Glorioso Patriarca São Bento

Nasceu em Núrcia, na Úmbria (Itália) por volta do ano 480, estudou em Roma, começou a praticar a vida eremítica em Subiaco, onde reuniu um grupo de discípulos, indo mais tarde para Monte Cassino. Aí fundou um célebre mosteiro e escreveu a Regra que, difundida em muitos países, lhe valeu os títulos de patriarca do monaquismo do Ocidente e padroeiro da Europa.
Morreu a 21 de março de 547. Contudo desde fins do século VIII, sua memória começou a ser celebrada em muitas regiões no dia 11 de julho.
A expansão que alcançou esta iniciativa monástica de São Bento foi impressionante. Duzentos anos mais tarde, a Regra beneditina vigorava em toda a Europa, eliminando praticamente todas as demais formas de vida consagrada. Este sucesso não foi casual, mas inerente ao equilíbrio e sensatez da Regra beneditina. Pois o fim da Regra de São Bento era formar cristãos perfeitos, seguindo os ensinamentos de Jesus Cristo, mediante a prática dos mandamentos e conselhos evangélicos. Outro precioso fator era o equilíbrio e moderação. A Regra devia ser possível a todos e adaptável à capacidade de cada um.
ORA ET LABORA (ORAÇÃO E TRABALHO) é seu lema. Oração transformada em trabalho e trabalho em oração pela fé e obediência. No convívio fraterno na comunidade resulta sempre no completo equilíbrio psicológico.
A poucos quilômetros de Monte Cassino, Santa Escolástica, irmã de São Bento, adotou a Regra para as mulheres, dando origem às monjas beneditinas. Oremos juntos com São Bento!

Oração

A Cruz sagrada seja minha Luz. Não seja o Dragão meu guia
Retira-te Satanás. Nunca me aconse-lhes coisas vãs.
É mal o que tu me ofereces. Bebe tu mesmo do teu veneno! Amém!

Rogai por nós bem aventurado São Bento.
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

Em Latim

Crux Sacra Sit Mihi Lux.  Non Draco Sit Mihi Dux
Vade Retro Sátana. Nunquam Suade Mihi Vana
Sunt Mala Quae Libas. Ipse Venena Biba! Amém!

Traduzido de The Modern Catholic Encyclopedia, The Liturgical Press (1995), 77-78.

Confira o Documentário