Tag

fundador

Fundador da Comunidade Católica Fidelidade

Por | FUNDADOR

Daniel Tadeu de Oliveira nasceu em 28 de outubro de 1974 em São Bernardo do Campo, SP. É casado desde 1995 com Angélica Alves de Oliveira e têm três filhos; Giulia, Giovanna e Daniel Ângelo.

Formado em música, ciências da computação com ênfase em matemática, Filosofia, Teologia e pós graduando em Ensino Religioso. É Pregador, escritor e um missionário apaixonado pela evangelização.

No ano 2000 iniciou a Comunidade Católica Fidelidade, uma “nova fundação” ou Nova Comunidade, com o carisma de levar as pessoas a santidade de vida pelo equilíbrio espiritual e emocional. Reconciliando o ser humano com sua própria história.

Em 05 de Setembro de 2016 a Comunidade Católica Fidelidade recebeu o reconhecimento Diocesano de seus estatutos como Associação Publica de Fiéis na Diocese de Santo André pelo Bispo Dom Pedro Carlos Cipollini.

Dedica sua vida ao evangelismo e a vida fraterna. É ministro da bênção, do culto e da palavra e está constantemente em missão nos mais diversos locais onde se faz necessário levar a palavra de Deus e o carisma da Fidelidade.

Dia a dia impulsiona os membros e filhos da Comunidade Fidelidade a viverem a fraternidade e o equilíbrio em todos os ambientes onde estão inseridos e também nas casas pelo princípio de células católicas, Células paroquiais de evangelização.

Livros Publicados:

Apostila de Formação
Comunidade Fidelidade
Editora Clube dos Autores – 2013

Orações Diárias
Orações de Fidelidade
Editora Clube dos Autores – 2015

Faz-me Fiel
Testemunhos e partilhas da Vida Comunitária
Editora Book Express – 2015

CONTATOS:

E-mail: daniel@comunidadefidelidade.com / profdanielfidelidade@gmail.com
Fone: 55 11 98489-4844 – WhattsApp / 11 9.4594-3555
Skype: profdanieloliveira
Twiter: @_profdaniel
Facebook: facebook.com/profdanieloliveira
Portal: www.comunidadefidelidade.com

Fidelidade ao carisma do fundador

Por | FORMAÇÕES

“Repassar a própria história é indispensável para manter viva a identidade e também robustecer a unidade da família e o sentido de pertença dos seus membros (…); Não se trata de fazer arqueologia nem cultivar inúteis nostalgias, mas de repercorrer o caminho das gerações passadas para nele captar a centelha inspiradora, os ideais, os projetos, os valores que as moveram, a começar pelos fundadores, as fundadoras e as primeiras comunidades” (Objetivos do ano da Vida Consagrada – Papa Francisco).

A origem de um carisma de fundação está em Deus, que comunica-o a quem, como e quando quer. É preciso ler o carisma na história do fundador, sua experiência de Deus, e nele nos identificarmos.

O carisma de fundação trás em si uma revelação do Mistério de Deus, que dá-se a conhecer ao homem. Portanto, o carisma me leva a uma experiência profunda de Deus e a um encontro com a minha verdadeira identidade, que está em Deus, porquanto Ele disse: “Façamos o homem à nossa imagem, como nossa semelhança” (Gn 1,26 – Bíblia de Jerusalém).

Na medida em que o homem vai conhecendo a Deus, vai descobrindo a sua dignidade, a identidade de filho de Deus. Biologicamente trazemos em nós as características genéticas herdadas dos nossos pais: olho, pele, cabelo, nariz… Somos a soma dos genes do pai e da mãe. Quando crescemos, buscamos identificar em nós essas semelhanças.

Há aspectos também na vida do fundador que precisamos nos identificar, afinal, a graça que ele recebeu o torna um “pai espiritual”.

De onde vem a vida e a força das Novas Comunidades? É o Espírito Santo que dá essa força através do carisma de fundação das Novas Comunidades.

O que é um carisma de fundação? É aquele carisma que fez nascer, que deu origem à comunidade. E como ele se manifesta? É um dom de Deus, não é dá carne, é Deus quem dá a quem Ele quer de acordo com a necessidade que a Igreja tem para cada tempo.

Fundador é um dom, uma graça. É Deus que se revela a uma pessoa e ela vai encarnando na vida essa experiência de Deus, esse seguimento a pessoa de Jesus. A maneira com que ele vive essa experiência vai atraindo outras pessoas. Carisma originário é isso, uma forma particular de viver o evangelho que vai gerando um estilo de vida, que trás uma característica diferente, uma forma particular de serviço em favor da Igreja e da humanidade.

Carisma é novidade, tem sempre uma forma nova, pois Deus não repete. O carisma de cada comunidade é diverso, pois Deus é criativo, faz tudo novo. Essa novidade gera afinidade espiritual e gera a comunidade.

O fundador é aquele que inicia dando a sua vida. Quanto mais o fundador e os primeiros dão a sua vida como o mistério da cruz, o carisma vai transbordando e gerando uma família espiritual que vai sendo impulsionado para a missão. Uma Nova Comunidade não existe para si mesma, é gerada por Deus para ir em busca do povo afastado e perdido, de um povo ferido que desconhece a alegria da vida, que desconhece Jesus Cristo, por isso Deus gera as Comunidades para a missão.

Sejamos a luz do carisma recebido, sem querer imitar ninguém, pois o carisma é único. Deus está gerando uma realidade nova para servir a Igreja esse carisma é para o bem da igreja. A comunidade só tem sentido se ela estiver embelezando a Igreja.

2015 – O ano da Colheita! Cresçamos em tudo.

Por | PARTILHA DO FUNDADOR

Diz a palavra em Efésios 4, 15: “Pelo contrário, falando a verdade com espírito de amor, cresçamos em tudo até alcançarmos a altura espiritual de Cristo, que é a cabeça”.

O Ano de 2014 foi abençoado. Deus nos fortaleceu grandemente em todos nossos empreendimentos espirituais. Não paramos e seguimos em frente. Foi um ano de transição na Comunidade Fidelidade e em nossas vidas pessoais. 2014 foi um ano intenso e bem vivido, tantas coisas para agradecer. Devemos pedir o Espírito para crescermos até a altura espiritual de Cristo. Na Santidade, no equilíbrio, no amor. Obrigado a todos irmãos e irmãs, sacerdotes e familiares que nos impulsionaram de alguma força neste ano de 2014.

Espero que 2015 seja muito mais para todos nós, pois nosso Deus é maravilhoso.

Deixo a seguir as palavras da Irmã Claudia, consagrada da Comunidade que resume o sentimento de todos.

2014 foi um ano de muito estudo, formação e oração; de escuta! O Senhor nos tem moldado e forjado até nos sofrimentos. E através do Grupo Parusia e as missões realizadas na comunidade, vimos os milagres, curas e o mais importante: a conversão de pessoas e das famílias.
No entanto, o Senhor que é Deus Pai nos deu uma palavra de ordem para 2015: 2015 será o ANO DA COLHEITA! Cresçamos em tudo. Glória a Deus! Não teremos miséria, porque nosso Deus nos dá com abundância!
Que o Senhor nos dê coragem e fidelidade para continuarmos firmes em nosso carisma, na vivência e partilha. Sede santos como vosso Pai do céu é Santo.
Daniel, agradecemos pela sua insistência e por essa nova visão das células, a qual não compreendíamos, mas que por você, vemos agora, pela sua escuta ao Senhor.
Daniel e Marcio: Agradecemos pela fidelidade, paciência e disponibilidade.
Missionários da Comunidade e irmãos: Que venha 2015 com os novos desafios e que estejamos dispostos a colher os frutos que o Senhor nos dará. Amém.
Desejo a todos um Feliz Natal e um 2015 de muita colheita!
Sim… Pois colheremos o que plantarmos.
Plante amor, paz, fé. Deus te abençoe!
Daniel Oliveira

Por que sofremos? Síntese de Partilha.

Por | PARTILHA DO FUNDADOR

Esta semana em oração o Senhor me deu uma Palavra de consolo: “A nossa ciência é parcial, a nossa profecia é imperfeita. Quando chegar o que é perfeito, o imperfeito desaparecerá. Quando eu era criança, falava como criança, pensava como criança, raciocinava como criança. Desde que me tornei homem, eliminei as coisas de criança. Hoje vemos como por um espelho, confusamente; mas então veremos face a face. Hoje conheço em parte; mas então conhecerei totalmente, como eu sou conhecido.Por ora subsistem a fé, a esperança e a caridade – as três. Porém, a maior delas é a caridade.” Cor 13, 9. Veja mais

Vida fraterna em Comunidade.

Por | PARTILHA DO FUNDADOR

Formação para a vida fraterna no dia de hoje.

… Depois da dimensão espiritual, o segundo elemento fundamental e inegociável para a formação é a vida fraterna em comunidade. A exigência é passar da vida em comum à comunhão de vida, a maneira de vivenciá-la muda de acordo com o carisma, podem ser secundários os modelos sociológicos de comunidade religiosa, as formas de organização e os ritmos comunitários, contudo o essencial permanece: uma vida fraterna em comunidade que mostra ao mundo em que consiste o amor cristão: uma vida fraterna em comunidade que chega a ser uma verdadeira família unida em Cristo, onde cada um manifesta ao outro o que está precisando e onde todos podem alcançar o pleno amadurecimento humano, cristão e religioso.

Veja mais

Quem não se Cansa? Que atire a primeira pedra…

Por | PARTILHA DO FUNDADOR

Quem não se Cansa? Não vou negar, também me canso. Também me vejo as voltas com perguntas inquietantes. Para quê tudo isso? Por que suportar tanta perseguição? Preciso mesmo sofrer tais afrontas? Faço tanta coisa e não vejo resposta…

São perguntas que perturbam e nos deixam escravos da lógica humana; uma lógica que exige troca, que só dá se for receber, só ama se for amado, só ajuda se for recompensado. Humanamente é uma lógica justa, mas cansa, nos deixando psicologicamente exaustos.

Por isso vivo em Comunidade, para não viver essa logica puramente humana, mas na fraternidade. E o que me faz continuar é o amor de Jesus, dos irmãos da Comunidade, e na maioria das vezes por sabermos que pessoas dependem de nossa oração. Como uma criança que pede ao pai cansado que brinque com ele, o pai se levanta e satisfaz a criança. Assim somos nós as vezes na caminhada.

No Grupo de Oração Parusia podemos nos encher da graça e perceber tudo isso. O povo as vezes cansado, as vezes a comunidade cansada em seus missionários, mas a graça sempre acontece. Peço a Deus como podemos nos livrar desse sentimento perseguidor. O Cansaço espiritual é um perigo, que pode nos levar a pecar na ociosidade e na frieza. A achar que tudo é “rotina” e sem graça… Você pode estar cansado Espiritualmente.

Nem as mais belas canções e nem as orações mais poderosas poderão nos animar se nós não escolhermos pelo nosso livre arbítrio. Se eu não desejar se encher e participar, nada pode me animar. Se eu não me animar, nada pode me animar… Deus não vai realizar nada em mim se não tiver minha permissão e iniciativa.

Quando achamos que já nada satisfaz, nada é bom, nada esta certo… Fique Alerta!

O que não conseguimos perceber é que ao pensarmos em abandonar nossa comunidade ou a nossa espiritualidade como única solução para resolver o nosso cansaço, na verdade nós mesmos já nos auto-abandonamos.

Abandonamos a fé, a esperança e a confiança de que existe um Deus acima de nós, olhando tudo, agindo, interferindo, cuidando. Abandonamos a verdade sobre as lições que precisam ser aprendidas nos tempos de dor. Abandonamos nossa responsabilidade em agir, reagir, levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima.

Jesus afirma que ao nos relacionarmos com Ele, Ele já não nos chama de servos, mas nos chama de amigos. Ele, Jesus, jamais abandonou um amigo Seu. Mesmo Ele sendo abandonado por seus amigos, por eles suportou o abandono na cruz. E sempre que todos aqueles que abandonaram a Cristo o procuram, Ele de novo não os abandona, e de novo, e de novo, e de novo. Corações angustiados e arrependidos sempre o encontram. Sempre.

Os céus nunca planejaram abandonar, mas salvar! Jesus jamais abandonará sua posição de Senhor e Salvador, assim como jamais abandonará sua decisão de amar e ser a expressão máxima para nos aproximarmos de uma melhor compreensão sobre o amor.

Erga a cabeça, tome fôlego, caminhe um pouco mais, mantenha-se em comunhão, nossa vitória está chegando.

Daniel Oliveira – Fundador da Comunidade Fidelidade