do Campo, dia de fraternidade e serviço .

Confira as fotos:

Noite de Adoração Parusia – Cura interior

Por | - ULTIMAS, DESTAQUES

Sábado dia 15.06.2019 ás 19h00

Tema: Cura Interior

Coloque aqui sua intenção para rezarmos na intercessão e no Grupo Parusia

1º e 3º Sábado do Mês às 19h00! Participe com sua família e célula!


Local – Sede da Comunidade Católica Fidelidade

Casa São Bento e Salão São João Paulo II

Rua Giuseppe Venturini, 180 – Frente – Bairro Batistini – São Bernardo do Campo – São Paulo – Cep.: 09842-005

Rua ao Lado direito da Acrilex – Rua sem Saída.


Veja o mapa de como chegar!

Vindo do Centro pela Anchieta e saída na Servidei Demarchi

Exibir mapa ampliado

Vindo Pela Imigrantes

Exibir mapa ampliado

Vindo Pelo Rodoanel

Exibir mapa ampliado

Dicas:

Vindo do Centro de São Bernardo após passar Restaurante Florestal será a Segunda rua à Direita.

Vindo pela Imigrantes ao passar em frente a Empresa ACRILEX continuar por mais 300 Metros e fazer primeiro retorno à Esquerda, pegar pista novamente e será a Segunda rua à Direita.


Pedido de Oração para o Grupo

Jesus Cristo ressuscitou! Está vivo!

Por | - ULTIMAS, DESTAQUES

Por que procurais entre os mortos aquele que está vivo? Não está aqui, ressuscitou!(Lc 24, 5b-6). Três dias após a morte de Jesus, algumas mulheres foram ao seu túmulo, ouviram este anúncio e se tornaram mensageiras dessa boa notícia.

Também hoje a Igreja testemunha e anuncia, como fez através dos séculos: Jesus Cristo, morto na cruz, ressuscitou, está vivo e presente no meio de nós! Por infinita condescendência para conosco, Deus tornou-se próximo de nós e manifestou-nos amor sem medida, iluminou e deu sentido novo à vida através da ressurreição de Jesus.

A Páscoa, passagem das trevas para a luz, da morte para a vida, empenha-nos decididamente na superação dos sinais de morte ainda presentes na cultura e na convivência humana. O anúncio pascal traz a certeza de que a injustiça e o egoísmo, a violência e o ódio não terão a última palavra sobre a existência.

A Páscoa faz-nos abraçar a defesa da vida humana, em todas as suas fases, e da natureza, ambiente da vida, dom do Criador. O cuidado da Terra, nossa casa comum, e o zelo pela sua capacidade de acolher e abrigar a vida são cada vez mais urgentes e requerem o esforço solidário de todos; essas atitudes decorrem do respeito a Deus criador e amigo da vida.

Não é belo, não é coerente com nossa fé, não é justo com o próximo promover a violência, a cultura da morte, o desprezo à obra de Deus e à vida de nossos semelhantes. A ressurreição de Jesus Cristo revela que Deus está do lado da vida; por isso, somos convocados a estar desse lado também.

Ressuscitou! Não está mais entre os mortos! O amor de Deus, manifestado a nós na ressurreição de seu Filho Jesus Cristo, alimenta a alegria e a esperança; ao mesmo tempo, faz-nos participar da edificação da sociedade, segundo os critérios da verdade, da justiça e da solidariedade. A Páscoa de Jesus é sinal da vitória possível sobre a morte e todos os males.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, ao formular votos de feliz e abençoada Páscoa, convida todos a abraçarem, de maneira decidida, a causa da vida.

Jesus Cristo, que passou da morte para a vida, fortifique nossa esperança. O Deus da vida abençoe a todos.

A Semana Santa: símbolos e significados

Por | - ULTIMAS, FORMAÇÃO DE LIDERES, NOTÍCIAS, PARTILHA DO FUNDADOR

A Igreja propõe aos cristãos os sagrados mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição do Filho de Deus, tornado Homem, para no martírio da Cruz e na vitória sobre a morte, oferecer a todos os homens a graça da salvação.

Domingo de Ramos

O Domingo de Ramos dá início à Semana Santa e lembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, aclamado pelos judeus. A Igreja recorda os louvores da multidão cobrindo os caminhos para a passagem de Jesus, com ramos e matos proclamando: “Hosana ao Filho de Davi. Bendito o que vem em nome do Senhor”. (Lc 19, 38; Mt 21, 9). Com esse gesto, portando ramos durante a procissão, os cristãos de hoje manifestam sua fé em Jesus como Rei e Senhor.

Quinta-feira Santa

Celebramos a Instituição do Sacramento da Eucaristia. Jesus, desejoso de deixar aos homens um sinal da sua presença antes de morrer, instituiu a Eucaristia. Na Quinta-feira Santa, destacamos dois grandes acontecimentos:

Bênção dos Santos Óleos

Não se sabe com precisão, como e quando teve início a bênção conjunta dos três óleos litúrgicos. Fora de Roma, esta bênção acontecia em outros dias, como no Domingo de Ramos ou no Sábado de Aleluia. O motivo de se fixar tal celebração na Quinta-feira Santa deve-se ao fato de ser este último dia em que se celebra a missa antes da Vigília Pascal. São abençoados os seguintes óleos:

Óleo do Crisma

Uma mistura de óleo e bálsamo, significando a plenitude do Espírito Santo, revelando que o cristão deve irradiar “o bom perfume de Cristo”. É usado no sacramento da Confirmação (Crisma),quando o cristão é confirmado na graça e no dom do Espírito Santo, para viver como adulto na fé. Este óleo é usado também no sacramento para ungir os “escolhidos” que irão trabalhar no anúncio da Palavra de Deus,conduzindo o povo e santificando-o no ministério dos sacramentos. A cor que representa esse óleo é o branco ouro.

Óleo dos Catecúmenos

Catecúmenos são os que se preparam para receber o Batismo, sejam adultos ou crianças, antes do rito da água.Este óleo significa a libertação do mal, a força de Deus que penetra no catecúmeno, o liberta e prepara para o nascimento pela água e pelo Espírito. Sua cor é vermelha.

Óleo dos Enfermos

É usado no sacramento dos enfermos, conhecido erroneamente como “extrema unção”. Este óleo significa a força do Espírito de Deus para a provação da doença, para o fortalecimento da pessoa para enfrentar a dor e, inclusive a morte, se for vontade de Deus. Sua cor é roxa.

Instituição da Eucaristia e Cerimônia do Lava-pés

Com a Missa da Ceia do Senhor, celebrada na tarde de quinta-feira, a Igreja dá início ao chamado Tríduo Pascal e comemora a Última Ceia, na qual Jesus Cristo, na noite em que vai ser entregue, ofereceu a Deus Pai o seu Corpo e Sangue sob as espécies do Pão e do Vinho, e os entregou para os Apóstolos para que os tomassem, mandando-lhes também oferecer aos seus sucessores. Nesta missa faz-se, portanto, a memória da instituição da Eucaristia e do Sacerdócio. Durante a missa ocorre a cerimônia do Lava-Pés que lembra o gesto de Jesus na Última Ceia,quando lavou os pés dos seus apóstolos.

O sermão desta missa é conhecido como sermão do Mandato ou do Novo Mandamento e fala sobre a caridade ensinada e recomendada por Jesus Cristo. No final da Missa, faz-se a chamada Procissão do Translado do Santíssimo Sacramento ao altar-mor da igreja para uma capela, onde se tem o costume de fazer a adoração do Santíssimo durante toda a noite.

Sexta-feira Santa

Celebra-se a paixão e morte de Jesus Cristo. O silêncio, o jejum e a oração devem marcar este dia que, ao contrário do que muitos pensam,não deve ser vivido em clima de luto, mas de profundo respeito diante da morte do Senhor que, morrendo, foi vitorioso e trouxe a salvação para todos, ressurgindo para a vida eterna. Às 15 horas, horário em que Jesus foi morto, é celebrada a principal cerimônia do dia: a Paixão do Senhor. Ela consta de três partes: liturgia da Palavra, adoração da cruz e comunhão eucarística. Depois deste momento não há mais comunhão eucarística até que seja realizada a celebração da Páscoa, no Sábado Santo.

Sábado Santo

No Sábado Santo ou Sábado de Aleluia, a principal celebração é a “Vigília Pascal”.

Vigília Pascal

Inicia-se na noite do Sábado Santo em memória da noite santa da ressurreição gloriosa de Nosso Senhor Jesus Cristo. É a chamada “a mãe de todas as santas vigílias”, porque a Igreja mantém-se de vigília à espera da vitória do Senhor sobre a morte. Cinco elementos compõem a liturgia da Vigília Pascal: a bênção do fogo novo e do círio pascal; a proclamação da Páscoa, que é um canto de júbilo anunciando a Ressurreição do Senhor; a liturgia da Palavra, que é uma série de leituras sobre a história da Salvação; a renovação das promessas do Batismo e, por fim, a liturgia eucarística.

Domingo de Páscoa

A palavra “páscoa” vem do hebreu “Peseach” e significa “passagem”. Era vivamente comemorada pelos judeus do Antigo Testamento. A Páscoa que eles comemoram é a passagem do mar Vermelho, que ocorreu muitos anos antes de Cristo, quando Moisés conduziu o povo hebreu para fora do Egito, onde era escravo. Chegando às margens do Mar Vermelho, os judeus, perseguidos pelos exércitos do faraó teriam de atravessá-lo às pressas. Guiado por Deus, Moisés levantou seu bastão e as ondas se abriram, formando duas paredes de água, que ladeavam um corredor enxuto, por onde o povo passou.

Jesus também festejava a Páscoa. Foi o que Ele fez ao cear com seus discípulos. Condenado à morte na cruz e sepultado, ressuscitou três dias após, num domingo, logo depois da Páscoa judaica. A ressurreição de Jesus Cristo é o ponto central e mais importante da fé cristã. Através da sua ressurreição, Jesus prova que a morte não é o fim e que Ele é verdadeiramente o Filho de Deus. O temor dos discípulos em razão da morte de Jesus, na Sexta-feira, transforma-se em esperança e júbilo. É a partir deste momento que eles adquirem força para continuar anunciando a mensagem do Senhor. São celebradas missas festivas durante todo o domingo.

A data da Páscoa

A fixação das festas móveis decorre do cálculo que estabelece o Domingo da Páscoa de cada ano. A Páscoa deve ser celebrada no primeiro domingo após a primeira lua cheia que segue o equinócio da primavera, no Hemisfério Norte (21 de março). Se esse dia ocorrer depois do dia 21 de abril, a Páscoa será celebrada no domingo anterior. Se, porém, a lua cheia acontecer no dia 21 de março, sendo domingo, será celebrada dia 25 de abril.

A Páscoa não acontecerá nem antes de 22 de março, nem depois de 25 de abril. Conhecendo-se a data da Páscoa, conheceremos a das outras festas móveis. Domingo de Carnaval – 49 dias antes da Páscoa. Quarta-feira de Cinzas – 46 dias antes da Páscoa. Domingo de Ramos – 7 dias antes da Páscoa. Domingo do Espírito Santo – 49 dias depois.Corpus Christi – 60 dias depois.

Símbolos da Páscoa

Cordeiro: O cordeiro era sacrificado no templo, no primeiro dia da páscoa, como memorial da libertação do Egito, na qual o sangue do cordeiro foi o sinal que livrou os seus primogênitos. Este cordeiro era degolado no templo. Os sacerdotes derramavam seu sangue junto ao altar e a carne era comida na ceia pascal. Aquele cordeiro prefigurava a Cristo, ao qual Paulo chama “nossa páscoa” (1Cor 5, 7).

João Batista, quando está junto ao Rio Jordão em companhia de alguns discípulos e vê Jesus passando, aponta-o em dois dias consecutivos dizendo: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (Jô 1, 29e 36). Isaías o tinha visto também como cordeiro sacrificado por nossos pecados ( Is 53, 7-12). Também o Apocalipse apresenta Cristo como cordeiro sacrificado, agora vivo e glorioso no céu. ( Ap 5,6.12; 13, 8).

Pão e vinho: Na ceia do Senhor, Jesus escolheu o pão e o vinho para dar vazão ao seu amor. Representando o seu corpo e sangue, eles são dados aos seus discípulos para celebrar a vida eterna.

Cruz:  A cruz mistifica todo o significado da Páscoa na ressurreição e também no sofrimento de Cristo. No Conselho de Nicéia, em 325 d.C., Constantino decretou a cruz como símbolo oficial do cristianismo. Símbolo da Páscoa, mas símbolo primordial da fé católica.

Círio Pascal: É uma grande vela que é acesa no fogo novo, no Sábado Santo, logo no início da celebração da Vigília Pascal. Assim como o fogo destrói as trevas, a luz que é Jesus Cristo afugenta toda a treva do erro, da morte, do pecado. É o símbolo de Jesus ressuscitado, a luz dos povos. Após a bênção do fogo acende-se, nele, o Círio. Faz-se a inscrição dos algarismos do ano em curso; depois cravam-se cinco grãos de incenso que lembram as cinco chagas de Jesus, e as letras “alfa” e“ômega”, primeira e última letra do alfabeto grego, que significam o princípio e o fim de todas as coisas.

Viva bem a Quaresma e Semana Santa

Para bem viver o período da Quaresma e também a Semana Santa, preparamos conteúdos especiais sobre o caminho trilhado por Jesus, o Ressuscitado que passou pela Cruz.

Procure os horários das Missas e Celebração em sua Paróquia. A Comunidade Católica Fidelidade estará participando na Paróquia Santo Antônio. Deus abençoe e todos! Daniel Oliveira.

4 sinais de que você pode estar espiritualmente morto

Por | - ULTIMAS, DESTAQUES

Assim como há indicações de que o corpo morreu, também há sobre a morte espiritual

Ele está vivo ou está morto?

Essa é uma questão importante, não é? Como verificar se alguém está vivo ou morto? Existem sinais bem estabelecidos. Você pode verificar a respiração, verificar se há pulso, ouvir o batimento cardíaco. Até agora, estamos falando de vida física ou morte. E quanto à vida espiritual ou morte?

Mais especificamente: se você estivesse espiritualmente morto, como saberia?

Podemos considerar quatro sinais de que alguém está espiritualmente morto. Eles geralmente são encontrados juntos e não isoladamente.

Primeiro sinal:

Não há esforço. O que quero dizer com isso? Há uma resignação apática ao status quo e nenhuma aspiração por um futuro melhor. Em outras palavras: “Minhas falhas são permanentes; é assim que eu sou. Virtudes são impossíveis para mim; eu não sou esse tipo de pessoa”. Ausência de esforço tem uma semelhança familiar com o pecado mortal da preguiça (acédia), não é?

Segundo sinal:

Sem compaixão. O que quero dizer com isso? Um coração frio como pedra na presença do pecado e do sofrimento. Na presença do pecado, não há indignação pelos direitos e dignidade de Deus; não há pesar pela perda de uma alma humana. Na presença do sofrimento, não há empatia pelos aflitos, muito menos ação em favor daqueles que sofrem. Há simplesmente uma falta de movimento do corpo, mente e coração.

Considere a observação forte de Santo Agostinho: ??“a esperança tem duas lindas filhas: seus nomes são raiva e coragem. Raiva de que as coisas estejam do jeito que estão. Coragem para colocá-las no caminho que deveriam estar”. Podemos concluir que a ausência de compaixão indica ausência de esperança.

Terceiro sinal:

Sem aprendizado. O que quero dizer com isso? Uma recusa a ser ensinado sobre a santidade de Deus e sobre o nosso pecado. Quando estamos apaixonados, freqüentemente perguntamos à pessoa amada: “Diga-me mais”. Que pessoa sensata não diria “diga-me mais”, quando Jesus diz: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”? (João 14, 6) Nenhum aprendizado indica falta de humildade, isto é, falta de disponibilidade para ouvir a verdade sobre Deus e a verdade sobre nós mesmos.

Quarto sinal:

Sem arrependimento. Quase todos os párocos confirmarão isto: as filas para receber a Santa Comunhão são muito maiores do que as filas da Confissão. O que uma pessoa razoável pode inferir disso? Certamente não que o pecado tenha sido derrotado em nossa vida! Sem arrependimento refere-se a qualquer um que peca sem hesitação, sem se arrepender e sem ter vergonha. É pouco provável que uma cultura que valoriza a auto-estima mais do que a contrição produza muitos grandes santos. Como uma alma, uma cultura sem arrependimento não terá bons frutos ou futuro.

Tendo escrito essas palavras, sei que existe a tentação de pensar em como esses quatro sinais de morte espiritual podem se aplicar aos outros. Podemos ser tentados a fazer uma lista de quais sinais se aplicam a qualquer pessoa que conheçamos.

Vamos resistir a essa tentação! Em vez disso, vamos olhar para essa lista novamente, e refletir sobre a questão dos apóstolos na Última Ceia: “Sou eu, Senhor?” (Mateus 26, 22)

Se isso se aplicar a você, é hora de examinar sua consciência, planejar uma reforma da vida e confessar-se o mais rápido possível. (Sugestão útil: a menos que você tenha sido concebido de modo imaculado, você tem caído em um ou mais desses casos uma vez ou outra!)

Vamos pedir a Nosso Senhor em oração que nos revele onde essas ervas daninhas se enraizaram no jardim de nossas almas. Vamos pedir ajuda divina para arrancar essas ervas daninhas e substituí-las pelas virtudes contrárias.

Vamos compartilhar com um confidente de confiança (um diretor espiritual, o cônjuge ou alguma outra pessoa espiritualmente madura) nossos planos confirmados em oração para consertar nossas vidas. Vamos compartilhar com eles metas identificáveis ??e mensuráveis, para que, na caridade, eles possam nos ajudar a nos responsabilizarmos pela reforma que todos nós devemos empreender.

Considere isto: se nos recusarmos a admitir que a morte espiritual nos ronda, se teimosamente nos recusarmos a admitir que precisamos nos confessar, arrepender e reformar nossa vida, então estaremos dando as costas para as graças da Quaresma e às bênçãos da Páscoa. Seríamos semelhantes a Lázaro recusando-se a sair da tumba, porque dá trabalho fazer isso. Deus nos livre de tal escândalo!

Oração de libertação do vício da pornografia

Por | - ULTIMAS, DESTAQUES

Confie no poder da oração: você pode ser curado

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém!

Senhor Jesus, quero neste momento te louvar pelo dom da minha vida, por tudo aquilo que o Senhor já realizou em mim até agora; e por isso te agradeço de coração porque caminhas ao meu lado sem nunca me abandonar! Muito obrigado Jesus!
Mas quero também pedir perdão a Ti Jesus! Sim, porque ainda que eu saiba que Tú caminhas comigo eu ainda não sou tão forte o suficiente para me livrar de determinados vícios que fui adquirindo ao longo da minha caminhada. E aqui quero te apresentar um vício que muito tem perturbado o meu coração e o meu caminho para a santidade; que é o vício da pornografia!

Quero pedir que o Senhor venha me livrar de tudo aquilo que tem me prendido à pornografia! A começar pelo prazer que busco através dela, pensando que estes tipos de prazeres podem me preencher, que podem preencher o vazio que trago dentro de mim e que nem mesmo sei de onde vem. Quero renunciar à busca destes tipos de prazeres mentirosos que o Tentador coloca no meu caminho e que me engana com a sua mentira! Pois na verdade estes prazeres me esvazia e cria abismos dentro da minha alma, que me afastam de Ti, que és o ÚNICO e ABSOLUTO BEM que posso buscar!

Quero ainda pedir a ti Jesus, pela força do Teu Santo Nome que quebre todos os tipos de pensamentos obsessivos em relação ao sexo na minha vida. Pois estes pensamentos surgem com muita força dentro de mim e sempre me arrastam para o Mal, para o pecado! Atinge pela força do teu Sangue o momento que estes tipos de pensamentos se tornaram obsessivos em algum momento da minha vida! Quebra o círculo vicioso que estes pecados tem atingido os meus pensamentos!

Senhor, pela autoridade do Teu Nome que caia por terra agora todo o tipo de rotina que o pecado da pornografia criou na minha vida, quebra no poder do Teu Nome o hábito de olhar para as mulheres com desejos obscenos de possui – las, quebra o hábito de olhar para os homens com desejos de possui – los; quebra pela força do Teu nome o desejo descompensado de olhar a pornografia por meio da internet, de filmes, de revistas, fotografias, redes sociais e tudo o que me cerca!

Eu renuncio a estes desejos obscenos que a pornografia me traz e que me incentivam a buscar. Eu renuncio e peço que pela força do Teu Nome vá aos pés da Tua cruz toda a carga genética, toda a carga hereditária que ainda possam estar influenciando a minha vida na área da minha sexualidade!

Quebra toda a anormalidade sexual que trago da minha linhagem familiar, Senhor Jesus! Que caia sobre mim o poder do Teu Sangue jorrado na cruz e que Ele traga toda a Cura e Libertação que preciso na área da minha sexualidade! Não importando de onde tenha nascido estes distúrbios, não importando de onde tenham nascido estes vícios, seja do emocional, seja de carência afetiva, seja de violência sexual, seja até mesmo de hábitos adquiridos ao longo da minha vida; liberta – me de tudo isso e com a Tua libertação que venha sobre mim toda a cura necessária Senhor Jesus!

Liberta – me Senhor Jesus dos lugares que tem feito com que eu fique preso a pornografia e ao pecado na minha sexualidade!Liberta – me do pecado gerado no segredo do meu quarto, do meu banheiro, do meu ambiente de escola, do meu ambiente de trabalho, das minhas falsas amizades!

Liberta – me do pecado da pornografia realizado dentro da minha casa, escondido da minha esposa, do meu marido, dos meus filhos, mas que nunca foi e nunca será escondido da Tua presença Jesus!

Purifica – me pela força do Espirito Santo os meus desejos, as minhas vontades, as minhas intenções; e rompe agora no poder do Teu Nome Jesus toda a força diabólica que quer me seduzir e me arrastar para a pornografia!

Lave – me por inteiro(a) no Teu Sangue Redentor! E assim que eu tiver a primeira oportunidade Senhor Jesus eu me comprometo a buscar a confissão de todos estes meus pecados, pois eu quero mudar de vida, e sei que pela força deste momento de oração eu posso mudar de vida! Eu assumo agora minha mudança de vida no nome de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Obrigado por tudo o que o Senhor fez e continuará fazendo na minha vida! Que a Virgem Maria possa ir a frente de todo este meu novo propósito e me ensine a ser cada dia mais santo(a)!
Amém!

(via Livres de todo mal)

Grande Célula de Oração Parusia – Março 2019 – Noite de Multiplicação

Por | DESTAQUES, GALERIA DE FOTOS

Grande Célula de Oração – 02/03/2019

Tema: “A armadura espiritual”

Pregador: Rosemeire  – Com. Fidelidade

Confira as Fotos: